A alienação

A alienação

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Cratod (Centro de Referência em Álcool, Tabaco e Outras Drogas) - isso é coisa de gente mentalmente atrofiado




Notícia na Folha

24/01/2013 - 06h00
Corrida por internação de viciados faz Estado ampliar atendimento em SP 
DE SÃO PAULO 

A procura por internações de dependentes químicos surpreendeu o governo Geraldo Alckmin (PSDB), que foi obrigado a ampliar a estrutura de atendimento dois dias após o início do programa de internação compulsória.
Até a próxima semana, novos funcionários serão deslocados para o Cratod (Centro de Referência em Álcool, Tabaco e Outras Drogas), no Bom Retiro, e uma central telefônica que recebe ligações gratuitas será criada para esclarecer dúvidas de parentes de viciados.
Além disso, serão contratados 66 novos leitos específicos para esse público. 
O anúncio foi feito ontem pelo governador e pelo secretário da Saúde, Giovanni Guido Cerri, após visitar o local.
O Cratod reúne médicos, juízes, promotores e defensores públicos, que analisam a situação do dependente e decidem pela internação.
Embora o objetivo fosse facilitar as internações compulsórias, quando o viciado vai para tratamento sem consentimento próprio ou da família, o Cratod atraiu inúmeros parentes e até mesmo usuários em busca de ajuda. "Houve uma corrida pela internação", disse Alckmin.

....

Comentário:

Só ficam surpresos aqueles quem não tem noção da realidade.
A maioria da população não aguenta mais ter que aturar sem poder fazer nada drogados vagando livremente pelas ruas de SP a noite ou amontoados pelas calçadas de dia.
As pessoas que tem drogados em casa também não aguentam mais a ditadura dos ongueiros de "direitos humanos" que não os deixam internar seus parentes drogados.
O que os defensores da "liberdade" de decisão para os drogados quanto a serem internados é uma infâmia dignos apenas da ralé da humanidade.

*

Mas, o principal tema deste texto é quanto ao "Cratod (Centro de Referência em Álcool, Tabaco e Outras Drogas)"...
"Álcool, tabaco e outras drogas" - está qualificando tabaco e álcool como sendo droga.

Quem colocou este título tem atrofia mental, é neurótico, tabaco e bebidas alcoólicas não são drogas.
Qualquer pessoa decente sabe disso, só gente com muita raiva de seus semelhantes pode achar que tabaco e álcool são drogas.

As pessoas gostam de tomar umas cervejas por dia, ou uma pinga, gostam de fumar um cigarrinho de papel ou de palha, um charuto, um cachimbo, da forma que os humanos já fazem a milhares de anos, são prazeres dessa vida que na sua maior parte é dura... agora por causa disso são qualificados como consumidores de drogas ?
São drogados ?

- Não são é claro.

Só na cabeça atrofiada desses alienados alguém que bebe e fuma é drogado.

O pior é que essa ralé formou enormes quadrilhas e dominaram amplamente na sociedade e estão impondo suas "leis" aos demais...

A vida já era difícil, mas agora, com estes inúteis enchendo o saco de todo mundo com sua ideologia está cada vez mais difícil.

***


/>

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

O que deveria ser revisado no sistema político-econômico atualmente em vigor (tomando como referência o que existe na Inglaterra) para que se fizesse uma mudança para melhor ?


Um membro da comunidade do ORKUT "Marx é inquestionável?!" me fez a seguinte pergunta em um tópico:

"Arnaldo, quanto ao capitalismo, você defende ele da maneira que é atualmente ou você elabora alguma crítica, tipo, uma revisão de valores capitalista. Qual é a sua visão?"

A minha resposta foi a seguinte:


É, temos que fazer algumas ressalvas...

Primeiramente o sistema politico-econômico que se iniciou na Inglaterra no início do século XIX e que também aconteceu quase simultaneamente no EUA após a independência tem o nome de LIBERALISMO, e não capitalismo.

Mises, na minha opinião o melhor economista-filósofo que já existiu, escreveu um excelente livro sobre este sistema, e o título do livro dado pelo autor, muito corretamente como não deixaria ser para um economista do porte de Mises, foi - Liberalismo.
Um livro com nome bem simples mas que possui um conteúdo inestimável para a humanidade, pena que seja pouco lido por ser boicotado nas universidades e na midia pela quadrilha de "intelectuais" marxistas que dominam nestes lugares.

Então, o sistema chama-se Liberalismo, "capitalismo" é um termo socialista INDEFINIDO e que apenas serve como fonte verbal para gritos raivosos dos possuídos por ideologia.

*

Quanto ao sistema, o que se pode dizer é que o ideal é que não existisse governo, não existisse estado, mas, isso, em função da natureza humana é impossível.
Então, o estado deve existir, o menor possível, unicamente para manter em funcionamento o Estado de Direito democrático, nada mais.

A função primordial do Estado de Direito é manter o "todos são iguais perante a lei", é evitar o surgimento de corporativismo e monopólios, é zelar pelos direitos individuais, sejam eles de pessoa jurídica ou física, no Estado de Direito o indivíduo é soberano e não o grupo, uma vez que grupos em geral tentam unir forças para agir de forma corporativa e levar vantagem contra os demais - isto agride o "todos são iguais perante a lei"..
Apenas isso deve ser função do estado, a justiça, ou seja, a instituição que prende e julga aqueles que infringem a lei, esta seria privada e municipal.

E um valor crucial: o estado jamais poderia ser provedor, uma vez que nada produz.
Para o estado ser provedor ele tem que tirar dinheiro e bens de quem os possui para, supostamente, dar a quem não possui, porém, a experiência já milenar nos mostra que quando os humanos que estão empossados no estado pegam este dinheiro ou bens não mãos, eles roubam grande parte dele.

Quanto a estruturação desse estado acho que jamais deveria dar a chance para que uma pessoa usurpasse o poder total, digamos, jamais pode ser como na Venezuela, onde o presidente vai fazendo sucessivas trapaças até se tornar um ditador "democrático".

Entendo que o melhor, ou o menos ruim, é o parlamentarismo, em todos os níveis, nacional, estadual e municipal, e independentes do estado superior a ele (por exemplo para realizar eleições, se um município não está contente com o seu "primeiro-ministro", o município desfaz o gabinete municipal e faz novas eleições)), sendo que a nível nacional os atributos do estado nacional deveriam ser mínimos, o papel do estado deveria ser majoritariamente atribuído aos municípios, onde é muito mais fácil para a população intervir quando necessário.
Não existiriam 3 poderes, apenas dois poderes:
o parlamentar, de onde sairia o gabinete de governo;
e o judiciário que teria a incumbência de garantir o Estado de Direito, para isso teria sob sua jurisdição as forças militares da nação (não a polícia, que seria privada e local, municipal).

Na parte civil, ou social, e econômica, tudo deveria ser privado, tudo mesmo, mas, o Estado de Direito atuaria de forma soberana nesse sistema.

E na minha opinião, o maior entrave, ou poderíamos chamar de erro no Liberalismo atual (o que existe na Inglaterra, EUA, Canadá, Austrália, Japão...) é a herança.
A herança vai contra o princípio "todos são iguais perante a lei" pois um jovem herdeiro de milhões de dolares ou reais sai em vantagem diante dos demais.
O direito a herança deveria ser exaustivamente analisado, não sou contra um filho herdar a casa que o pai construiu .... sou contra um filho herdar bilhões  sem ter feito nada por merecer.

Uma outra coisa que foi muito desvirtuada são as benesses da lei para bandidos, isso não pode existir, a lei contra aqueles que a infringem deve ser dura, e se um réu é condenado a 4 anos de cadeia, todos os 4 anos devem ser cumpridos integralmente em regime fechado.

Existem mais coisas que deveriam ser analisadas, mas, estas são as principais.


***



A bela natureza mata constantemente...



Notícia na Folha

21/01/2013 - 00h11
Três pessoas morrem e uma desaparece em cachoeira de Ubatuba 
EDUARDO SODRÉ
DE SÃO PAULO 

Três homens morreram e uma mulher desapareceu na tarde deste domingo (20) após serem arrastados pelas águas enquanto se banhavam na cachoeira do Tombador, em Sertão do Ubatumirim, Ubatuba (226 km de São Paulo).

.......



21/01/2013-11h03
Bombeiros acham corpo de mulher que sumiu em cachoeira de Ubatuba (SP)
DE SÃO PAULO
Os bombeiros de Ubatuba, no litoral norte de São Paulo, localizaram na manhã desta segunda-feira (21) o corpo de uma mulher que desapareceu no domingo na cachoeira do Tombador, em Sertão do Ubatumirim. Ela era a única vítima que ainda estava desaparecida. Além dela, outros três banhistas morreram ontem na mesma cachoeira.
......



Comentário:

Os seres humanos por milhares de anos souberam que a natureza não é essa maravilha que hoje lhe é atribuída...
A natureza é dura, implacável, e para ela os seres humanos não tem o menor valor, a natureza é totalmente indiferente aos humanos, a natureza é totalmente indiferente a se existem ou não seres vivos na sua superfície.
O planeta Marte continua a girar em torno do Sol impassível e indiferente a não existência de vida na sua superfície, para um planeta pouca importa se existem bichos vivendo na sua superfície.

A natureza constantemente mata humanos, às vezes mata centenas de milhares como aconteceu com o terremoto e subsequente maremoto no Pacifico uns tempos atrás.

E mais uma vez, infelizmente, a natureza matou humanos que estavam lá aproveitam das suas belezas...

Isto deveria ser aprendido pelos seres humanos... deveria servir de alerta para a realidade - a natureza não é amigona dos seres humanos como milhões pensam atualmente.

Mas, é quase certeza que os humanos não tomaram conhecimento disso e tais mortes continuarão a acontecer.

***


Posse de Obama - uma oportunidade para que inúmeras besteiras sejam ditas e muita ideologia estúpida seja praticada



NOTÍCIA NA FOLHA


21/01/2013 - 18h11
Obama surpreende e faz aberta declaração de apoio ao casamento gay 
DE SÃO PAULO

O presidente Barack Obama escolheu o discurso de posse de seu segundo mandato para fazer a sua mais explícita declaração de apoio ao casamento gay. 
Em uma declaração considerada combativa e liberal, ele defendeu a igualdade de direitos e mencionou uma série de protestos ocorridos na Nova York de 1969 que marcou o movimento pró-gay moderno.
........
"É dever agora da nossa geração continuar o que aqueles pioneiros começaram. [...] 
Nossa jornada não está completa até que os nossos irmãos e irmãs gays sejam tratadas como qualquer um de nós, perante a lei
Se somos realmente criados iguais, então, certamente, o amor com que nos comprometemos uns com os outros deve ser igual também", disse.

"Nós, o povo, declaramos hoje que a mais evidente das verdades --a de que somos todos criados iguais-- é a estrela que ainda nos guia; bem como guiou nossos antepassados em Seneca Falls, Selma e Stonewall", disse.
.......

UNIÃO
.....
"As possibilidades da América são ilimitadas, pois temos todas as qualidades que esse mundo sem fronteiras requer: juventude e determinação; diversidade e abertura; uma infinita capacidade de arriscar, e o dom da reinvenção", disse. "Meus caros americanos, nós fomos feitos para esse momento, e nós o aproveitaremos --desde que o façamos juntos."
.........
"Não acreditamos que neste país a liberdade seja reservada aos sortudos; ou a felicidade, a poucos. Reconhecemos que, não importa o quão responsavelmente vivamos nossas vidas, qualquer um de nós, a qualquer momento, pode enfrentar uma perda de emprego, uma doença repentina, ter a casa carregada em uma terrível tempestade. 
Os compromissos que fazemos uns com os outros --por meio do Medicare, Medicaid e da Previdência Social--, essas coisas não minam nossa iniciativa; elas nos fortalecem. Elas não fazem de nós uma nação de tomadores; elas nos libertam para correr os ricos que fazem desse país grande."

"Nós não podemos confundir absolutismo com princípio ou substituir política com espetáculo, ou tratar uma troca de ofensas como debate razoável. 
Nós precisamos agir, sabendo que nosso trabalho será imperfeito", defendeu.


Comentário:

Mas, afinal, do que país Obama está falando ?
De Angola, do Paraguai ou da Indonésia ?
- Não, ele está falando do Estados Unidos da América !
A nação mais livre e desenvolvida do planeta !
Uma nação onde mais do que em nenhum outro lugar do mundo todos são iguais perante a lei !

De onde este maluco tirou que no EUA não existem diretos iguais ?
O EUA foi a primeira nação do mundo a instituir a democracia e o Estado de Direito, foi a primeira nação do mundo a criar os direitos humanos, no EUA é onde existe a maior igualdade entre as pessoas do mundo !
E vem agora esse cara falar desta nação como se nela não existissem direitos iguais para todos ?
Isso não condiz com a história dos EUA...
Isso é demagogia e ideologia ditas pelo presidente contra sua própria nação.

Obama não quer direitos iguais, ele quer instituir direitos diferentes !
Ou, os gays norte-americanos não tem direitos iguais a todos os demais que vivem lá ?
- Tem é claro.

O que Obama quer é criar - UMA LEI ESPECIAL - e que APENAS OS GAYS vão usar - o "casamento gay".

Uma vez que casamento é algo que existe na lei do EUA, só que como a palavra "casamento" vem de "casal", ou seja, um macho e uma fêmea, dois homens ou duas mulheres casarem não se encaixa nessa lógica, uma vez que a função primordial do casamento - aceita pela sociedade norte-americana - é gerar uma família e terem filhos para perpetuar a espécie.
Então, será necessário criar uma lei especial pára dois homens, ou duas mulheres, poderem se casarem.


Porém, essa "causa" não é porque seus defensores gostam dos gays, ela é só mais uma "luta de classes" criada pelo marxismo "cultural" que no EUA teve enorme atuação e acabou por mudar a cara da nação norte-americana transformando-a na nação dividida e conturbada que é hoje.
Essa "causa" teve a participação em 1969 de um marxista "cultural" que estava "na moda" e que desprezava a "sociedade burguesa" e queria destrui-la - Marcuse.

Eu sei que metade da população do EUA tem vergonha de ver seu presidente falando da nação desta forma... mas, a outra metade ficou doente, alienada, e não vive mais na realidade, e passou a condenar a própria nação em que nasceram e que é a nação onde a liberdade e a felicidade podem ser conseguidas com uma facilidade que não existe em nenhuma outra nação do mundo.


***



quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

A França virou polícia da África, invade, bombardeia, fornece armas para "rebeldes" assassinarem Kadafi, etc, mas, tudo isso parece a coisa mais normal do mundo para a midia ocidental ! E se fosse Bush que fizesse isso ?!



Notícias nos jornais:

Sobre a SOMÁLIA

12/01/2013 - 09h24
Operação de resgate a refém francês na Somália fracassa e deixa 20 mortos 
DAS AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS
Fonte:
http://www1.folha.uol.com.br/mundo/1213942-operacao-de-resgate-a-refem-frances-na-somalia-fracassa-e-deixa-20-mortos.shtml

Soldado francês morre após resgate fracassado na Somália
Fonte: 
http://www.tvcanal13.com/noticias/soldado-frances-morre-apos-resgate-fracassado-na-somalia-38935.html

Soldado francês refém na Somália foi morto durante tentativa de resgate
Fonte: 
http://www.estadao.com.br/noticias/geral,soldado-frances-refem-na-somalia-foi-morto-durante-tentativa-de-resgate,983477,0.htm

Sobre o MALI

França bombardeia reduto islamista no norte do Mali
Fonte:
http://oglobo.globo.com/mundo/franca-bombardeia-reduto-islamista-no-norte-do-mali-7283949

França bombardeia rebeldes no oeste do Mali; ONU apoia intervenção 
(Obs. Não foi aprovada nenhuma Resolução pela ONU)
Fonte:
http://noticias.uol.com.br/internacional/ultimas-noticias/2013/01/15/franca-bombardeia-rebeldes-no-oeste-do-mali.htm?mobile

França mobilizará mais soldados no Mali
Fonte:
http://www1.folha.uol.com.br/mundo/1214991-franca-mobilizara-mais-soldados-no-mali.shtml


Comentário:

Resolvi fazer este comentário depois de ver agora a noite na GLOBO NEWS um "intelectual" brasileiro falando sobre o assunto.
Ele falava com a maior naturalidade do mundo, como se estivesse falando de algo de acordo com as leis internacionais e de acordo com o princípio internacional de não interferência em assuntos internos de outras nações, falava como se a França bombardear países da África seja a coisa mais normal do mundo !

Eu pensei, e se fosse o Bush que estivesse "libertando" tais países ?
- Haa...  com toda certeza a ralé toda já estaria em altos brados gritando contra os imperialistas yankes...
Mas, como é a França socialista... pode, está tudo certo, socialistas são os "libertadores do mundo" !
Apesar do histórico fato de que todos os 50 países socialistas do século XX terem sido ditadura, e os que ainda existem (Cuba, Coreia do Norte) ainda são ditaduras, eles se acham os "salvadores do mundo"..

A França já massacrou a Líbia com bombardeios covardes, junto com Obama assassinou Kadafi, está fazendo de tudo para poder atacar a Síria, mas, ai ela não vai se arriscar sozinha, quer ajuda.

A França virou a polícia da África e tem o apoio de toda a midia ocidental que sempre foi a favor da porcaria francesa por ser ela a "mãe" do socialismo europeu.
Porém, diga-se, é uma polícia covarde e incompetente.
Já fez das suas costumeiras trapalhadas de incompetentes na Somália e morreu o refém, agora vai se enfiar em enorme enrascada pois os terroristas vão praticar sabotagem, a França já está desesperada em busca de ajuda.

Mas, é sempre bom lembrar:  se fosse o Bush que estivesse fazendo apenas uma das ações que a França está fazendo, o mundo cairia em cima dele aos gritos de imperialista, imperialista, imperialista !

A ralé da humanidade é uma turba de gente mesquinha, imoral, covarde, preconceituosa, e tudo o mais de ruim que se possa imaginar, mas, infelizmente domina em toda a midia ocidental e o que está acontecendo no Mali e já aconteceu em outras nações africanas parece uma coisa normal e até mesmo humanitária !

***
  
 Texto escrito em 16/08/2016

 Agora, com os atentados terroristas, a França está pagando o preço por querer ser a polícia do mundo.

 
***
 
 
 
 


quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Quando os ingleses atravessam o Canal da Mancha eles dizem que "vão a Europa"... muita gente torce o nariz para isso, mas, os ingleses tem muitos motivos para dizerem isso!



Artigo na Folha


16/01/2013-10h39
O Reino Unido vai ou fica?
bernardo mello franco

LONDRES - Esqueça os Beatles e os Rolling Stones. Se o momento político do Reino Unido tivesse uma trilha sonora, ela seria gritada pelo Clash, em alto e bom punk rock. Should I stay or should I go? Devo ficar ou devo ir?
A terra da rainha nunca se encantou pelo projeto da União Europeia. Demorou a entrar no mercado comum, esnobou a negociação de tratados, recusou-se a aposentar a velha libra para embarcar no euro.
O tempo passou, e agora a antipatia corre o risco de acabar em rompimento. "O Reino Unido não vai entrar em colapso se deixar a União Europeia", desdenhou o primeiro-ministro David Cameron na segunda-feira.
Como diria aquele personagem do Francisco Milani: Há controvérsias...
Alemanha e França não querem nem ouvir falar numa retirada britânica. Os Estados Unidos são contra. Mesmo no Partido Conservador britânico, políticos respeitados como o lorde Michael Heseltine advertem que o país perderá dinheiro e força política se apostar no isolamento.
Então por que Cameron insiste na ameaça?
Falar mal dos vizinhos dá voto no Reino Unido. A Union Jack está em todos os cantos de Londres; a bandeira azul do bloco quase inexiste. Os ingleses atravessam o Canal da Mancha e dizem que foram "à Europa". É como se a ilha fosse um continente à parte, ou ainda comandasse um império que não existe mais. 
A crise econômica também ajuda -ou melhor, atrapalha. Quando os problemas se multiplicam, a tentação de buscar um culpado no exterior é sempre maior.
O neonacionalismo britânico já levou o nanico Ukip a conquistar mais cadeiras que o tradicional Partido Trabalhista nas últimas eleições europeias. A sigla de ultra-direita cresce em redutos conservadores, aumentando a pressão de aliados sobre o primeiro-ministro.
As bravatas de Cameron agradam aos backbenchers, a versão local do baixo-clero de Brasília. O grupo reúne parlamentares sem luz própria, mas garante maioria para aprovar medidas impopulares, como os cortes na área social. 
Nesta sexta-feira, finalmente, o primeiro-ministro fará seu prometido discurso sobre a Europa. Ele tem indicado que falará duro contra o vizinhos, mas é pouco provável que responda agora à pergunta do Clash. O Reino Unido vai ou fica?


Comentário:

A Europa, ocidental, está infestado de socialistas, os europeus ocidentais ainda não provaram suficientemente da miséria socialista, os 3 países falidos, Grécia, Espanha e Portugal, foram a falência depois de anos de governos socialistas, e é essa a causa da "crise" na UE, 3 membros falidos.

Os ingleses sabem que mesmo diante de todos os históricos fracassos do socialismo mundial, socialistas são eleitos no continente, como acabaram de ser na França.

E vão levar seus países a falência, pois o socialismo, como a história das 50 nações que adotaram o socialismo no século XX e faliram e também o grande economista da Escola Austríaca, Mises, já demonstraram, é um sistema que não tem meios teóricos e práticos para gerir uma economia - e sempre irá a falência, uma vez que o estado socialista é incompetente e não consegue produzir todas as mercadorias que, supostamente, pretende DAR ao povo.
Em vista destes fatos, a UE é uma organização fadada a falência.
Os ingleses sabem disso.

Quando Napoleão dominou toda a Europa Continental, não dominou a Inglaterra, quando Hitler dominou toda a Europa Continental, não dominou a Inglaterra, e a Inglaterra derrotou a ambos e livrou a Europa Continental destes dois ditadores.
Então, apesar da Inglaterra não ter mais um grande império, nem poderia ter, porque o tempo dos impérios já passou, ela não perdeu o merecido orgulho da sua história, e é por isso que quando os ingleses atravessam o Canal da Mancha eles dizem que "vão a Europa", muitos ficam ofendidos com isso.... mas, os ingleses tem motivos de sobra para dizerem isso!

***


domingo, 6 de janeiro de 2013

A "brincadeira" de criança inventada pelo marxismo "cultural"


Vou colocar a seguir fotos em um local chamado “parque” no centro de uma das cidades médias do interior do Estado de São Paulo, nesse parque as pessoas vão passear, andar, correr, e nele também são feitas “reuniões sociais” organizadas pela prefeitura ou por ONGs, onde fazem as suas típicas barraquinhas com bugigangas diversas ou "prestando serviços" para o povo, e também organizam brincadeiras para as crianças.
É a forma que esse ralé encontrou para viver sem trabalhar duro para ganhar o sustento ... vivem as custas de tais "serviços" que prestam em nome, ou da prefeitura, ou de ONGs sustentadas por doações de dinheiro público.
Muitas destas brincadeiras organizadas são “culturais” e as 3 fotos colocadas são para uma dessas brincadeiras infantis “culturais”.
Excetuando quem já viu a ralé atuando nessa “brincadeira” sugiro que os leitores tentem adivinhar que tipo de brincadeira é ?




Adivinharam?
Acho que raros são os que adivinham...

Trata-se de uma “brincadeira” para ensinar regras de trânsito para as crianças, os quadrados são “quarteirões” da cidade e o espaço entre eles são “ruas”, bem.... e nas “esquinas” são colocados sinais de “PARE”, eles fazem tabuletinhas de uns 10 cm de altura e colam o sinal de PARE nelas, outros sinais de transito também são colocados, e eles fazem as crianças andarem pelas “ruas” e obedecerem os sinais....
Eu sei disso porque uns tempos atrás fui no parque e topei com o bando todo lá atuando.
Neste dia notei que apesar da insistência as crianças não gostaram do brinquedo não rsrs
É claro! Que graça tem esse brinquedo ?
Nenhuma.
Crianças não gostam de brincadeiras que não são "do mundo delas".
A cabeça alienada da ralé não consegue entender que crianças humanas gostam de brincar de brincadeiras mais alegres e simples, como pular corda, correr um atrás do outro dando risadas, jogar amarelinha, jogar bola, etc, as crianças ainda não estão preparadas para a estúpida ideologia que querem enfiar na cabeça delas.

O tristonho comunista italiano Gramsci, um dos inventores do marxismo "cultural", escreveu no seu "Cadernos do Cárcere" que tinham que “educar” as crianças para fazerem nascer o “homem socialista” e eles tentam fazer isso, mas, não funciona, só vai funcionar quando tais crianças estiverem na adolescência, e ai então, a “mente revolucionária” aparecerá na cabeça da maioria deles e eles estarão prontos para receberem a lavagem cerebral que lhes será aplicada na universidade pelos “professores” marxistas que proliferam no Brasil.

Esse é só um exemplo entre centenas, milhares, que os “intelectuais” marxistas, a ralé da humanidade, imaginaram para “fazer a cabeça” do povo de todas formas possíveis e inimagináveis, para que assim, depois dessa lavagem cerebral, eles fiquem dopados e atinjam o que Gramsci chamou de “hegemonia”, ou seja, um estado social onde as multidões estejam em letargia e percam totalmente o senso de realidade e estejam assim prontos para aceitar passivamente o socialismo proposto pelo “mestre”.
Segundo palavras de Gramsci, neste estado o "príncipe" (o partido comunista) estaria pronto para dominar as mentes humanas.
Quando a humanidade estiver agindo como um grande rebanho de ovelhas conduzido pelos "sábios intelectuais" socialistas/comunistas, como especificou Karl Marx no Manifesto Comunista, ai então eles poderão "transformar o mundo" de uma vez por todas.

Esse é o plano da ralé da humanidade.
Mas, a realidade, tal qual as crianças no "brinquedo", mais uma vez irá esfregar sua lição na cara suja da ralé e mostrar a eles o quão estúpida são suas cabeças dominadas pela ideologia cega.

***


terça-feira, 1 de janeiro de 2013

O Papa entrou na onda do “Occupy Wall Street” !



NOTÍCIA NA FOLHA

http://www1.folha.uol.com.br/mundo/1208694-papa-condena-capitalismo-financeiro-em-missa-de-ano-novo.shtml

01/01/2013 - 08h49
Papa condena capitalismo financeiro em missa de Ano-Novo
DA AFP
Samantha Zucchi 16.jul.2012/Efe

O Papa Bento 16 rezou nesta terça-feira (1º) pela paz no mundo e condenou as desigualdades entre ricos e pobres e o capitalismo financeiro não regulado, durante a tradicional missa de Ano-Novo na Basílica de São Pedro, no Vaticano.
Papa Bento 16 saúda fiéis em missa dominical no palácio apostólico de Castel Gandolfo, sua residência de verão
O Papa citou os "focos de tensão e de confronto provocados pela crescente desigualdade entre ricos e pobres e a predominância da mentalidade egoísta e individualista que é também uma das manifestações do capitalismo financeiro não regulado".
Bento XVI, no entanto, afirmou que a humanidade tem "uma vocação inata para a paz" e rezou pelo "dom da paz", citando um trecho da Bíblia: "Bem-aventurados os pacificadores porque eles serão chamados filhos de Deus".


Comentário:

Já que a onda “contra o capitalismo” está na moda o Papa entrou nessa onda, a igreja católica não podia ficar de fora disso.

Mas, de minha parte, achei a fala do Papa incompreensível em termos de conteúdo e significado, ele falou mas nada disse de concreto, disse apenas evasivas e generalidades sem especificar nada.

O termo “capitalismo” é indefinido, é um termo socialista usado apenas para gritar críticas contra a sociedade liberal, o sistema econômico que vigora nas nações desenvolvidas é o Liberalismo, ou o “Laissez-faire”.

Também podemos perguntar o que vem a ser “capitalismo financeiro” ?
Quais são os “capitalistas financeiros” e como atuam ?
Seria a China comunista uma "capitalista financeiro" ?

Podemos perguntar de quem o Papa está falando quando se refere a “ricos” e “pobres” ... a pessoas ou a nações ?

Ainda, não é verdade que a “diferença entre ricos e pobres” está aumentando.
A China, onde existiam bilhões de miseráveis, obra do socialismo que existiu por lá por 50 anos, está claramente tirando milhões de pessoas da miséria depois que adotou o livre mercado capitalista (Liberalismo).
Nos países da falida URSS também o povo começou a sair da miséria depois que deixaram de ser socialistas.
Nos países da Europa Oriental (Hungria, Polônia. Rep. Tcheca, etc) que eram socialistas e pobres, agora que passaram a ser capitalistas estão melhorando de vida.
Aqui no Brasil a maior propaganda do governo é que tirou milhões da pobreza !
Os “tigres asiáticos” saíram da miséria a pouco tempo com o capitalismo.
A África do Sul que era uma nação pobre e com discriminação racial hoje está em grande desenvolvimento e não é mais uma nação pobre ....

Então, de quem e do que o Papa está falando ?

***


O réveilion está morrendo .... estão parindo a "virada" !


Durante séculos a passagem de um ano para o ano seguinte foi chamada de "véspera de ano novo" (em francês “réveillon de la saint-sylvestre”), ou, o nome mais comum que era usado - "réveillon" - uma palavra francesa que em português quer dizer "véspera", ou seja, era a "véspera do ano novo".

Desde muito tempo atrás até o final da década de 1960 no Brasil o réveillon era festejado com um baile (palavra quase desconhecida atualmente), o chamado "baile de réveillon" (em inglês "New Year's Eve Ball") que era realizado nos "clubes" sociais das cidades,, nele as pessoas iam com as famílias, inclusive crianças, e a "orquestra" (palavra também quase desconhecida atualmente) tocava as músicas típicas de ano novo e todos se punham a dançar alegremente, a meia-noite champanhes eram abertas e brindes eram feitos entre todos e depois continuava o baile até de madrugada.

Isso tudo é passado, na segunda metade do século XX isto foi pouco a pouco desaparecendo ... em especial no Brasil o que rola atualmente é funk, axé, sertaneja e forró, que nada tem a ver com o que existia antes e dão nome a festa  (devo ressaltar que não tenho nada contra tais ritmos nem contra quem gosta deles, dos 4 o único que não curto é funk)..
Os antigos “clubes” que existiam nas cidades onde os bailes eram feitos a maioria fechou ou virou igreja evangélica, tal qual os cinemas.

O baile de réveilion foi extinto por ser uma coisa da "burguesia"....
A suposta "burguesia" é a origem do maior ódio ideológico que a humanidade já teve a desgraça de ter.
O baile de réveilion era uma festa familiar, era uma festa onde as famílias da cidade se reunião para festejar, e em sendo familiar, devia ser destruída, por ser "burguesa", na visão da ideologia socialista dos “intelectuais” marxistas.

E os "intelectuais" marxistas, a ralé da humanidade, grandes inventores de novas palavras para designar coisas que já tinham nomes, mas, nomes "burgueses" que eles querem destruir, inventaram um novo nome para a passagem de ano .... agora o nome é "virada".

O uso dessa palavra começou a ser aplicado de cima para baixo, não surgiu do povo, ou seja, surgiu na midia, para ser incutida no senso comum do povo, e na passagem de 2012 para 2013 o seu uso foi exaustivamente repetido na midia.

O "burguês" réveilion está para sempre retirado de uso, um novo nome surge com toda força - enfiado dentro da cabeça das pessoas como carne de linguiça....
É mais uma "ação doutrinária" da "praxis" marxista "cultural" que se infiltra no senso comum das pessoas.

No lugar do baile de réveilion foram colocadas festas de massa, nas cidades litorâneas são feitas nas praias (na capital de São Paulo é na Av Paulista), onde milhões de pessoas vão ver apresentação de artistas e queima de fogos para as pessoas verem e ficarem maravilhadas.
Na verdade, na passagem do ano, as pessoas se transformaram em espectadoras... não são mais as protagonistas da festa.  Pensam que são, mas não são, apenas ficam olhando o que alguém quis que olhassem, o que podem fazer é pular (de alegria) e beber muita cerveja, alem de sexo naturalmente, pois sexo cabe em qualquer condição.
No dia seguinte os lixeiros tem que tirar montanhas de lixo dos locais, a maior parte dele são latinhas de cerveja.


Mas, como tudo nessa ideologia estúpida, a palavra “virada” é inadequada, não existe nenhuma "virada".

O verbo "virar", segundo o dicionário Aurélio, quer dizer:
- Inverter a direção ou a posição de; volver, voltar:  
- Pôr do avesso, voltar (o lado interior) para fora; revirar:
- Pôr em posição contrária àquela em que se encontrava:
- Despejar, bebendo; entornar:
- Fazer dobra em; dobrar:  
- Dar a volta a; dobrar, tornear, circundar, voltear, quebrar:  
- Fazer girar em torno de um eixo.

Ou seja, nada a ver com a véspera de um novo ano, nem tampouco com a passagem de um ano para outro que não é "virar", "voltar", "inverter a direção", "posição contrária" ou "dobrar".
O planeta Terra não “vira” na passagem do ano, o planeta continua a girar no mesmo sentido que sempre girou.

Eu sei que a ralé da humanidade poderá encontrar nas entranhas da língua portuguesa, usando a sua "obra prima" o "desconstrucionismo", algo que possa fazer o uso da palavra "virada" ter algo a ver com "passagem do ano".... mas será apenas mais uma das milhares de trapaças que já praticaram nos últimos séculos.


PS. Pelo jeito a ralé gosta dessa palavra pois a adotaram também para a "virada cultura", outro evento criado por eles que de cultural não tem absolutamente nada.

***