A alienação

A alienação

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Wolverine 2013 - Mais um filme subversivo onde existe embutida, camuflada, a aplicação de lavagem cerebral de massas, e em especial a intenção de "fazer a cabeça" de crianças e adolescentes contra o capitalismo e de quebra contra Nietzsche.


O filme Wolverine de 2013 como obra de arte cinematográfica é medíocre, isso acontece, tanto pela falta de autenticidade nas filmagens e criatividade no roteiro, como também porque o filme não tem como principal intenção fazer arte cinematográfica, o filme foi feito como ferramenta ideológica para lavagem cerebral de massas, o filme continua a martelar os temas preferidos do marxismo "cultural" - crítica ao EUA e ao capitalismo. (*)

Como sempre a crítica nunca é direta, é sempre camuflada, sutil, e às vezes, até mesmo pouco sutil, mas nunca declarada, essa é a principal estratégia do marxismo "cultural", nunca mostrar a cara, os adolescentes que vêem o filme jamais vão saber que o que mais existe no filme é a ideologia marxista 'cultural" que tem a intenção de "transformar" o senso comum da humanidade para que ai então o marxismo possa ser aceito passivamente pela sociedade e implantado em todo o mundo.
Na verdade, essa ação ideológica usando filmes para pegar as pessoas desprevenidas, é covarde.
As pessoas vão ao cinema, ou assistem um filme, para se divertirem ou para adquirirem cultura, não esperam com isso serem inadvertidamente submetidas a doutrinação ideológica disfarçada embutida no filme.

Dividimos o filme em 5 partes apenas com as trechos relevantes, vamos mostrar as cenas e observar que tais passagens e diálogos - são irrelevantes no enredo do filme.
Se tais passagens e diálogos não tivessem sido inseridas no filme, ou tivessem sido feitos de outras formas não ideológicas, nada iria mudar para se entender o filme, cujo final, diga-se, a partir da negativa de Wolverine de aceitar a oferta do japonês é previsível, poucos não vão perceber que o japonês não morreu e vai aparecer no fim vivo e vai ser morto de alguma forma.


1a. Parte - Bomba atômica em Nagasaki.


video

Wolverine nasceu de um projeto canadense chamado Arma X - posterior a segunda guerra mundial, como agora Wolverine pode aparecer preso na segunda guerra mundial em Nagasaki?
A cena se passou durante o lançamento da bomba atômica em Nagasaki... o japonês solta prisioneiros não asiáticos, Wolverine inclusive está preso lá, mas, nenhum registro histórico mostra que existiam em Nagasaki prisioneiros desse tipo!
Não é apenas "memória" porque o japonês também estava lá e participa fisicamente dos episódios, fica com câncer, o buraco onde ele estava com a tampa é mostrado depois no filme.
Outra coisa irreal é o desespero dos japoneses, não existem registros históricos de que os japoneses sabiam da bomba, as narrativas da época informam que a cidade estava tranquila na hora do lançamento.
Temos então um amontoado de "enganos", mas, para os autores do filme isso não importa, porque o que eles queriam mesmo era mais uma vez mostrar a destruição causada pela bomba lançada pelos norte-americanos - lembrar essa "maldosa ação" dos capitalistas yankees era a coisa mais importante.
Mencionar que quem começou a guerra com um ataque surpresa sobre Pearl Harbor que matou centenas de norte-americanos de forma covarde - foram os japoneses - o filme não menciona.
Mencionar que nessa mesma época, os japoneses que tinham invadido e ocupado a China no início da guerra, ao se retirarem mataram 220 mil chineses em Nanquim com tiro na nuca, o filme não menciona...
O filme menciona apenas a "maldade" dos norte-americanos capitalistas.


2a. Parte - Caçadores matam um urso.

video

Sem maiores descrições, apenas mostrando um urso não dando nem bola para Wolverine na mata, e que em seguida aparece morrendo por veneno, mostra  Wolverine passando pelo carro de caçadores e o carro está cheio de armas de caça proibidas, e ai Wolverine vai lá tirar satisfações com eles e encontra a japonesa lá... fim.
E assim, está mais uma vez mostrada a crueldade dos humanos capitalistas para com os animais.


3a. Parte - Pais desnaturados.


video

O filme mostra uma sociedade japonesa completamente diferente da que ela é, com avô ferrando filho e pai ferrando filha.
Essa desmoralização da sociedade japonesa foi introduzida pelos autores do filme porque o Japão é a segunda maior potência capitalista e também deve ser desmoralizada junto com o EUA.
Na verdade é uma generalização ficticia de uma suposta sociedade capitalista depravada, uma maledicência típica do marxismo "cultural", pois a sociedade japonesa não é e nada indica que será no futuro, depravada.


4a. Parte - Ministro da justiça.

video


O filme continua com a sua desmoralização da sociedade japonesa transformando o ministro da justiça do Japão em um moleque irresponsável e depravado!
A sociedade japonesa é uma democracia liberal das melhores, onde o Estado de Direito Democrático existe em plenitude, e foi transformada pelo filme em uma sociedade onde anarquia existe.
Essa é uma informação mentirosa, criminosa, que o filme está colocando na cabeça dos jovens sobre o Japão.
Os autores deveriam ter rodado o filme na Coreia do Norte socialista, lá eles encontrariam isso, não no Japão.


5a. Parte - Niilista, capitalista e víbora.

video

E por fim, para que se tenha um "gran finale", o pai desnaturado em luta com a bandida do filme pergunta a ela quem ela era, e ele responde: sou médica, niilista, capitalista, mutante e víbora.

O filme está criando uma ligação entre "maldade" <---> niilismo e capitalismo.

Crianças que assistirem o filme vão fazer essa ligação...
Quando alguém disser a uma criança que assistiu o filme que é niilista ou capitalista a criança vai associar essa pessoa - a pessoa ruim.
Essa é a maior intenção "sutil" do filme.


Por que o niilismo ?
Porque a filosofia de Nietzsche foi classificada como  niilismo, e socialistas marxistas odeiam Nietzsche pelo o que ele falou sobre o socialismo. (*)
Nietzsche simplesmente arrasou filosoficamente com a idéia socialista... marxistas o odeiam, por isso o filme quer associar a filosofia dele com coisas ruins.
E o capitalismo por razões óbvias, a vida de marxistas é criticar o capitalismo como sendo mal.

Só que o capitalismo, na verdade o nome correto é - Liberalismo - foi único sistema político-econômico que tirou a humanidade da milenar e total miséria.

O socialismo marxista por sua vez, existiu em 50 nações do mundo no século passado (século XX), 2,1 bilhões de pessoas, e em todas elas o socialismo marxista as levou a ditadura, a miséria, a matança e a falência.


(*)
Sobre o marxismo "cultural" quem estiver interessado pode obter maiores informações em:

Marxismo cultural
http://marxismocultural.blogspot.com/


Sobre o termo "capitalismo"

O sistema político-econômico que existia na Inglaterra (e existe até hoje) na época em que o judeu alemão Karl Marx vivia lá (1850) chama-se - Liberalismo.
Esse sistema que tem como base a liberdade individual dos seres humanos foi teorizado por John Locke e Adam Smith.
Este sistema funciona no Estado de Direito Democrático Liberal.
O termo "capitalismo" foi inventado pelo revolucionário comunista Karl Marx para nomear a sociedade de sua época, que ele odiava e criticava por razões pessoais,
"capitalismo" é um termo ideológico que não descreve corretamente o que é e como funciona o Liberalismo.
Informações variadas a respeito desse assunto podem ser encontradas em:

A REFUTAÇÃO DO MARXISMO E OUTROS TEMAS ATUAIS - ÍNDICE 
http://shameusblogs.blogspot.com.br/


Sobre o que Nietzsche disse sobre o socialismo pode ser encontrado em:

Por que os marxistas odeiam Nietzsche ?
http://pqmarxistasodeiamnietzsche.blogspot.com/



***

2 comentários:

  1. Velho tu odeia o Marx com todo o fervor. O maior anti-marxista que já vi rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marx está morto, não dá nem para odiá-lo nem para amá-lo.
      O q eu faço é refutar as mentiras q os marxistas inventaram, humilhá-los, uma vez q ñ conseguem argumentar contra mim, por isso ficam muito bravos e só dizem tolices.
      Para mim isso é uma brincadeira rs

      Excluir