A alienação

A alienação

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Sobre a intenção de críticas a personalidade e a vida pessoal de Karl Marx


Quando falamos de aspectos da personalidade de Marx e de sua vida pessoal não estamos com isso querendo refutar o que ele escreveu, obviamente.
Isso fazemos com a refutação direta do que ele escreveu em seus textos.

Quando mostramos aspectos pessoais da vida de Marx estamos refutando o marxismo em dois aspectos:

1. Se um membro de uma instituição beneficente que dedica sua vida a cuidar de crianças carentes faz uma crítica a respeito das condições da vida de tais crianças nós temos que lhe dar crédito pois ele vive dentro da situação da qual está falando.
Quando um médico da organização "Médicos sem Fronteiras" faz uma crítica sobre a vida na África temos que lhe dar crédito, pois ele vive está situação.
Se uma pessoa se nega a ter as comodidades de uma boa vida e se desapega de toda os bens materiais e vai viver uma vida desapegada ajudando as pessoas em um asilo faz uma crítica a respeito da vida das pessoas que passam necessidade, temos que lhe dar crédito, pois ele sabe do que está falando, mas, quando uma pessoa que passou a vida toda vivendo as custas do dinheiro dos outros, uma pessoa que nunca trabalhou, é um mau caráter cínico e mentiroso, faz uma crítica moral contra pessoas dizendo que elas são burgueses exploradores, por bom senso não podemos dar valor a essa crítica, pois é a crítica de um degenerado que não tem moral para fazer uma crítica moral contra as pessoas e a sociedade em que elas viviam.
Em vista desse fato circunstancial, quando marxistas atuais dizem que falar da vida pessoal de Marx não afeta sua obra, afeta sim!
Afeta porque Marx fez uma crítica moral a sociedade liberal - que ele afirmava ser exploradora, porém, ele não tinha autoridade para fazer crítica moral a ninguém uma vez que ele própria era um imoral, devasso, vagabundo e explorador.

2. Outro aspecto a ser refutado é que o marxismo atual tenta dar a pessoa de Marx qualidades que ele jamais possuiu...
Tentam fazer de Marx um humanista, uma pessoa preocupada com os pobres, um sociólogo, um historiador, ou seja, tentam colocar Marx como se ele tivesse sido uma excelente pessoa preocupada em "salvar o mundo", coisa que ele jamais foi.
E os relatos das trapaças que ele praticou e de vida imoral que levou refutam essa intenção do marxismo atual.

Nenhum comentário:

Postar um comentário