A alienação

A alienação

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Anarquismo e black blocs no Brasil e o "apogeu" do anarquismo em Barcelona em 1936 na Segunda República Espanhola com o governo federal espanhol e na Catalunha dominado por socialistas, comunistas, stalinistas e anarquistas - um caminho certeiro para o caos, violência e matança indiscriminada, foi o que aconteceu




A Globo News apresentou no programa "Acervo" na noite do dia 15/02/2014 um vídeo originalmente feito pelo "Sem Fronteiras" em 2013 sobre Anarquismo e onde foi dado ênfase aos black blocs anarquistas de outras nações e ao "Black Bloc Brasil".
Em texto o artigo original está em:

No texto o vídeo não apresenta mais acesso, por isso coloco a versão que está no Youtube.





Comentários:

1. O vídeo começa mostrando uma manifestação no Rio e o locutor diz que "termina em violência, e que, tem que diga que é a polícia que começa, tem quem diga que a polícia só revida".

Esta foi a tônica da midia até agora, colocar a coisa meio a meio, mas, como sempre uso como exemplo, a polícia cuida da ordem na "Parada gay" com milhões de pessoas se manifestando e nunca tem violência... então, a "dúvida" apresentada é indevida e injustificada, preconceituosa contra a polícia, a polícia não começa nada, quem sempre começam são os que já vão para a manifestação mascarados e com mascara contra gás porque sabem que irão depredar prédios privados e públicos e a polícia vai ter que intervir.

Um procedimento rotineiro da midia é dizer que a "a manifestação começou inicialmente pacífica", isso é uma tentativa de proteger bandidos e cúmplices, uma vez que os mascarados DESDE O INÍCIO estão junto com os demais, perfeitamente integrados.

2. O locutor menciona que no mundo muitos black blocs são anarquistas, mas, nem todo anarquista é black bloc.

Quanto a isso podemos dizer que os black blocs apesar de serem tão violentos quanto os anarquistas antigos eram, mas duvido que pegariam uma arma na mão para ir para a guerra como os antigos fizeram, não são anarquistas no sentido tradicional da palavra, eles não tem uma ideologia forte como os anarquistas tinham, eles são maleáveis, tanto é que na entrevista que se segue com um deles ele diz que eles defendem o que os manifestantes que estão se manifestando defendem.

Então, eles não são anarquistas, um anarquista jamais faria isso!

Os black blocs, pelo menos os brasileiros que temos conhecimento e já vimos atuar, são cabeças fracas que sofreram lavagem cerebral em sala de aula aplicada pelos "intelectuais" marxistas e passaram a ser "revolucionários" (não estou incluindo nestes os que recebem 150 reais de partido político para ir depredar, estes são apenas meliantes), como são medíocres em termos racionais aceitaram a pregação e a violência que lhes foi indicada contra os "símbolos" da "burguesia" (bancos, empresas, polícia, instituições governamentais democráticas, etc).

São apenas alienados e covardes, pois só agem em grupo, quando sozinhos na frente de um oponente se acovardam e ficam calados assustados, como ficaram os dois que o cinegrafista do Cidade Alerta acertou a cabeça e chamou de covardes. cara a cara, sem nenhuma reação por parte dos "revolucionários".

O grande problema com eles é que a midia e os "direitos humanos", pelo menos até agora, os protegeram, a midia poderá mudar, mas nem todos, os que trabalham na rua vão mudar, mas os "intelectuais" que escrevem nos jornais estes não vão mudar e irão continuar a proteger bandidos dentre os quais os black blocs se incluem e a atacar preconceituosamente a PM.

3. Em seguida o vídeo mostra manifestações em Londres em 2011 

Lá aconteceram saques, o locutor coloca a culpa na sociedade por "estimular o consumo sendo que nem todos tem dinheiro para comprar", isso é só mais uma sacanagem ideológica, na sociedade existe propaganda de mercadorias, uma coisa natural para que as pessoas saibam dos produtos, isso não autoriza ninguém que, supostamente, não tenha dinheiro a quebrar vitrinas e roubar mercadorias, isso é coisa de vagabundo ladrão.

O locutor continua dizendo que os verdadeiros black blocs não saqueiam, mas, querem destruir bancos e grandes empresas que são "símbolos do capitalismo"... , bom isso é o ódio marxista e não anarquismo.

Anarquistas e marxistas apesar de inimigos sofrem da mesma doença - o ódio invejoso contra os talentosos e bem sucedidos.


4. A seguir o locutor passa a fazer uma descrição do que quer o "anarquismo político", eles querem:


- sociedade sem classes,

- sociedade sem leis,

- sem polícia,

- sem governo,

- sem liderança,

- auto-regulamentada,

- democracia direta sem intermediação de partidos e políticos profissionais,

- sem estado ou classe dirigente,

Veem na Internet um facilitador para organizar a mobilização.

Nos diz também que "o anarquismo político moderno surgiu em meados do século XIX tendo como mentores o francês Proudhon e o russo Bakunin, e que ambos sofreram oposição de Marx e posteriormente de Lenin e Stalin".

4.1. Bom, temos ai o cerne "teórico" do anarquismo...

Uma sociedade saem classes, sem leis, sem polícia, sem líderes, sem governo, auto-regulamentada!
Mas, como assim auto-regulamentada?
Em uma cidade como São Paulo com milhões de habitantes, como seria essa tal auto-rregulamentação em que todos saberiam o que fazer a todo instante?
Para que uma sociedade assim existisse acredito que os indivíduos que a comporiam seriam anjos, seres perfeitos, sem problemas psicológicos, nasceriam puros, já sabendo andar e falar para que não precisassem de líderes, os pais, que os ensinassem como se fala ou como se anda, ou até mesmo como se come, uma vez que os humanos nascem sem saber nada disso e precisam ser ensinados a custo de muito trabalho pois demoram para aprender, ou seja, precisam ter "um governo", precisam ter "leis" (isso pode isso não pode) para que a criança não coma porcarias pensando que é comida, precisam ter "líderes" nos quais possam se espelhar, dar as mãos, para aprender a viver neste mundo.
Então, como fariam para aprender a viver esses figurantes em uma sociedade sem esses protagonistas?

4.2 Os anarquistas em sua alienação de juventude se esquecem disso...
O sujeito sempre se torna anarquista logo após a juventude, porque ele rapidamente se esquece que até a pouco precisou do "governo" dos país para viver, e em sua alienação de jovem "transformador do mundo" (não são todos os jovens que possuem essa alienação) não imagina que quando ficar velho também vai precisar de "governos" que o ajudem a viver.

4.3 Outra coisa é a não existência de polícia, isso é primordial para um anarquista!
Bom, e com isso devemos supor que quando os humanos passarem a viver em uma sociedade anarquista não existirão mais pedófilos, estupradores, humanos violentos, loucos, insanos, drogados ensandecidos, desejo sexual por pessoa comprometida, assassinos passionais, ladrões, invejosos, mentirosos, acidentes, etc....
Vão passar a ser uma sociedade de seres puros por isso não vão precisar de polícia.

4.4 E, não existirão leis.
Se eles querem fazer uma "sociedade" anarquista como pode existir uma sociedade sem leis?
Em uma sociedade as pessoas convivem em um mesmo espaço público, usam as mesmas ruas da cidade, as mesmas estradas no campo, etc, em uma sociedade é necessário a existência de regras (leis) que estabeleçam o que cada um pode fazer para que não entre na área do que o outro pode fazer.

A causa dessa ignorância é a falta de ensino de história geral e da evolução humana que nem de longe é ensinada no Brasil, se soubessem a história da civilização humana saberiam que os seres humanos já passaram por todas essas fazes, com muitos custos e matanças, para chegarem ao "estado democrático de direito", e só com ele saíram da barbárie, e agora, os im-becis querem retornar a barbárie.
Um exemplo, em uma esquina da cidade, ou em um cruzamento de estrada no campo, ou em uma caverna de homens primitivos com espaço apenas para um para onde malucos anarquistas querem q a humanidade retorne a viver.
Como se vai regular a passagem pelos cruzamentos para que não existam choques no meio do cruzamento sem que existam leis de trânsito?
Como vamos decidir qual de dois "anarquistas primitivos" irá ocupar a caverna com lugar só para um se ambos a encontrarem ao mesmo tempo?
Acho q da mesma forma que decidiam antes quando eram realmente primitivos, na porrada.

A mente de um anarquista adulto é menos racional e mais infantil do que a de uma criança normal de 10 anos...
Ele não consegue captar o óbvio da realidade.
Em geral são jovens de 19, 20, 21 anos, em geral tem saúde, mas, não conseguem ver a sua volta, só veem a si mesmo, não conseguem imaginar que podem um dia destes sentir uma dor forte no estômago, não conseguem imaginar que essa dor poderá persistir, e ai ele vai precisar "do sistema", vai ter que ir no médico, e terá que pagar ao médico pela consulta pois o médico não vai trabalhar de graça, vai ter que marcar consulta, quando chegar lá no consultório vai ter que atender aos procedimentos, esperar a sua vez, todas essas coisas funcionam através de regras, são leis que devem ser seguidas para que as coisas possam acontecer, o médico poderá indicar exames, vaiter novamente que se enquadrar nos procedimentos do laborátório, pois um laboratório não consegue funcionar a contento se nele vigorar a anarquia de cada um faz como achar melhor...
A mente ilusória do alarquista não consegue compreender essas coisas básicas para conseguir viver em sociedade.

Em vista disso considero o anarquista um aloprado juvenil sem a menor noção da realidade.



5. Em seguida o locutor fala da guerra civil espanhola e nos diz que o anarquismo organizou 3 milhões de pessoas na Catalunha...


É uma mentira.

Não organizou nada, se apossou de tudo que existia nas cidades e no campo e passaram a consumir, foi uma festa, existem filmes da época que mostram isso, só que quando a comida e demais mercadorias foram acabando eles entraram em pane, eram em sua maioria jovens de toda a Europa que foram para a Espanha "lutar' e nada sabiam da vida, nada sabiam produzir, uma fazenda ou uma indústria não funciona sozinha, precisa de administradores e de líderes, precisam de "governo' pois onde todos mandam perde-se o controle e a engrenagem para, e na Catalunha não demorou muito para que o anarquismo virasse descontrole e comida e suprimentos começasse a faltar.

Vou colocar a seguir um vídeo narrado por anarquistas (dificilmente se encontram vídeos feitos pelos nacionalistas na Internet, mas, feitos por anarquistas e socialistas existem uma infinidade, a base da ação deles é a propaganda fracasso após fracasso, nunca desistem os dementes), que como sempre quando falam dos adversários o falam com declarado ódio na voz, por exemplo, para o narrador quando eles atacam é heroísmo obrero, quando eles recebem um ataque é terrorismo, e por ai vai, nestes termos.
Portanto, o melhor seria ver apenas as cenas com o áudio desligado, só colocar áudio se tiver alguma dúvida de local, nome, etc, uma vez que em muitas passagens eles não falam a verdade, deturpam os fatos e colocam o enorme ódio contra "fascistas" (os nacionalistas de Franco), e contra comunistas stalinistas, aos quais odeiam.


O que temos de importante neste vídeo além de todas as imagens que são históricas?
Temos que os anarquistas alegam, como também foi dito no vídeo da Globo News, que eles "organizaram" 3 milhões de pessoas... mas, o que podemos ver no vídeo são hordas de gente em júbilo juvenil quase o tempo todo desfilando e cantando ou andando de um lado para outro...

Outra coisa, esta a mais importante, é que foi dito que os anarquistas tomaram as fábricas e fazendas de seus antigos donos e passaram a aplicar nelas a autogestão anarquista... e este seria, supostamente, o maior legado do anarquismo na Catalunha!

Mas ocorrem dois fatos inexplicáveis.

1. No filme não aparece sequer uma fábrica funcionando da nova forma!
Seria de se esperar que os anarquistas tivessem todo o interesse em mostrar as fábricas e as fazendas funcionando a pleno vapor, autogestadas pelos próprios trabalhadores, e produzindo tudo que eles necessitavam!
Mas, estranho, não aparece no filme nenhuma fábrica funcionando desta forma para comprovar o que disseram...

2. Nos combates que se seguiram os narradores anarquistas do filme em várias oportunidades para justificar as derrotas ou situações difíceis alegam que faltavam armas, que faltam matérias primas, que faltam ferramentas, ou seja, não recebiam os suprimentos que necessitavam, então vem a pergunta - Mas, as fábricas autogestadas por trabalhadores anarquistas não estavam funcionando?
Por que então faltavam produtos básicos e essenciais para a continuação da luta?

Resposta:  Porque era tudo mentira.

Eles podem até terem tentado, mas, é impossível para "obreros", a maioria deles analfabetos, gerenciarem as atividades de uma fábrica, isso exige conhecimentos profundos em diversas áreas do conhecimento, e jamais, a gerência de uma fábrica pode ser feita sem lideranças e supervisão para ficar orientando, observando e corrigindo os erros e acidentes que inevitavelmente acontecem, e que, obreros sem condição técnica alguma jamais teriam capacidade de executar.
Existe um filme famoso feito por Hollywood enaltecendo os anarquistas que mostra o episódio do ataque deles a uma fazenda, execução do dono da fazenda (não é mostrado diretamente) e de posse da fazenda eles passam dias discutindo e brigando para decidir a forma que iriam adotar na fazenda...
Uma completa bagunça feita por jovens iludidos pela "glória revolucionária", mas que na prática não tinham noção do que estavam fazendo.
Os anarquistas no início assassinaram muitos inocentes, no final foram assassinados pelos comunistas.

 
Revolucionários levando mais um para ser executado 

Ei-los atirando em estatuas cristãs...

Anarquistas e socialistas gostam muito de desfiles onde cantam por horas as suas músicas heroicas.


Esta é uma foto tirada na Catalunha com crianças brincando de fuzilamento, foram tantos os fuzilamentos praticados pelos anarquistas na Catalunha dominada por eles que virou brincadeira de criança!


6. Na sequencia aparece o Pontual falando do EUA 

Mostrando black blocs atacando... o "ataque" é ridículo, são garotos mimados, filhinhos de mamãe, eles não tem força nem para atirar uma pequena pedra!  
Caem desengonçados no chão depois de lançarem uma pedra, são jovens moles e frágeis que deveriam estar em casa dormindo do que ali fazendo coisas para as quais não tem competência, a polícia só não encerra esse assunto porque no EUA os progressistas dominaram e eles querem que essa bagunça idiota continue.

E completa dizendo que o blocs acabaram com o Occupy....
Uma desculpa tola, o Occupy acabou porque nada dizia de importante, dizia um absurdo, queria condenar os 1% mais ricos dizendo que eram dos 99% mais pobres.
Num país como o EUA com mais de 300 milhões de habitantes, 30 milhões deles estrangeiros que foram para lá pobres, e ainda assim mantém o sexto melhor IDH do mundo, não existem 99% de pobres... é uma mentira grosseira, estúpida, por isso acabou e não por causa dos blocs que da mesma forma que eles são nada.

7. Em seguida o programa faz uma entrevista com um jornalista que acompanha os black bloc a tempos.


Nada importante.

8. Depois vem uma entrevista com um anarquista "primitivo"...

Só de olhar para a cara do sujeito, sem preconceito por favor, ficamos com a impressão que é um alienado que não conseguiria viver meia-hora em uma caverna como defende que a vida humana deveria voltar a ser.
Fala uma enorme besteira sobre os índios!
Os índios não eram anarquistas!
Os índios eram tribos, com líderes, pajés, guerreiros, velhos respeitados, não eram uma sociedade igualitária, faziam guerra para tomada de territórios e zonas de caça, é um absurdo um lunático desses ser considerado um dos principais  no EUA! Só se justifica por ser a própria coisa toda coisa de lunáticos!
Que doideira!

9. Em seguida o programa volta as manifestações de rua de Junho no Brasil

E pergunta, quem são estes jovens de preto no Brasil?
Respondo fácil.
Pegue o vídeo do arrombamento da porta da Reitoria da USP e subsequente invasão e ocupação, em 2011, e você vai vê-los todos lá, com os rostos cobertos como em Junho de 2013.
O Brasil é mesmo um país não sério...
Acontece uma invasão da Reitoria da USP, ocupação da maior universidade do Brasil por mascarados que ficaram lá por semanas, e nem tomou conhecimento, ninguém lembra de nada, bando de irresponsáveis.
E agora vem com essa pergunta idiota, mas com entonação "jornalística" e "emocional" - vamos transforma-los em heróis, em "revolucionários".
Gente estúpida.

Estes jovens são iguais aos do EUA, filhinhos de mamãe, mimados, fracos e covardes que só agem em grupo, e só sabem tacar pedra e fazer molotov em casa, pois nada mais tem a fazer na vida, salvo como já disse os que recebem 150 reais para irem lá.

Estes cabeças fracas sofreram lavagem cerebral em sala de aula, são todos a área de humanas, a maioria da USP, controlada de ponta a ponta pela ralé da humanidade, os "intelectuais" marxistas, e perderam a noção do que fazem e passaram a ser "revolucionários" a serviço da estúpida e utópica revolução marxista, inventaram a cara tampada para não serem identificados, só isso, mas, os milhões de alienados politicamente corretos das redes sociais e os "intelectuais" da midia os acharam bonitos, o ridículo Caetano Veloso até tampou o rosto em homenagem a eles, agora que mataram um inocente por única culpa da incompetência irresponsável e criminosa que possuem até para lançar um rojão no lugar que desejam, parte dos im-becis que os apoiavam talvez mudem de opinião, mas a grande maioria, inebriada pela ignorância endêmica continuará a apoiar, até o dia em que a população brasileira real, não a que foi as ruas em Junho de 2013, aquela que trabalha duro o dia inteiro e se vê impedida de voltar para casa porque vagabundos e palhaços impediram o trânsito na Av Paulista ficar cheia dessa palhaçada e der um basta nessa porcaria.


Paramos por aqui, tem ainda a entrevista com o black bloc, mas, nada acrescenta além de tolices alimentadas pela midia alienada, agora assustada com a morte do colega.




***