A alienação

A alienação

quarta-feira, 20 de junho de 2012

A vitória do marxismo

Um colega da comunidade do Orkut "Marx é inquestionável ?!" colocou a seguinte questão em um tópico:

Alexandre.
"A vitória do marxismo.
Por qual motivo o marxismo venceu sua guerra cultural no século XX!?
O que há de intrínseco nessa ideologia que a fez seduzir tantas mentes, algumas até geniais, e levou-as a atacar o valor humano mais nobre: a liberdade.
Talvez seja pelo fato do Marx ter usado chavões poéticos?!
Ou, simplesmente, esta ideologia seduz pois converge com o romantismo em certos aspectos.
A inveja é componente para explicar tamanha adesão, fato, mas só ela é suficiente?"


Meus comentários a respeito do assunto:

Na minha opinião, o marxismo foi um colossal fracasso no mundo...
Quem "venceu" foi Gramsci.
O marxismo revolucionário de Marx fracassou completamente na teoria e na prática, nenhuma das predições teóricas de Marx para o capitalismo se realizaram, nenhuma sociedade democrática e liberal que atingiu grande desenvolvimento econômico, cultural e social se tornou a miserável sociedade que Marx previu que se tornaria, e em nenhuma delas aconteceu a "revolução do proletariado" que Marx previu que aconteceria, a teoria marxista falhou em todos os sentidos, o marxismo foi implantado apenas através de golpes em 50 nações do mundo no século XX e em todas elas o sistema se tornou uma ditadura socialista opressora e sem liberdade e matou milhões de pessoas dentro destas nações, todas elas continuaram pobres e a maioria acabou falindo, atualmente restam apenas três ditaduras socialista, Cuba, Vietnã e Coreia do Norte.
Quem teve êxito foi a ideologia "cultural" de Gramsci, que na verdade não tem a ver com Marx, Gramsci era comunista e não necessariamente era marxista, Gramsci não tinha o ódio raivoso que Marx tinha, Gramsci não usou a revolução sangrenta e despótica que Marx queria que acontecesse, Gramsci não usou nada de Marx, usou a coerção cultural.
O que aconteceu foi que a colocação na prática das idéias de Gramsci teve como principais divulgadores os membros da "escola de Frankfurt", e estes não abandonaram Marx totalmente, os judeus frankfurteanos inventaram a "teoria crítica" que foi, e ainda é, a componente "teórica" para a introdução de todas as "críticas" que estão sendo inseridas nas escolas de todos os níveis do ocidente, principalmente nas matérias História, Sociologia, Geografia, Filosofia, Pedagogia, Artes, nas ciências humanas em geral, como se fossem "ciência".
Quem quiser saber mais sobre a "escola de Frankfurt" pode acessar o link do final deste texto.


Mas, nem Gramsci venceu... a sua coerção cultural não gerou comunistas como ele almejava, gerou alienados.

A ideologia de Gramsci não seduz gênios... seduz inocentes, seduz mentes fracas carentes de algo em que possam se agarrar para conseguir viver.
O comunista Niemayer pode ser um gênio da arquitetura mas é um tolo no resto, toda vez que vejo uma foto dele me vem a impressão de um retardado mental.
Saramago, vamos considerar que era um gênio da literatura, mas, em tudo o mais era um tolo.
E todos os "gênios" que defenderam ou defendem o comunismo são assim.

Muito diferente de Freud por exemplo, este sim um gênio real, global, e que, nas outras áreas em que atuou, como na filosofia, disse coisas de suma importância para a humanidade.

Já fiz estudos [N1: ver link no final] em que mostro que a "idéia revolucionária" idealista de "transformar o mundo", de criar uma "sociedade perfeita", já estava presente com toda a força em Platão, no seu livro "República" Platão colocou a sua ideologia idealista desejosa em criar uma sociedade perfeita governada por sábios aristocratas, e como todos os seus sucessores a sua tentativa de colocar isso em prática no reino de Siracusa, na Magna Grécia, causou a costumeira matança irracional e foi um colossal fracasso.

Com o surgimento do cristianismo e a subsequente sociedade feudal, a idéia idealista platônica ficou encubada.

A "idéia revolucionária" renasceu com a parte idealista do Iluminismo, mais especificamente do Iluminismo francês de Rosseau (não no de Voltaire), foram nas idéias de Rosseau que os decapitadores da revolução francesa se inspiraram, e foram das idéias de Rosseau que surgiu o socialismo/comunismo, nada mais que a mesma intenção de Platão de criar uma sociedade perfeita.

É essa idéia de "sociedade perfeita", de "salvadores do mundo", que está dominando de forma disseminada na atualidade, sendo que a ideologia de Gramsci serviu apenas de muleta para essa aspiração já muito antiga de perfeição, porém, como na coerção criada por Gramsci existe também um total distanciamento da realidade, o produção dessa loucura foram as multidões de alienados que hoje existem.

As possibilidades que você colocou eu concordo Alexandre, mas, não só elas, o marxismo, o de Marx, da abrigo para toda a ralé que existe no mundo, desde o invejoso que odeia o sucesso econômico alheio até o assassino vingativo com ódio do mundo, e o marxismo (cultural), o de Gramsci, dá abrigo para os incompetentes que desejam viver as custas do estado "protetor", dá abrigo para os trapaceiros e oportunistas atrelados nas ONGs vivendo as custas da doação de dinheiro do estado, dá abrigo para os covardes que tem medo de enfrentar a vida sozinhos e precisam da "solidariedade" alheia para conseguirem viver, e também dá abrigo para os "românticos", observando que não se trata do romantismo amoroso, mas sim, a uma outra forma de romantismo que na falta do heroísmo que não existe mais na humanidade, e na presença da covardia, está sendo o aconchego de milhões de alienados que tem na idéia idealista um alento para suas inúteis vidas.
É por isso que as ruas e praças do mundo estão cheias de gente com todo tipo de bandeiras e cartazes a gritar - é muito fácil fazer isso... não existe a necessidade de competência ou talento algum para fazer estas inúteis manifestações, qualquer imbecil consegue fazer isso.

Essa ideologia só não consegue dominar e alienar aos humanos lógicos, racionais, inteligentes, como foram Nietzsche, Freud, Churchill, Kennedy, e outros mais, não tão notáveis mas com a mesma consciência da realidade, com a mesma competência empreendedora que não precisa da "solidariedade" alheia para poder conduzir suas vidas; e também não convence aos que, realmente, possuem religião, por questões até certo ponto políticas (o marxismo é ateu e gostaria de acabar politicamente com todos as religiões), mas também por razões éticas e morais que as religiões possuem.

O grande problema da ralé "intelectual" que a 80 anos vem tenazmente aplicando as idéias "culturais" derrota após derrota, e devemos salientar que essa tenacidade doentia, essa neurose, é uma das razões do "sucesso" da ideologia "cultural" - é que as multidões de alienados que existem atualmente, tiveram o senso comum mudado como queria Gramsci... só que, não se tornaram o "homem socialista", ou a "mulher socialista" que Gramsci sonhava!
As multidões de alienados mundo afora jamais serão comunistas!

A IMAGEM DA ALIENAÇÃO



Você notou algo em comum em todas estas fotos ?
Acredito que sim... é bem visível.
Essa é a imagem da alienação que tomou conta da humanidade, Gramsci deu o nome de "hegemonia" a este estágio do domínio das mentes pela ideologia.
Porém, tais alienados jamais serão comunistas!
A moça de uma das fotos com a camiseta de Che estampada não faz a menor idéia de quem realmente foi Che e não faz a menor idéia do que é na prática o socialismo.
Ela é uma alienada "romântica" produzida pela excelente qualidade de vida que as democracias liberais produziram, ela é uma "revolucionária" mas ela gosta de ter seu óculos escuro e a boa vida que aparente ter, ela gosta do seu smartphone, do seu computador e de todas as coisas que a "burguesia" produziu para melhorar a qualidade de vida das pessoas e que a estúpida ideologia socialista condena e quer destruir.
O socialismo é um sistema falido que não consegue produzir nem a comida da cesta básica necessária para a alimentação da população, temos provas históricas deste fato, o socialismo não consegue gerir a economia e acaba levando a sociedade a escassez e a fome, o socialismo alem disso proíbe toda a liberdade individual, como é em Cuba, e a nossa "revolucionária" da foto quando estiver nessa situação ira gritar de fome e de medo e negará tudo que apoiou antes.


Mesmo assim, eles poderão governar o mundo todo no futuro devido as multidões que os apoiam inconscientemente, e tal qual aconteceu na Grécia e na Espanha recentemente, governadas por socialistas por décadas, levarão toda a humanidade aos caos, e com certeza a barbárie e a guerra total por comida.

E assim, depois deste holocausto humanista talvez a humanidade sare da neurose idealista...
Mas, não creio, na minha opinião, ainda falta muito, geneticamente falando, evolucionalmente falando, para a humanidade sair definitivamente da ignorância e da necessidade de ter uma ideologia para conseguir viver.

N1:
Cultura Ocidental e o surgimento do Socialismo e do Liberalismo
http://sintesedomarxismo.blogspot.com/

Link para o texto sobre o "marxismo cultural":
http://marxismocultural.blogspot.com/


***

Nenhum comentário:

Postar um comentário