A alienação

A alienação

sábado, 25 de junho de 2016

Travestis devem usar banheiro feminino ? E lésbicas, devem usar banheiro masculino ?

SURGIRAM NA MIDIA COMENTÁRIOS QUE FALAM A RESPEITO DO ASSUNTO DO TÍTULO:

"Constantemente surgem notícias de que uma travesti quis ter acesso ao banheiro feminino, com a discordância das usuárias."
"Argumentos existem que dizem que medidas restritivas são para proteger as mulheres de ataques de homens disfarçados de mulher."


Quanto a essas opiniões podemos afirmar que não é que existam "restrições" como o autor diz...
É que desde a antiguidade até uns tempos atrás os humanos achavam que só existiam 2 sexos entre eles: macho e fêmea; homem, mulher, por isso existem apenas dois tipos de banheiros, um para mulheres e outro para homens.

Um detalhe importante no noticiário é que sempre são  travestis querendo usar banheiro feminino, não se tem notícia de mulher homossexual e/ou lésbicas querendo usar banheiro masculino!
Parece que existe uma certa preferência, não notada, de homens homossexuais querendo entrar em banheiros femininos...


Deveríamos lembrar que em banheiros femininos entram meninas de 10 anos e deveríamos ter o bom senso de pensar nisso.
Mesmo porque "transgênero" é algo mental, a pessoa diz que apesar de ter pênis, é, ou se sente, mulher... 


A sociedade atual deveria pagar os custos desse seu novo conceito de que existem 4 sexos/gêneros entre seres humanos, são eles:


1. mulher, fêmea, ser humano que nasceu com vagina e demais órgãos sexuais femininos..
2. homem, macho, ser humano que nasceu com pênis e demais órgãos sexuais masculinos.
3. homem/macho transgênero, homem que se sente mulher, ou homem que optou em ser mulher.
4. mulher/fêmea transgênero, mulher que se sente homem, ou mulher que optou em ser homem.  

... e passar a construir daqui para frente um terceiro banheiro (ou quatro deles) para que os transgêneros o usem, isso se cada um deles não quiser um banheiro só para eles... e assim a sociedade deveria construir daqui para frente 4 banheiros!

Mas, acho que os defensores dos transgêneros não vão aceitar essa "segregação"...




***



Nenhum comentário:

Postar um comentário