A alienação

A alienação

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

O discurso demagógico "igualitário" é uma ilusão criada por aqueles que querem viver as custas do estado

Ouve-se muito na atualidade a crítica a "desigualdade" e existe uma multidão escrevendo e discursando sobre variadas formas de se buscar "igualdade" e "horizontalidade" na humanidade.
Esse discurso é uma ilusão, uma ilusão que ignora a história e a vida, além de desconhecer economia.

Ignoram história porque no século passado existiram dezenas de nações socialistas onde os governos/psrtidos eram únicos, não existiam outros partidos políticos, e tais partidos únicos tiveram total poder para executarem ações em busca dessa igualdade e dessa horizontalidade.
Muitas dessas nações existiram por décadas executando tais políticas igualitárias dentro da nação.
Se esse discurso igualitário fosse verdadeiro tais nações hoje seriam as nações mais desenvolvidas do mundo!
Se o discurso de igualdade entre as pessoas fosse verdadeiro a Alemanha Oriental seria hoje a maior nação da Europa, entretanto, a Alemanha Oriental faliu, e todas as demais nações socialistas igualitárias levaram a pobreza e faliram.

Ignoram a vida porque ignoram que cada ser humano tem que cuidar da sua vida, um vizinho pode ajudar o outro vizinho em uma situação de emergência, mas, não vai ficar indefinidamente ajudando o vizinho, que muitas vezes não quer saber de esforço próprio para mudar sua condição.

Desconhecem economia porque ignoram que a economia se desenvolve através da ação humana dos que se esforçam e são criativos, são estas pessoas que produzem inovações e novas técnicas, novos processos de trabalho que impulsionam a economia a crescer e produzir riqueza.
Evidentemente tais pessoas criativas fazem isso esperando uma recompensa material, caso contrário ficariam dormindo e esperando que o governo lhe desse uma bolsa com seu almoço, mas, sabemos, não existe almoço grátis.

O socialismo igualitário mudou de tática após o fracasso no século passado...
Hoje em dia é um sistema parasita.
Eles não extinguem a democracia, a mantém sob seu controle e permitem a existência de pessoas ativas e empreendedoras, e sugam parte da produção deles para o "estado", que são eles, os improdutivos, os igualitários, mas que são sempre nivelados por baixo.

Essa situação a longo prazo leva a estagnação e a falência, pois cada vez mais o estado vai inchando e praticando sua "igualdade" para com os "excluídos" que cada vez mais aumentam, afinal, viver as custas do estado parece ser algo legal...

A médio ou longo prazo chega um ponto em que a quantidade de gente "trabalhando em prol dos excluídos" e os próprios "excluídos", uns vivendo de altos salários, outros as custas dos favores do estado "igualitário", é tão grande que a sociedade esgota suas forças e estagna, e em seguida entra em depressão indo em direção a pobreza, essa situação, dependendo da nação, pode levar a guerra civil, pois os que viviam as custas do "estado", ou melhor, vivem as custas dos produtivos, não querem perder a vida boa que tinham.


*** 


2 comentários:

  1. Finalmeente eu conheço alguém que pensa como eu
    Eu estou cansada de escutar esse discurso "igualitário" sendo repetido na minha universidade e no ensino médio nas aulas de história. Meu pai é cubano e odeia o socialismo e suas mentiras pq sabe a verdade dessa "igualdade", igualdade que fez eu ver a minha família de Cuba se acabar na miséria até meu pai ir ao Brasil e meu tio para a Florida, ele vive soltando umas verdades sobre as besteiras que os marxistas falam, como que o Che Guevara era a pessoa mais justa e amorosa do mundo
    Também super concordo quando você diz que eles desconhecem a economia, quanto mais eu estudo economia mais eu vejo o tanto de merda que falam x)

    Desabafei, obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Che Guevara foi um assassino que matou companheiros com tiro na nuca, e na Bolívia, diante da morte, pediu clemência, infelizmente essa história não é contada aos alunos nas escolas e universidades.
      O socialismo vive de mentiras e de ilusões q enfiam dentro da cabeça dos jovens.

      O socialismo fracassa como estado pq não consegue sustentação econômica, ou seja, não consegue produzir o mínimo necessário para sobrevivência da população.
      Os motivos são vários, mas, dois se destacam>
      1. A "formula socialista de Marx: "De cada um segundo sua capacidade A cada um segundo sua necessidade."
      Isso é um absurdo pq as "necessidades" todos as tem, e as "capacidades" nem todos tem.
      A frase é uma inequação, só funciona de De >= A, se De < A a economia vai a falência.
      2. Como não existe mercado para que se saiba o que falta ou deve ser produzido mais ou menos, o socialismo fica sem saber o qto deve produzir de cada mercadoria e acaba tendo sobras em uma parte delas e falta na outra parte.

      Eu tb fico muito feliz em ter alguém que pensa como eu!
      E gostei muito do seu desabafo :-)
      Você mora no Brasil Beatriz?

      Excluir