A alienação

A alienação

domingo, 24 de fevereiro de 2013

Hipocrisia a solta na Itália. "ex" comunista não existe, socialismo é uma doença incurável


Notícia no ESTADÃO

Ex-comunista é favorito na eleição italiana
24 de fevereiro de 2013 | 8h 18
ANDREI NETTO
Agência Estado

Allegretti votou antes dos 51 milhões de italianos que vão às urnas entre hoje e amanhã. 
Morador de Portugal, ele usufruiu de seu status de expatriado para depositar seu voto antes da maioria. 
Em seguida, tomou um avião e, na sexta-feira, fez campanha em Milão pela vitória de Pier Luigi Bersani, líder do Partido Democrático (PD), de centro esquerda, favorito nas eleições que definirão o novo governo da Itália.
Giovanni, que trabalha como pesquisador do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, vota em Bersani por duas razões: pela honestidade e o pelo fato de ser o único em condições de vencer o magnata Silvio Berlusconi. 
Como milhões de italianos, ele aposta no ex-comunista por sua credibilidade e pela certeza de virar a página de escândalos e crises protagonizadas em três mandatos do "Cavaliere". 
"Voto em Bersani porque ele tem o melhor comportamento ético", disse o sociólogo.
Apelidado por analistas como o "reformista tranquilo", Bersani representa a renovação do PD. Nascido em 1951 em Bettola, região de Emilia-Romagna, norte do país, o provável novo premiê é um professor de filosofia transformado em líder político.
Ex-militante do Partido Comunista Italiano (PCI), ele ajudou a fundar, nos anos 90, o partido Democratas de Esquerda (DS), embrião do atual PD, pelos quais foi ministro da Indústria e do Desenvolvimento nos dois governos do social-democrata Romano Prodi, entre 1990 e 2000.

*

Comentário

Duas coisas a comentar:

No mundo ocidental, em especial na Europa, a hipocrisia campeia livre e solta e domina em todos os ramos da atividade humana, mas é na política que ela tem seu centro.

1. Não existe "ex" comunista...
Os que foram atacados por essa doença jamais ficam livres dela, é incurável, é como Neimayer, viu todas as desgraças que a ideologia que ele cultuava causou na humanidade, mas jamais deixou de defende-la...
Por exemplo José Dirceu, será que um dia poderia ser um ex-comunista ?
Jamais.
Será que a presidenta Dilma, o Genuino, o pessoal do PSOL, etc, um dia deixariam de ser socialistas ?
Jamais.
Socialismo é uma doença incurável.

2. A segunda anomalia é quanto ao nome do partido do "ex" comunista - "partido democrático" !
Hipócritas...
Transformaram o partido comunista italiano em "partido democrático".
Cara de pau, gente sem vergonha na cara...

A última coisa que socialistas e comunistas desejam é democracia, por acaso em Cuba existe democracia ?
Por acaso na Coreia do Norte existe democracia ?
Por acaso na falida URSS existia democracia ?
- Não, jamais existiu.

Socialistas e comunistas defendem o poder central nas mãos de um único núcleo de "sábios"... igual a "República" de Platão.
Se comunistas chegam ao poder total eles implantam a "ditadura do proletariado" e conforme Karl Marx estabeleceu no Manifesto Comunista quem irá governar serão os "intelectuais" marxistas, socialistas, comunistas, e mais ninguém.

Portando, esse "partido democrático" italiano é uma mentira hipócrita e apenas idiotas acreditam nessa trapaça politicamente correta "cultural".


***

Nenhum comentário:

Postar um comentário