A alienação

A alienação

sábado, 26 de maio de 2012

O que significa o termo "mão invisível" ? Esse termo realmente significa que uma mão invisível controla o mercado ?

Não, não significa.
Isso é dito por aqueles que ignoram a teoria de Adam Smith, ou, isso é dito por aqueles que querem distorcer as palavras de Adam Smith porque querem destruir a sociedade democrática liberal e implantar em seu lugar a ditadura socialista marxista, e por causa disso criaram essa mentira maledicente.

Vejamos o que dizem por ai os que ignoram o texto de Adam Smith.

Wikipédia:
http://pt.wikipedia.org/wiki/M%C3%A3o_invis%C3%ADvel
"Mão invisível foi um termo introduzido por Adam Smith em "A Riqueza das nações" para descrever como numa economia de mercado, apesar da inexistência de uma entidade coordenadora do interesse comunal, a interação dos indivíduos parece resultar numa determinada ordem, como se houvesse uma "mão invisível" que os orientasse."

Comentário:
Adam Smith jamais disse que não existiria "uma entidade coordenadora"!
Smith tinha plena consciência da necessidade do estado como entidade a monitorar a atividade econômica e agir nela quando necessário.


Yahoo:
http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20081028103910AAHS6rH
"Mão invisível foi um termo introduzido por Adam Smith em "A Riqueza das nações" para descrever como numa economia de mercado, apesar da inexistência de uma entidade coordenadora acaba se auto regulamentando alcançando um equilibrio seguindo alei da oferta e da procura.
Para mim é uma das maiores estupidez ditas por um pensador na história."

Comentário:
Estúpido é o alienado que escreveu isto que jamais leu o que Smith escreveu e sai por ai dizendo impropérios.


Portal do Marketing
Por Julio Cesar S. Santos:

http://www.portaldomarketing.com.br/Artigos3/Adam_Smith_e_a_mao_invisel_do_mercado_na_economia.htm

"De acordo com Adam Smith o auto-interesse de uma sociedade livre proporcionaria a forma mais rápida de uma nação alcançar o progresso e o crescimento econômico.
Na sua liberal opinião o maior obstáculo a esse progresso econômico seria o intervencionismo do Estado na Economia; pois, para ele, existiria uma "mão invisível" que auto-regularia o mercado.
Ou seja, para Adam Smith se o mercado fosse deixado em paz pelos governos ele se manteria sempre em equilíbrio."


Comentário:
Adam Smith jamais disse sequer uma palavra do que foi dito acima!
O que foi dito acima é um dos muitos exemplos da total ignorância, em muitos casos maledicência, que existe por ai.


A MÃO INVISÍVEL
Frei Betto

http://www.freibetto.org/index.php/artigos/37-a-mao-invisivel
"Volto à mão invisível do Mercado. Onde ele a enfia? De preferência, no nosso bolso. Em especial, no dos mais pobres. Ela é invisível porque safada, como todo delito praticado às escondidas. Por exemplo, o Mercado pratica extorsão no bolso dos mais pobres através dos impostos embutidos em produtos e serviços. Tudo poderia nos custar mais barato se não fosse essa mão-boba que se imiscui no que consumimos.
Agora que o Mercado entrou em crise – pois a bolha que inflou estourou na cara dele – onde anda enfiando a sua mão invisível?"


Comentário:
Padre deveria falar só do que entende, só do que estudou, teologia, religião.
Quando, como esse ai, se mete a falar de assuntos que desconhece, ou pior, quando se mete a falar com a voz da ideologia cega, só vai falar uma porção de tolices como as que foram ditas acima.


EconomiaBet
Mário Persona
A Mão Invisível

http://www.economiabr.net/colunas/persona/persona-a_mao_invisivel.html
"Essa mesma “mão invisível” é o regulador da economia, que não está sujeita a rédeas e governos, mas que deve ser deixada livre, para sambar à vontade em um ambiente de competição.
Ao invés de gerar o caos, a livre concorrência acaba sempre conduzida por essa “mão invisível” a um resultado favorável à própria economia."


Comentário:
Adam Smith jamais disse que "a "mão invisível” é o regulador da economia, que não está sujeita a rédeas e governos".
Isso é o "conceito" dado por aqueles que desconhecem o que Adam Smith escreveu ou que são movidos pela ideologia cega.





Depois de todas essas besteiras vejamos o que Adam Smith escreveu em seu texto básico sobre o assunto no seu livro "An Inquiry into the Nature and Causes of the Wealth of Nations" de 1776:

"; every individual necessarily labours to render the annual revenue of the society as great as he can.
He generally, indeed, neither intends to promote the public interest, nor knows how much he is promoting it.
By preferring the support of domestic to that of foreign industry, he intends only his own security; and by directing that industry in such a manner as its produce may be of the greatest value, he intends only his own gain, and he is in this, as in many other cases, led by an invisible hand to promote an end which was no part of his intention.
Nor is it always the worse for the society that it was no part of it.
By pursuing his own interest he frequently promotes that of the society more effectually than when he really intends to promote it.
I have never known much good done by those who affected to trade for the public good. "


Fonte:
http://www2.hn.psu.edu/faculty/jmanis/adam-smith/Wealth-Nations.pdf

Tradução:

"...cada indivíduo necessariamente trabalha para tornar a receita anual da sociedade tão grande quanto ele possa.
Ele geralmente [o indivíduo], na verdade, não tem a intenção de promover o interesse público, nem sabe o quanto ele irá promove-la.
Ao preferir se dedicar a uma causa própria do a de estranhos, ele pretende apenas a sua própria segurança e ao direcionar a produção da sua indústria desse modo tem a intenção que a sua industria possa ser de maior valor, com isso ele pretende apenas seu próprio ganho, e neste, como em muitos outros casos, e ele [o indivíduo e não o mercado] é conduzido por uma mão invisível a promover um fim que não era parte da sua intenção.
Isto nem sempre é o pior para a sociedade mesmo que ela não faça parte disso.
Ao procurar o seu próprio interesse ele freqüentemente [e não em todas as situações como propagam] promove o interesse da sociedade mais efetivamente do que quando ele realmente pretende promovê-lo.
Eu nunca tive conhecimento de nada de bom feito por aqueles que dizem trabalhar pelo bem público."



Adam Smith não diz em nenhum momento que uma nação não precisa do estado para gerir sua economia.

Adam Smith não mencionou nenhuma vez a palavra "mercado"... e jamais disse que o mercado é soberano e controla como se fosse uma "mão invisível" a economia!

Quem diz que ele disse isso é um ignorante, ou, é movido pela maledicência típica da ideologia cega.
Quem é conduzido por uma "mão invisível" - é o indivíduo - e não o mercado...
Palavras textuais de Adam Smith.
Adam Smith se refere - ao indivíduo - e não ao mercado, a mão invisível conduz o indivíduo e não o mercado.

Adam Smith não diz que isso é uma lei infalível e que acontece em todos os casos... ele diz que isso "nem sempre" é o pior para a sociedade, ou seja, podem existir casos em que isso não seja bom para a sociedade.
E Adam Smith ressalta que isso acontece "frequentemente", ele não diz que isso é uma regra infalível.

E por fim, Adam Smith diz o que na minha opinião é a parte mais importante de seu texto, com todo o seu conhecimento prático de economia, ele diz que jamais viu acontecer o progresso público feito por aqueles que se propõem a isso.

Ele está dizendo que aqueles que dizem que vão fazer o bem para o povo jamais fazem.
Isso serve como uma luva para o Brasil!
No Brasil o que não faltam são demagogos que dizem que vão resolver o problema das pessoas, jamais fazem isso.

Adam Smith com essa sua frase final alerta a todos sobre os desmandos que fazem os arautos do "bem comum" quando estão no governo.

Essa é a minha colaboração no sentido de alertar as pessoas quanto ao amontoado de mentiras e tolices que existem com respeito a esse assunto.


***
 

Como podemos ver o efeito da "mão invisível" nas estruturas da sociedade?

No socialismo a magistral descoberta de Adam Smith, da "mão invisível", onde, o desejo dos indivíduos de produzir para progresso próprio acaba por beneficiar toda a sociedade, não existe.
Notar que, essa ação - dos indivíduos - nada tem a ver com o mercado, é uma ação individual que nem todos os indivíduos podem produzir, apenas os competentes e empreendedores tem essa capacidade.

Um exemplo que deixa claro esse fenômeno da "mão invisível" é o indivíduo que constrói uma casa para proveito próprio, esta casa quando o indivíduo morre fica para outra pessoa usar, que não precisará construí-la!

Estes sobrados na Mooca na cidade de São Paulo foram construídos em 1929
por alguém que visava lucro na sua construção, porém,
os sobrados estão até hoje sendo usados em proveito da sociedade atual. 

Por exemplo o edifício Empire State em Nova York, foi construído a muitos anos atrás para proveito próprio de alguém, mas, continua a ser usado até hoje por milhares de pessoas!

O edifício Empire State e todos os demais edifícios ao seu redor foram construídos a muitos anos atrás por alguém que queria obter lucro com isso!
Mas, essa ação "egoísta" resultou em benefício da sociedade que continua a usar tais edifícios por muitos anos após a morte do construtor.
Esse é o efeito da "mão invisível".

Outro exemplo são o computador pessoal que a IBM fez e o Windows que a Microsoft fez, ambos fizeram essas mercadorias para proveito próprio, para ganharem dinheiro, mas, o que eles fizeram se transformou num enorme benefício para a humanidade que não consegue mais viver sem eles!

Computadores e softwares - foram inventados com intenção de lucro.
Mas, produziram um enorme benefício para toda a humanidade
É essa a "mão invisível" que só pode existir em sociedades liberais em economia.

Os celulares, o smartphone, o Whatsapp, 
foram feitos por alguém que queria obter lucro com eles...
entretanto, a humanidade toda obteve enorme lucro com eles!
Esse é o efeito da "mão invisível" que só o capitalismo possui!

Esse é o efeito da "mão invisível" que age em proveito da sociedade, isso não existe no socialismo uma vez que produzir em proveito próprio não é permitido porque todos devem ter apenas as suas necessidades, devem ser iguais, com isso não existe no socialismo nenhuma motivação para que os competentes produzam excessos em proveito próprio e com isso tragam progresso para toda a sociedade.



***
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário