A alienação

A alienação

domingo, 15 de julho de 2012

Não é o PIB que é importante para proteger as crianças de uma grande nação...

A presidenta Dilma discursou na 9ª Conferência Nacional dos Direitos da Criança.


No seu discurso a presidenta disse:

"Uma grande nação deve ser medida por aquilo que faz para suas crianças e adolescentes, não é o Produto Interno Bruto, é a capacidade do país, do governo e da sociedade de proteger o que é o seu presente e o seu futuro, que são as suas crianças e os seus adolescentes."


Comentário:

Não sei se entendi bem o que a presidenta falou, mas, pelos comentários que li nos jornais acredito que ela tenha dito que o PIB não é importante, nem para que um povo seja uma grande nação, e nem para que uma nação possa proteger suas crianças e adolescentes.

Vamos então analisar se o PIB realmente não importa na benévola tarefa do governo em "proteger" as crianças...

Sabemos que para proteger e cuidar de uma criança precisamos de dinheiro, as crianças precisam se alimentar, e como comida não cai do céu, precisamos de dinheiro para comprar comida para as crianças junto aos produtores de comida.
Sabemos também que para que as crianças possam ser educadas é necessário a construção de escolas, precisam de livros e materiais escolares, precisam de professores, em suma, precisam de toda uma estrutura educacional, que para funcionar bem, precisam de dinheiro, pois todas essas coisas também não caem prontas do céu.
E para proteger as crianças leis não bastam, podem existir milhares de leis mas se a polícia e demais instituições de segurança e de infra-estrutura da nação forem precárias - a proteção das crianças não existirá, e para que toda essa infra-estrutura de segurança exista e funcione bem - é necessário muito dinheiro para construi-la e mantê-la, pois tal estrutura também não cai do céu pronta ou aparece das boas intenções ditas em discursos, é necessário muito trabalho e mercadorias, e isso precisa ser pago aos trabalhadores e produtores.

Poderíamos enumerar uma série de outras necessidades das crianças, tais como saúde, transporte, etc, o lugar comum de todas essas coisas necessárias para proteger as crianças é que para que elas sejam disponibilizadas é necessário dinheiro, uma vez que elas não caem prontas do céu.

Muito bem, mas onde o governo "protetor" arruma dinheiro ?
- Dos impostos obviamente, uma vez que o governo nada produz.
E o governo arrecada grande parte dos impostos de quem ?
- O governo arrecada a maioria do seu dinheiro cobrando impostos diversos das empresas e dos trabalhadores que nelas trabalham através do imposto de renda.
Por exemplo o imposto IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), ou ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e prestação de Serviços), ambos diretamente dependentes da produção.

Então, o dinheiro que o governo arrecada em impostos e que vai propiciar a ele a sua benévola ação protetora - depende da produção das empresas, se as empresas produzem bastante o governo arrecada bastante, se as empresas produzem menos o governo arrecada menos.
E a produção das empresas de uma nação como um todo chama-se Produto Interno Bruto, ou seja - é o PIB.
Então, para que o governo possa cuidar e proteger bem as crianças da nação é necessário que o PIB seja suficientemente grande para que ele possa arrecadar a quantia suficiente de dinheiro necessária para suprir as necessidades das crianças... isso é uma coisa matematicamente óbvia.
É uma equação:

necessidades = produção

Se em uma nação existem 1 milhão de crianças e estas gastam um par de sapatos por ano, para que elas tenham essa necessidade suprida é necessário que a nação produza 1 milhão de pares de sapatos para crianças por ano, isto também é uma coisa matematicamente óbvia.
Se existem na nação 10 mil escolas e para dar segurança e proteger essas escolas é necessário um guarda de segurança, serão necessários 10 mil guardas... que terão obrigatoriamente que receber o salário pelo trabalho, então, o governo protetor terá que ir buscar esse dinheiro cobrando impostos de quem produz o PIB.

As necessidades das crianças cuidadas e protegidas pelo bondoso governo estão diretamente relacionadas ao PIB - que é de onde o protetor governo tira o seu dinheiro.

E devido a essa matemática, toda grande nação tem que ter também um grande PIB per capita.

A Islândia é uma pequena nação em população e área territorial, mas ela é uma grande nação na produção do seu PIB per capita, o que propicia a Islândia também ser uma grande nação em dar boa proteção para as suas crianças.
A Nigéria é uma grande nação em população e em área territorial, mas seu PIB per capita não é suficientemente grande, em consequência as crianças da Nigéria não são bem protegidas pelo seu governo.

Sem um PIB suficientemente grande em termos per capita nenhuma nação conseguirá cuidar bem das suas crianças pelos simples fato da nação não produzir o que as crianças necessitam para serem bem cuidadas e protegidas.

Em vista deste fato concreto somos levados a não concordar com a opinião da presidenta, o PIB é sim de fundamental importância para que uma nação seja uma grande nação e para que possa proteger adequadamente suas crianças.


***

Nenhum comentário:

Postar um comentário