A alienação

A alienação

domingo, 12 de janeiro de 2014

Os acontecimentos históricos podem ser previstos ?



Artigo de Hélio Schwartsman na Folha de S.Paulo
http://www1.folha.uol.com.br/colunas/helioschwartsman/2014/01/1396328-territorio-inexplorado.shtml


12/01/2014 - 03h00
Território inexplorado

SÃO PAULO - "Não seria legal se tivéssemos um microscópio para medir a cultura humana?".
É assim que Erez Aiden e Jean-Baptiste Michel, dois jovens matemáticos descrevem seu "insight" sobre a "culturomics", que é o uso de análises quantitativas de palavras em megabases de dados para estudar comportamentos e tendências culturais.
Juntar os termos "análise quantitativa" e "cultura" na mesma frase pode fazer com que alguns representantes das humanidades torçam o nariz, mas os resultados obtidos são interessantíssimos, para não dizer revolucionários.
Aiden e Michel dão uma boa amostra disso no recém-lançado "Uncharted" (inexplorado).
A dupla, que ajudou a criar a ferramenta "ngram viewer" do Google (que busca todas as ocorrências de um termo qualquer numa base de vários milhões de livros já digitalizados pela empresa e dispõe os resultados na forma de gráficos), percorre áreas tão distintas quanto a linguística, o mundo das celebridades e os porões da censura.
Eles mostram como o "big data" lhes permitiu desenvolver uma nova teoria sobre a regularização dos verbos ingleses (dentro de alguns milênios, se o idioma ainda existir, todos os irregulares terão desaparecido), sugerem as melhores carreiras para quem quer ficar famoso (e para conservar a reputação depois de morto, o que é mais difícil) e, lamentavelmente, revelam que os esforços de governos totalitários para reprimir ideias funcionam (ainda que, no longo prazo, os regimes pereçam e as ideias não necessariamente).
Aiden e Michel não deixam de abordar questões difíceis trazidas pela revolução tecnológica, como a da perda de privacidade e o poder excessivo dos guardadores de dados.
No campo da especulação, levantam a possibilidade de que o "big data" possa transformar a história numa ciência preditiva, algo que é ao mesmo tempo fascinante e aterrador.



Comentário

O marxismo cultural penetrou de tal forma no subconsciente das pessoas que hoje no mundo existem milhares de pessoas na área científica trabalhando, sem se darem conta disso, em prol de tornar científico os dogmas do marxismo.

Karl Marx em relação a história afirmou o seguinte:

“A história de todas as sociedades que existiram até nossos dias tem sido a história das lutas da classes.”

E Engels disse que "se não tivesse existido Napoleão outro ser humano teria feito o mesmo que ele fez".

Ou seja, para Marx e Engels a história é determinista e não depende da ação humana, as coisas acontecem porque a história assim determina.

Bom, se isso fosse verdade seria possível prever o futuro!
É analisar os acontecimentos históricos, aplicar a dialética marxista, e pronto, estaremos com o futuro em nossas mãos!
É claro que os dois jamais deram a menor prova científica que isso existe, na verdade todas as previsões feitas por Karl Marx não aconteceram.
Mas, no mundo atual existem pessoas da área científica que estão especulando quanto a possibilidade de a história ser previsível!

Os dois matemáticos citados no artigo, alem de colocarem indiretamente a "cultura" como fator decisivo nos destinos da humanidade e enfatizarem a tecnologia de forma negativa, coisas que fazem parte da "crítica" marxista contra a sociedade atual, também colocam a possibilidade da história ser prevista no futuro.

Para desgraça do marxismo a própria história já refutou os dogmas marxistas inúmeras vezes, mas seus seguidores, alienados que são, continuam de forma incansável a procurar formas de justificar os dogmas marxistas de forma científica.

Não conseguirão, a história continuará a refutá-los sistematicamente tentativa após tentativa!



***



TEXTOS RELACIONADOS

Materialismo Histórico

http://materialismo-feuerbach.blogspot.com.br/

Materialismo "histórico" - uma "teoria" que tem sua origem em cartas de Engels, após a morte de Marx, para Starkenburg, Bloch, Schmidt e Mehring, e que foram dadas a conhecer por Eduard Bernstein em 1902
http://comentriossobreacontecimentosmundiais.blogspot.com.br/2013/04/materialismo-historico-uma-teoria-que.html

História "factual" e História "interpretada"
http://comentriossobreacontecimentosmundiais.blogspot.com.br/2013/04/historia-factual-e-historia-interpretada.html

"contexto histórico" - a ferramenta do marxismo "cultural" para adequar a história a seus dogmas ideológicos
http://comentriossobreacontecimentosmundiais.blogspot.com.br/2013/04/contexto-historico-ferramenta-do.html



***

Nenhum comentário:

Postar um comentário