A alienação

A alienação

terça-feira, 16 de abril de 2013

Com as novas pesquisas sobre Comunicação Não-verbal e Linguagem Corporal a ciência refutou mais uma das mentiras criadas pelo marxismo


O marxismo "cultural" criou o "conceito" de que os seres humanos agem em função da cultura em que estão inseridos.
Os "intelectuais" marxistas querem com isso adequar a realidade aos dogmas do marxismo.
Para o materialismo "histórico" marxista a história é determinista, os marxistas seguem a conclusão de Engels de que se "Napoleão não tivesse existido outra pessoa teria feito o mesmo que Napoleão fez", uma vez que para o marxismo é a época histórica que cria os personagens históricos, para o marxismo não foram Alexandre o Grande, Cesar, Cleópatra, Augusto, Cristo, Maomé, Alexandre Magno, Joana D'Art, Colombo, Napoleão, Wellington, Duque de Caxias, Lenin, Hitler, etc, que mudaram o destino da história, para o marxismo foi a história que os fez.
Para o marxismo a história precisava deles para fazerem o que fizeram !
Para o marxismo, eu e você que está lendo não precisamos trabalhar, estudar, ter vontade... se tivermos que ter sucesso na vida isso quem vai cuidar para que aconteça... é a história. [obviamente isso é uma tolice]
Para o marxismo não existe "natureza humana", os humanos são dependentes da cultura onde vivem, para o marxismo os indivíduos humanos são como robôs onde um programador (no nosso caso atual a "burguesia") coloca um software (cultura) dentro da cabeça deles e eles passam a agir de acordo com o funcionamento do software...
Para o marxismo não foi Freud que com sua mente brilhante e seu grande esforço e trabalho que criou a Psicanálise, foi a história que gerou Freud.
Ou seja, para o marxismo os indivíduos humanos não precisam agir... a história age por eles.
Evidentemente, como tudo no marxismo, isso são apenas dogmas, o marxismo jamais provou cientificamente que isso existe.

Os "intelectuais" marxistas - a ralé da humanidade - precisam desse "conceito" para que se torne válido o dogma marxista que as sociedades são dominadas por "classes" que moldam o povo de acordo com seus "interesses de classe".
Para o marxismo na sociedade atual existem "burgueses" e "proletários", os burgueses fizeram a sociedade atual ser da forma que é para oprimirem os proletários.

É claro que o marxismo jamais vai explicar com esse seu "conceito" por que existem pessoas que nascem pobres (proletários) e ao longo da vida, com trabalho e esforço ficam bem de vida.
O marxismo jamais vai explicar por que Lula, um nordestino pobre, se tornou presidente do Brasil, onde supostamente a "burguesia" domina.
O marxismo jamais vai explicar por que Silvio Santos, que era pobre, ficou rico.
O marxismo com esse seu "conceito" jamais vai explicar por que no interior de São Paulo, que a 70 anos atrás era povoado por "caipiras" pobres, hoje existem cidades prósperas e o povo do interior do Estado de São Paulo passou a ter boa cultura e excelente qualidade de vida.
Se o "conceito" marxista fosse verdadeiro isso não poderia ter acontecido, uma vez que de acordo com o dogma marxista a sociedade é dominada por "burgueses" que mantém o restante da população de "proletários" pobres e oprimidos por toda a vida.
Porém, isso não aconteceu, o pujante interior de São Paulo por si só é uma refutação cabal desse "conceito" marxista.


Comunicação não-verbal e Linguagem Corporal

Com estudos nessa área a ciência veio demonstrar que os seres humanos agem de acordo com padrões de comportamento emocionais que são iguais em todos os humanos em qualquer época ou local do planeta.
As emoções são natas nos seres humanos, foram moldadas pela seleção natural, pela evolução da espécie, todos os seres humanos do passado e do presente, independente da cultura em que viveram ou vivem, são motivados em suas ações pelas mesmas emoções.

Um humano da pré-história tinha medo da mesma forma que um humano atual tem, e tem as mesmas reações em função do medo.
Um humano que vivia no império da Babilônia a 2500 anos atrás sentia inveja e agia em função dela da mesma forma que atualmente um japonês age quando movido pela inveja.
A forma que os humanos sentem nojo foi e é a mesma em todos as partes do planeta em qualquer época da história humana.

São sete as emoções inatas que existem em todos os humanos:  Alegria, Tristeza, Medo, Raiva, Nojo, Surpresa e Desprezo, alem da Vergonha.

Humanos que vivem no Oriente e humanos que vivem no Ocidente, quando tem raiva demonstram as mesmas expressões faciais e as mesmas ações.
E assim também aconteceu por toda a história humana.
A ciência prova isso.
E com isso a ciência prova empiricamente que existe sim uma "natureza humana" que foi moldada ao longo da evolução da espécie, é uma característica genética igual para todos os humanos.
A ciência comprovou cientificamente que as ações humanas inatas, instintivas, que são as mais atuantes na ação humana, independem da cultura, as ações emocionais inatas dos humanos são conduzidas por padrões genéticos e são iguais para todos os humanos independente da cultura onde vivem.

A cultura pode criar folclore, tradições, costumes, língua, etc, mas a cultura jamais irá mudar as características genéticas da espécie humana moldadas pelo evolução da espécie, a cultura jamais vai mudar a forma que os humanos sentem medo, alegria, raiva, nojo, inveja, ciúme, cobiça, etc, todos os humanos, em qualquer época e em qualquer lugar do planeta fazem isso e agem da mesma forma.


Vejamos a seguir uma síntese das pesquisas científicas em Linguagem Corporal

A linguagem corporal tem sua origem nas partes mais antigas do nosso cérebro, o homem das cavernas já a usava, um piscar de olho, um nariz enrugado, pegar na ponta da orelha, os braços cruzados, as mãos nos quadris ou um pé balançando, são expressivas e verdadeiras "palavras" da linguagem corporal, tais palavras dizem muito mais que a linguagem falada - a maior parte da comunicação entre humanos é através da linguagem corporal.
A linguagem corporal é produzida através de expressões faciais instintivas e movimentos corporais, é muito difícil ter o autocontrole sobre elas.
A linguagem falada é uma forma de comunicação incerta pois as pessoas tem autocontrole sobre ela, podem mentir, por exemplo, estudos revelam que estudantes universitárias mentem em 90% dos casos.
As expressões faciais são o reflexos de emoções, cada uma delas tendo características únicas.


Pesquisas científicas

Charles Darwin

Darwin foi o primeiro cientista a estudar a linguagem corporal, em seu livro "The Expression of the Emotions of Man and Animals", ele estabeleceu os princípios iniciais dessa ciência.

Paul Ekman

Ekman é um psicólogo norte-americano da Universidade da Califórnia, é atualmente o cientista de maior renome na área.
Ekman no início dos anos 1960 foi para a Papua Nova Guiné fazer estudos no meio de uma tribo indígena que ainda vivia de forma primitiva e não tinha contatos com a civilização, nestas pesquisas e em pesquisas posteriores Ekman comprovou empiricamente que existem 6 emoções universais, estas 6 emoções universais são expressadas na face humana de forma idêntica em todas as regiões do planeta, em todos os povos, tais expressões não dependem da cultura, são universais - todos os humanos independentemente de raça, cor da pele, tipo físico, língua, ou qualquer outro fator sociocultural - as processam de forma idêntica.
Ou seja, as emoções básicas, que definem a natureza humana, a forma de agir humana, não dependem de fatores culturais.
As 6 emoções universais cientificamente definidas por Ekman em suas pesquisas na Nova Guiné são a alegria, a tristeza, a raiva, o medo, a surpresa e o nojo.
Em estudos posteriores Ekman encontrou uma sétima expressão universal, o desprezo.

em cima: raiva, tristeza, alegria.
no meio: nojo, medo, surpresa.








Expressões faciais

As 7 expressões faciais universais

As expressões básicas da linguagem corporal são feitas de forma semelhante por todos os humanos e tem o mesmo significado em todas as culturas, em todas as raças, em todos os lugares do planeta.
Não existem expressões básicas apenas dos japoneses, ou apenas dos esquimós, ou apenas dos bolivianos.
Os orientais cumprimentam se inclinando a cabeça para frente, os ocidentais cumprimentam dando as mãos, mas isso não é linguagem corporal, isso são costumes.
Entretanto, não quer dizer que todos os humanos riem ou choram de forma idêntica, uma analogia que podemos fazer é com as impressões digitais nos dedos, todos os humanos tem impressões digitais que parecem ser iguais, mas, analisadas de forma minuciosa vemos que cada ser humano tem uma impressão digital própria.
Isso acontece pois ambas são genéticas e cada ser humano tem um DNA diferente apesar de terem o mesmo Genoma.
Estas expressões básicas são chamados de expressões inatas.

Dentre as expressões inatas podemos destacar as seguintes:

RAIVA
ALEGRIA
TRISTEZA
MEDO
SURPRESA
NOJO
DESPREZO
(VERGONHA)


Sinais particulares das expressões podem ser indicados conforme abaixo:

Alegria (Happiness)


Cantos dos lábios abaixados.
Bochechas ligeiramente levantadas.
"pés de galinha" no lado dos olhos.
Olhos brilhantes. 


Alegria real

Alegria para fotos


Raiva (Anger)


Lábios tensos e mais finos e pressionados juntos.
Cantos dos lábios abaixados.
A cor dos lábios pode ficar menos vermelha e mais castanha.
Sobrancelhas baixas e juntas.
Pálpebras tensas.
Aumento no batimento cardíaco.


Tristeza (Sadness)


Cantos dos lábios abaixados.
Sobrancelhas com extremidades inclinadas para baixo e juntas no meio.
Olhos um pouco fechados, sem luz, sombrios.
Queixo um pouco caído.


Medo (Fear)


Boca aberta.
Olhos abertos.
Pálpebras superiores elevadas.
Pálpebras inferiores sob tensão.
Sobrancelhas levantadas e juntas.
Maxilar abaixado.
Aumento no batimento cardíaco.


Surpresa (Surprise)


Boca aberta.
Sobrancelhas levantadas.
Olhos bem abertos.
As duas mãos nos lados do rosto são comuns.



Nojo (pode ser físico ou moral) (Disgust)


Torcer o nariz.
Lábio superior levantado.
Bochechas levantadas
Leve pressão nas pálpebras.



Desprezo, arrogância, soberba (Contempt)



Um dos lados da boca levantado.
Nariz levantado.
Sobrancelhas e olhos levemente apertados.
A cabeça pode estar levemente erguida.

Podemos colocar a vergonha aqui também.

Vergonha (Shame)

Tem duas posições:

- Cabeça inclinada e com as pontas dos dedos da mão segurando a testa.
- Olhar desviado para baixo com o rosto levemente virado para um dos lados.
Em ambos a intenção é desviar o olhar, não manter contato visual.


As expressões faciais

DESPREZO

MEDO

NOJO

RAIVA

SURPRESA

TRISTEZA

VERGONHA


Nojo no livro de DARWIN


Outras expressões faciais


 amor aos animais
observem a expressão do olhar, é a mesma, 
é a marca registrada do "amor aos animais" 

 cobiça, avareza
aqui também o olhar é a marca registrada

 compaixão
observem o olhar!
não é o mesmo do "amor aos animais"

 desconfiança
o olhar aqui também é determinante

 desespero
aqui é a boca quem se expressa...

 dor física

 dor sofrimento
aqui é por toda a face, contorcida

 interesse

 irritação
a boca se sobressai aqui

 ódio
todo o ódio está mostrado nos olhos

 orgulho

 satisfação

 sedução (olhar de corsa)

traição amorosa
esse olhar é indescritível!
diz tudo sem dizer uma palavra


Um exemplo de interpretação da linguagem corporal;











Para a análise vamos usar a foto anima de Obama e Putin.

Essa imagem é perfeita para análise de linguagem corporal, o que vemos ai?
O que está "falando" na imagem é a posição dos braços e principalmente das pernas dos dois.
Obama está encolhido, seus pés estão com as pontas voltadas para dentro e quase se encostam, crianças quando estão sendo questionadas por ações condenáveis costumam ficar nesta posição defensiva com os pés, é uma posição de retração, e até mesmo medo.
As mãos juntas de Obama, em posição de rezar, também indicam uma retração.
A linguagem corporal de Obama indica uma retração diante de Putin.
Putin ao contrário está aberto, sem medo, a posição de suas pernas, opostas a posição das pernas de Obama, são a posição das pernas de um lutador de box em posição de luta, tanto para ataque como para a defesa.
A linguagem corporal de Putin mostra que ele não tem medo de Obama e que irá enfrenta-lo.


Vamos a um outro exemplo:

Vamos aproveitar a situação de crise na Ucrânia para fazer mais uma análise, é em situações de crise que temos as melhores chances de obter uma avaliação mais correta, o protagonista da série "Lie to Me", usa do artifício de criar situações de crise para obter suas conclusões.

Vamos usar uma foto de Obama junto ao chefe chinês Xi Jinping em Haia dia 24/03/2014 quando Obama foi pedir a ele para ajudar a isolar a Rússia, um pedido tolo de Obama... o presidente chinês jamais faria isso!
Nesta foto o que está "falando" são as expressões faciais dos dois, em especial os olhos e a boca,

Obama está olhando no vazio com olhar apreensivo, sua boca está contraída como quando alguém está mentindo ou com vergonha, Obama está com vergonha de ter que se sujeitar a uma situação constrangedora diante do chinês.

O chinês por sua vez está exultante! Está feliz, seu rosto está alegre e seu olhar é zombeteiro ao olhar para Obama que não consegue encara-lo.
O chinês está contente por ter feito o presidente do EUA passar por este constrangimento.



CIÚME

Características

Com ciúme a pessoa está sentindo mágoa em vez de amor.
Tem medo que o amante vá ficar com outra pessoa.
Ressentimento.
O ciúme é doloroso e injusto, porisso a pessoa também sente irritação.

 ciúme

  ciúme

  ciúme

 raiva por ciúme

 ciúme e inveja

ciúme e inveja



INVEJA

Uma das características da inveja é o olho enviesado para cima, como nas duas últimas fotos da sequência abaixo





As faces da inveja...
são iguais em todos os seres humanos...
e sempre foi assim,
e as ações de humanos com inveja sempre foram as mesmas.


MENTIRA

As faces da culpa e da mentira
















São sempre iguais em todos os humanos.



Micro-expressões faciais

O que são micro-expressões?
Micro-expressões são fugazes expressões faciais que revelam subjacentes emoções que a pessoa está tentando suprimir.
Por exemplo uma pessoa pode estar tentando esconder uma emoção completa de nojo, mas, involuntariamente, sem querer ela pode apresentar no rosto uma rápida micro-expressão de nojo.
Assim é para todas as demais expressões, captar micro-expressões é a chave para descobrir o que uma pessoa está sentindo mas está escondendo!
Paul Ekman as estuda e seus estudos foram dramatizados na série de TV "Lye to me" onde o Dr. Lightmen é um especialista em detectar micro-expressões e usa essa habilidade para solucionar crimes.

Micro-expressões ocorrem principalmente em torno dos olhos e da boca, e são muito breves, normalmente duram apenas entre 1/15 e 1/25 de um segundo.

Embora as micro-expressões aconteçam frequentemente no rosto, podem também aparecer no corpo, por exemplo, em pequenos movimentos da mão, ombros e espasmos nas pernas.

Micro-expressões acontecem rapidamente, mas eles podem ser detectados.

Uma vez que sabemos que elas acontecem, basta observar atentamente.

Isto não é tão fácil por elas serem muito breves.

Podemos fazer perguntas e estarmos prontos para observa-las.

Se pudermos filmar ai então poderemos ver com calma posteriormente a todas.

É conveniente termos outra pessoa concentrada apenas em observar enquanto fazemos perguntas.

Uma maneira fácil de praticar a identificação de micro-expressões é assistir televisão ou vídeos online de entrevistas ao vivo.

Os políticos são sempre interessantes pois são muitas vezes motivados a não dizer toda a verdade.

Reality shows e jogos também invocam emoções fortes e são material de aprendizagem útil.

Descobertas por Haggard e Isaacs em 1966 as micro-expressões foram divulgadas e extensamente estudadas pelo psicólogo Paul Ekman.

Ele enfatizou que as micro-expressões são tão breves que elas são quase imperceptíveis para um observador desatento.

Micro-expressões podem ser fragmentos de emoções reprimidas, neutralizadas ou mascaradas.

Micro-expressões podem também representar movimentos musculares maiores associados com macro-expressões.

Vendo vídeos de pessoas falando foi descoberto que as micro-expressões são curtos espasmos pré-emoçionais de uma emoção que tanto pode aparecer em seguida como pode estar sendo contida.

Neste último caso aparece como uma desaceleração momentânea dos cantos da boca que indicam inconsciente desgosto em mentir.

A micro-expressão de franzir rapidamente a região entre o lábio superior para baixo e dos lados do nariz, criando uma "ruga", ou uma careta, indica grande descontentamento com a situação colocada.

As micro-expressões mostram o que uma pessoa está sentindo, mas, muitas vezes está tentando esconder.

O atleta Alex Rodrigues em entrevista, "falando" muito através de micro-expressões.



Uma micro-expressão de raiva.



Denzel está ansioso...



Está com nojo.



Robert De Niro não está gostando do que está vendo...
Está demonstrando desprezo.



Obama e os republicanos, um show de micro-expressões !





***

4 comentários:

  1. Gostei bastante do blog,MUITO mesmo só que o nome na ajuda muito.Só isto pois o resto está muito bom!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Carlos, concordo, o nome talvez não seja o mais chamativo... mas, é de acordo com a minha intenção inicial, fazer comentários sobre assuntos diversos. Atualmente não tem mais jeito por causa do Google, muitos artigos daqui do blog estão na primeira página e se mudar o nome muda o link, mas, obrigado.

      Excluir
  2. Acho que você interpretou a pesquisa de maneira equivocada, você nem se quer citou a pesquisa para que seus leitores pudessem vê-la. Agora o seguinte, como pode as emoções humanas não dependerem da cultura??? Existem respostas emocionais natas que são característicos da evolução, mas essas respostas precisam do filtro da cultura para serem eliciadas, ou estou errado??? Exemplo, nós adultos sentimos nojo quando vemos alguém brincando com fezes ou mesmo utilizando-a para outros fins além do descarte. Mas quando se trata de crianças que ainda não foram condicionadas pela cultura é muito comum vê-las brincando ou comendo as suas próprias fezes. Ou seja, se a eliciação de respostas emocionais independe do ambiente (cultura), como explicar esse evento com os bebês??? Cito outro: quando vemos uma cobra que é venenosa, tendemos a sair correndo (devido as respostas de medo eliciadas), agora, contrapondo, é muito comum ver crianças brincando com cobras nessas localidades aonde esses animais podem ser encontrados de fácil acesso, logo, visto que na historia de vida do sujeito ele não foi condicionado a eliciar essas respostas emocionais, então ele brinca com elas sem sentir medo, pois, se fosse uma característica inata, um bebê com alguns meses tenderia a chorar ou a querer sair do local. Por fim, não há como ignorar a cultura. Distorcer a ciência para satisfazer o ego é de muito ingênuo. E outro, não é porque a ciência diz que significa que é a verdade, principalmente pesquisas recém lançadas que ainda não passaram pelo filtro da replicação ou da falseabilidade. Péssimo texto esse seu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não citei as pesquisas!?
      Claro que citei!
      Vc é que não percebeu ou pensou que eu me referia a pesquisa do tipo IBOPE....
      São pesquisas científicas e a principal delas são as de Paul Ekman citada no texto.

      Sim, vc está errado, ou mal informado.
      As pesquisas de Ekman provam que as 7 emoções básicas do ser humano são as mesmas em qq cultura.

      Sobre crianças brincando com fezes e cobras, isso pode acontecer com uma criança chinesa ou com uma brasileira, ou com uma alemã, ou seja, em todas as culturas acontece a mesma coisa, é uma questão de evolução mental do ser humano, e não de cultura.

      Ingênuo é supor que é a cultura que é responsável pelas emoções humanas... quem pensa assim não pensa com a própria cabeça, é um "seguidor" de uma ideologia que "ensina" isso mas escolas não por razões educacionais, mas sim, por razões ideológicas (marxismo) para tentar justificar a sua ideologia que diz ser a cultural ocidental a culpado pelo marxismo não ter sido aceito no ocidente.

      Sobre o que a ciência diz não ser verdade não tem fundamento lógico... o que a ciência diz está sempre baseado em confirmações empíricas e por outros órgãos científicos além do pesquisador, porque senão não é ciência, são muito mais verdadeiras do que o que professores marxistas dizem nas escolas para alunos ingênuos - sem prova científica alguma - sobre a cultura.

      Acredito que vc achou péssimo o texto porque já tinha um "preconceito" que lhe "ensinaram" e de ante mão já era contra... porém, o texto é uma dos mais lidos do blog, centenas de pessoas o leem mensalmente, acho isso uma boa indicação sobre o texto.

      Excluir