A alienação

A alienação

quarta-feira, 14 de março de 2012

A maledicência do "rouba mas faz"

A muito tempo esse refrão costumeiramente na boca de muitos com a nítida intenção de desmerecer o trabalho de alguém me intriga...

Como é possível ao mesmo tempo roubar e fazer ?
E os que pouco ou nada fazem, não roubam ?

Alem disso - o mais importante - tanto os que nada fazem como os que fazem - TEM O MESMO DINHEIRO EM MÃOS - através do ORÇAMENTO ANUAL do município ou estado !

Todo município ou estado não tem disponível para governar o dinheiro que quiserem !
Os prefeitos ou os governadores não vão na Casa da Moeda e pegam o dinheiro que quiserem.
Não... todo ano as respectivas casas legislativas municipais, estaduais e federais aprovam um ORÇAMENTO ANUAL, e neste orçamento está determinado o dinheiro que o governante poderá gastar.

Detalhe importante: O valor em dinheiro do orçamento por exemplo da cidade de São Paulo não muda consideravelmente de um ano para outro ou de um prefeito para outro, ou seja, todos os prefeitos de São Paulo tem em mãos o mesmo dinheiro para gastar.

Então, como pode o "rouba mas faz" ?
E os que pouco fazem, para onde vai o dinheiro ?

Em outras palavras, se um prefeito faz muitas obras, esse prefeito não vai poder roubar muito uma vez que terá que pagar as despesas com as obras...

Nem tão pouco a acusação que as obras são superfaturadas é possível uma vez que o custo fixo da manutenção da máquina pública é o mesmo para todos os prefeitos.
Temos ai uma proporcionalidade, se as obras são superfaturadas --> serão feitas menos obras, porque o dinheiro é o mesmo.
Por exemplo, se em média as obras custam 500 milhões, se o orçamento for de 2,1 bilhões o governante poderá fazer 4 obras, mas, se superfaturar a obra para por exemplo 700 milhões, ele conseguira apenas fazer 3 obras.

O contrário acontece com o prefeito que pouco faz, mas tem o mesmo dinheiro em mãos do que faz, este não gasta em obras, então, tem mais dinheiro em mãos para roubar!
Uma vez que as despesas com a máquina pública é a mesma que o outro prefeito teve.

Então, por uma questão MATEMÁTICA não existe o "rouba mas faz"....
O único que pode existir, também matematicamente, é o "nada faz e apenas rouba", uma vez que o prefeito que pouco faz nunca devolve dinheiro do orçamento!
Apesar de ter feito poucas obras.

Colocando o assunto de uma forma ainda mais didática e matemática:

O orçamento de uma cidade está em torno de 10 bilhões de reais.
As despesas fixas com a máquina pública (salários do funcionalismo, remédios, livros, alimentação escolar, etc) é de 7 bilhões de reais.
Sobram 3 bilhões de reais para obras - para os prefeitos gastarem.

Se torna uma coisa evidente que o prefeito que faz muitas obras terá muito menos dinheiro para roubar do que o prefeito que poucas obras faz!

Se dois prefeitos tem 3 bilhões para gastar em obras, mas, um deles faz muitas obras e o outro poucas, para onde foi o dinheiro no caso do prefeito que fez poucas obras ?

No caso do prefeito que fez muitas obras, o dinheiro foi gasto nas obras.... e no caso do que não fez obras, onde foi o dinheiro ?

Com essa demonstração MATEMÁTICA provamos que o dito "rouba mas faz" é apenas maledicência mentirosa e quem não tem nenhum fundamento lógico.
Esse tipo de calúnia maledicente é típica de esquerdistas e socialistas, isto é histórico, essa maledicência caluniadora vem de Karl Marx, que era mestre em difamação, Karl Marx caluniou a todos os filósofos e socialistas de sua época inventado mentiras e calúnias contra eles.


Vamos a seguir apresentar os orçamentos de quatro prefeito da cidade de São Paulo e quanto foi de dinheiro que eles tiveram em mãos para gastar de acordo com o orçamento aprovado.
Luiza Erundina, prefeita entre 1989 - 1993.
Orçamento para 1990 foi de 3,87 bilhões de dólares (aproximadamente 7 bilhões de reais).

Paulo Maluf, prefeito entre 1993 - 1997.
Orçamento para 1997 foi de 7,68 bilhões de reais.

Marta Suplicy, prefeita entre 2001 - 2005.
Orçamento para 2005 foi de 15, 2 bilhões de reais.

José Serra, prefeito entre 2005 - 2006.
Orçamento para 2006 foi de 17,2 bilhões de reais.

Podemos observar que Erundina e Maluf tiveram praticamente o mesmo dinheiro para gastar, em torno de 7 bilhões de reais.
E notamos que Marta e Serra tiveram o dobro que os dois prefeitos anteriores!
Cerca de 15-17 bilhões de reais!


Porém, entre os quatro, apenas a um (Maluf) foi colocada a alcunha de "ladrão", porém este prefeito fez uma infindável quantidade obras muito superior aos outros três !
Como Maluf pode ter roubado se ele fez tantas obras ?
Como Maluf pode ter roubado se ele tinha metade do dinheiro de dois outros (Marta e Serra) que muito pouco fizeram ?


Se Maluf tinha um orçamento de 7 bilhões e Marta e Serra tiveram orçamentos de 15 e 17 bilhões respectivamente, e em comparação com Maluf pouco fizeram em obras, para onde foram os bilhões a mais que Marta e Serra receberam ?

Acho esta "equação" bem simples e qualquer pessoa sem grandes conhecimentos matemáticos pode entender o que estou falando.

Maluf com muito menos dinheiro que os demais fez grandes obras na cidade de São Paulo, coisa que os demais nunca fizeram, então, o dito "rouba mas faz" dado a Maluf é calunia, difamação, maledicência, que não resiste a uma análise justa.
Se existe alguém que rouba são aqueles que pouco fazem com o dobro do dinheiro que Maluf teve disponível.


Esclarecimento importante.

Eu não pertenço a nenhum partido político, a nenhuma ideologia, a nenhuma religião, não tenho nenhuma intenção política, esta minha argumentação é apenas devida ao fato de eu não gostar que me enfiem goela abaixo mentiras que de tanto serem apregoadas se tornaram "verdades", a mim jamais serão, a mim mentiras serão sempre mentiras.
E eu gosto de refutar mentiras e expor toda a safadeza que existe na nossa sociedade atual onde a hipocrisia ideológica dominou por completo.



A seguir, para completar a idéia colocarei algumas coisas a respeito de Paulo Maluf para aqueles que desconhecem saberem quem é Paulo Maluf.
De posse do que foi dito anteriormente e do que será mostrado a seguir, cada pessoa, idônea, poderá tirar suas conclusões baseadas em fatos verdadeiros.



Dados pessoais

Paulo Salim Maluf é filho do imigrante libanês Salim Farah Maluf e de Maria Estéfano Maluf, uma família de industriais que no início do século passado veio para o Brasil.
No início fabricavam compensados e outros laminados prensados, em seguida fundaram a EUCATEX, uma das maiores empresas da América Latina.

Uma das fábricas da EUCATEX, as fábricas que a família Maluf possui foram construídas com o dinheiro da família trazido do Libano e com o dinheiro ganho com a competência na administração dessas fábricas.

Maluf é neto de Miguel Estéfano, que foi um dos homens mais ricos do Estado de São Paulo.
Portanto, Maluf, que se formou engenheiro e cuidou da empresa da família, a Eucatex - sempre foi rico.
Não foi a política que o deixou rico, foi o trabalho dele e de sua família na Eucatex que o fizeram rico.


Obras feitas por Maluf durante sua carreira política:

Prefeito de São Paulo (1969-1971)


- Marginal Pinheiros.

Marginal Pinheiros em São Paulo

- Elevado Costa e Silva (Minhocão).

Elevado Costa e Silva em São Paulo

- Construiu 78 pontes e viadutos, dentre elas: Antártica, Morumbi, Grande São Paulo, Engenheiro Antônio de Carvalho Aguiar e Austregésilo de Athayde.
- Fez a maior parte da Marginal Tietê.
- Construiu as Avs Engenheiro Caetano Álvares, Gastão Vidigal, Faria Lima, Radial Leste, Cupecê, Juntas Provisórias, Ricardo Jafet, Santos Dumont, Braz Leme, Bandeirantes, Inajar de Souza, Anhaia Melo e Salim Farah Maluf.

Terminal de ônibus Bandeiras, milhares de pessoas o usam todos os dias

- Duplicou as Avs Ibirapuera, Rudge, Doutor Arnaldo, São Miguel, Interlagos, Francisco Morato e Marquês de São Vicente.
- Criou todas as alças da 23 de Maio.
- Construiu a Ligação Leste-Oeste sob a Praça Roosevelt e o Túnel São Gabriel.
- Concluiu grande parte do Complexo Viário das Avs Rebouças e Major Natanael.
- Começou a escavação da Avenida Jabaquara, para a construção do Metrô de São Paulo.
- Importou a máquina Shield, o "Tatuzão" que tornou possível a construção da linha Norte-Sul do metrô passando pelo centro de São Paulo.

Tatuzão

- Inaugurou o Hospital Municipal do Tatuapé.

Secretário dos Transportes (1971-1975)

- Inaugurou a primeira etapa do metrô de São Paulo, a Linha Norte-Sul (1974)



- Instalou os primeiros trens da Fepasa.
- Unificou as ferrovias do Estado de São Paulo.
- Incrementou a construção das Rodovias Imigrantes e Bandeirantes.
- Iniciou a duplicação das Rodovias Anhanguera e Washington Luís.

Governador de São Paulo (1979-1982)

Como governador Maluf fez a sua obra mais emblemática que até hoje milhões de pessoas a usam mensalmente, o Terminal Rodoviário do Tietê.

Terminal Rodoviário do Tietê, integrado ao metrô

Por dezenas de anos a cidade de São Paulo tinha uma rodoviária exprimida entre os prédios no início da Rua Santa Efigênea, pequena e velha, nenhum prefeito ou governador mexeu nela, Maluf fez o Terminal Rodoviário do Tietê, o maior terminal viário da América Latina e foi inaugurado em 1982.

- Inaugurou obras da Sabesp na capital e interior, tais como:
- interceptores de esgotos no Rio Pinheiros
- Sistema Cantareira, responsável pelo abastecimento de água de 10 milhões de habitantes.

Sistema Cantareira, água para 10 milhões de pessoas

- A primeira fase da Estação de Tratamento de Esgotos de Barueri
- A terceira fase da Estação de Tratamento de Água do Guaraú.
- Expansão da linha Leste-Oeste com as estações Pedro II, Bresser-Mooca, Belém e Tatuapé, e Anhangabaú, República e Santa Cecília.
- Construiu a Rodovia dos Trabalhadores.

Rodovia dos Trabalhadores, atualmente Ayrton Senna, uma obra bela e gigantesca!

- Construiu a Rodovia Mogi-Bertioga.
- Construiu a Ponte do Mar Pequeno.
- Construiu o Aeroporto Internacional de Guarulhos.


Aeroporto Internacional de Guarulhos

- Iniciou as usinas hidrelétricas de Nova Avanhandava, Porto Primavera, Taquaruçu, Três Irmãos e Rosana.
- Construiu o Instituto do Coração do Hospital das Clínicas.

Prefeito de São Paulo (1993-1996)

Neste seu governo Maluf teve o maior índice de aprovação da história de São Paulo, 93%.

- Projetos sociais Cingapura e o Leve Leite.
- Estruturação do sistema de saúde através do PAS.
- Fez o Programa Bairro-a-Bairro.
- Fez o Programa Guarapiranga.
- Plantou 1 milhão de árvores na cidade de São Paulo.
- Fez várias obras viárias.
- Privatizou a CMTC e com isso acabou com um prejuízo anual de 500 milhões de dólares.
- Terminou o Túnel Presidente Jânio Quadros
- Construiu outros 7 túneis, Sebastião Camargo, Tribunal de Justiça, Mackenzie, Ayrton Senna, e Maria Maluf.

Túnel Ayrton Senna em São Paulo

- Construiu a Passagem Tom Jobim, a Passagem Sena Madureira, e a Passagem Doutor Eurycledes de Jesus Zerbini e a Ponte Bernardo Goldfarb), a Av Jacu-Pêssego, a Av Águas Espraiadas.
- Fez a Ponte Júlio de Mesquita Neto, a Av Escola Politécnica, a Av Nova Faria Lima, e o Complexo Viário Escola de Engenharia Mackenzi.
- Construiu os viadutos República da Armênia, da Moóca, José Colassuono, e Cassiano Gabus Mendes.
- Construiu os terminais de ônibus João Dias, Vila Nova Cachoeirinha, Parque Dom Pedro II, Praça da Bandeira, Penha, e Cidade Tiradentes, e iniciou o de Princesa Isabel e o da Capelinha.
- Foi o primeiro prefeito no Brasil a instalar computadores nas escolas públicas, 1500 PCs em 400 escolas.

Em 2006 Maluf concorreu para deputado federal e foi o mais votado com 739 mil votos.


Sobre Maluf ter dinheiro em paraísos fiscais e devido a isso ser procurado pela Interpol

Maluf tem sim dinheiro nestes países, como milhares de outros brasileiros também tem.
Maluf é rico, a família de Maluf é rica, e a riqueza dos Maluf não veio de roubo de dinheiro público como já demonstramos, veio do trabalho deles nas empresas que possuem a já muito tempo.
Maluf por segurança contra seus inimigos não pode deixar todo seu dinheiro no Brasil, é muito perigoso isso, por isso Maluf transferiu parte do dinheiro da família para o exterior, deveria ter feito isso de maneira legal, mas não fez, porque se fizesse os impostos ficariam com grande parte do dinheiro, e é pelo mesmo motivo que milhares de outros brasileiros também transferem seu dinheiro ilegalmente para o exterior.
O pessoal do mensalão também mandou milhões de dolares para paraísos fiscais... só que o dinheiro que eles mandaram para fora não é o mesmo de Maluf, o dinheiro que o pessoal do mensalão mandou para fora é dinheiro público.
Os inimigos de Maluf tem acesso a informações sobre depósitos de brasileiros no exterior e o denunciaram a Interpol, por isso Maluf é procurado pela Interpol, os inimigos de Maluf obviamente não denunciam os milhares de outros brasileiros que também fizeram a mesma coisa... não o fazem porque eles próprios também tem dinheiro ilegalmente transferido para o exterior.
É este o esclarecimento que é preciso ser feito sobre isso para que não seja criada a "interpretação" de que porque Maluf é procurado pela Interpol ele seja bandido ou o dinheiro foi roubado.


***

 TEXTO COMPLETAR


Justiça suspende por três anos direitos políticos de Marta Suplicy

FLÁVIO FERREIRA
DE SÃO PAULO
17/01/2014 21h28

A Justiça condenou a ex-prefeita de São Paulo e ministra da Cultura Marta Suplicy (PT) à perda dos direitos políticos por três anos por considerar que houve irregularidades na contratação da instituição GTPOS (Grupo de Trabalho e Pesquisa em Orientação Sexual) no mandato dela na capital.
A decisão da 1ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo aponta que a GTPOS foi contratada ilegalmente sem licitação. O juiz Alexandre Bucci também determinou que Marta pague uma multa correspondente a cinco vezes o valor que ela recebia no cargo de prefeita, exercido entre 2001 e 2004. As mesmas penas foram aplicadas à ex-secretária da Educação de Marta, Maria Aparecida Perez, que assinou o contrato.
A GTPOS foi punida com a proibição de contratar com o poder público por três anos e ao pagamento de multa no valor de 10% da contratação.
O contrato com a instituição teve o valor de R$ 372 mil e foi assinado em 2004 com o objetivo de promover o planejamento familiar e a educação sexual de famílias das regiões das subprefeituras da Cidade de Ademar e da Cidade Tiradentes.
De acordo com a decisão judicial, não foram comprovados prejuízos aos cofres públicos, mas a falta de licitação violou o princípios da isonomia, pois outras instituições não puderam disputar o contrato com a GTPOS, e o princípio da impessoalidade, já que Marta foi sócia fundadora e presidente de honra da entidade.
Cabe recurso da sentença ao Tribunal de Justiça de São Paulo.
O advogado de Marta, Pedro Estevam Serrano, afirmou que apresentará recurso contra a decisão pois em julgamento sobre contrato idêntico entre a Prefeitura de São Paulo e a GTPOS, na gestão da petista, o Tribunal de Justiça paulista julgou o caso favoravelmente à ex-prefeita.
"Na decisão, o TJ-SP considerou o contrato realizado legítimo, o que se traduz em relevante precedente para julgamento do caso", de acordo com nota da assessoria do advogado
http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/01/1399411-justica-suspende-por-tres-anos-direitos-politicos-de-marta-suplicy.shtml

Comentário

Está explicado onde foi o dinheiro extra do orçamento de Marta.


***




Nenhum comentário:

Postar um comentário