A alienação

A alienação

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Sobre a frase de John Lennon de que os Beatles eram mais famosos que Jesus, e se, John Lennom era marxista ?

Na comunidade do ORKUT "Marx é inquestionável?!" foi criado um tópico com o polêmico tema:

"Era John Lennon Marxista?"

No texto de abertura o criador do tópico escreveu:

"Era John Lennon Marxista?
Confesso ter grande admiração por John Lennon. Não porque muitos o admiram, evidentemente. Porém, por aquilo no qual ele acreditava, pela forma que se expressava, por numerosos bons exemplos que vi nele.
Por esta mesma razão (por aquilo que ele é), posso, naturalmente, deixar de ter tal admiração.
Em sua música mais famosa, Imagine, temos um exemplo de brilhantismo, quando é dito sobre a possibilidade de vivermos Bem, em Paz e amando ao próximo se céu ou inferno no ameaçando.
Contudo, também é dito algo sobre um mundo se posses ou propriedades. Que se poderia chamá-lo de Sonhador, mas que não era o único.
Tenho ciência do estilo alternativo de se vestir de Lennon durante parte da sua vida, mas isso pouco diz sobre o interior de uma pessoa, de forma confiável.
Enfim, peço ajuda aos mais experientes na comunidade...
Tinha Lennon traços reais de marxismo em si?"



Aqui no blog vou me ater apenas a um assunto que foi ventilado em um dos posts do tópico sobre a frase de John Lennon onde ele diz que os Beatles eram mais famosos que Jesus.
É importante na minha opinião sabermos mais sobre isso porque a frase, citada apenas ela, tem um significado um pouco diferente do que John Lennon quis dar a ela, pois esta frase está dentro de um texto maior de John Lennon.

Quem quiser ler todos os posts do tópico pode acessar o link abaixo:

http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs?cmm=47930640&tid=5778532236530301886

*

Meus comentários a respeito da frase de John Lennon:

Gostaria de fazer uma observação, reiterando que neste comentário, e em qualquer outro feito por mim, não existe nada de religião, nem de "anti" a ou b, nem de "pró" a nada.
É apenas um comentário lógico factual que não tem a intenção de desmerecer ou enaltecer nada, mas, os argumentos buscam a verdade, e talvez ela possa ferir alguém, mas, não é essa nossa intenção.


Eu só conhecia a frase de John Lennon sobre os Beatles "serem mais famosos que Jesus", eu nunca dei grande importância a ela... eu não sabia que ela tinha sido escrita dentro de um texto maior e mais complexo, um texto onde John Lennon coloca uma argumentação fundamentada em princípios lógicos e históricos, a frase tem um significado muito maior do que uma simples vanglória que se pensa ela ter.

Vou colocar novamente a frase em inglês e a tradução:

John Lennon diz com o seu característico jeito de se expressar o seguinte:

'Christianity will go, It will vanish and shrink. I needn't argue about that; I'm right and I will be proved right. We're more popular than Jesus now; I don't know which will go first - rock 'n' roll or Christianity. Jesus was all right but his disciples were thick and ordinary. It's them twisting it that ruins it for me.'

"O cristianismo vai passar, ela vai desaparecer e encolher. Eu não preciso discutir sobre isso, eu estou certo e eu vou ser provado.
Nós (os Beatles) somos mais populares que Jesus agora, eu não sei qual vai primeiro - rock 'n roll "ou o cristianismo. Jesus disse tudo certo, mas seus discípulos são estúpidos e ordinários.
Na minha opinião, são eles (os discípulos de Jesus) que o estão deformando e o levando a urina.

John Lennon


Ai temos claramente os motivos porque os "discípulos de Jesus" não gostam de John Lennon...
Ele os chamou de estúpidos e ordinários!

Fundado em que fatos John Lennon pode ter se baseado para dizer isso ?
Talvez possa ter se baseado nos 1000 anos de feudalismo quando o senhor feudal e o clero eram os senhores e o povo a plebe, ou ainda John Lennon pode ter se baseado nos atos da Inquisição mantida pela Santo Ofício na Idade Média e nas milhares de atrocidades que essa entidade cometeu, dentre elas queimarem vivo em uma praça pública o filósofo Giordano Bruno, que na minha opinião foi a mais trágica... ou ainda as guerras sustentadas na Europa pelo Vaticano por séculos para manter o poder político papal, ou ainda as Cruzadas que mataram muitos sem chegar a nada, ou ainda na imensa quantidade de terras que o Vaticano possuía sem jamais ter derramado uma gota de suor para tê-las, e ainda as possui na Europa e em todo o mundo, ou ainda mais recentemente nos escândalos e trambiques do Banco do Vaticano ou nos atos de pedofilia praticados por padres e bispos...
Julgamento de Giordano Bruno

Reunião dos diretores do Banco do Vaticano

Estariam estas coisas de acordo com as palavras de Jesus ?


É disto que John Lennon está falando quando se refere aos discípulos de Jesus como sendo "estúpidos e ordinários" e que estão deformando os desígnios de Jesus.

Quanto a Jesus, John Lennon mostrou todo seu respeito e admiração a ele quando disse que "Jesus disse tudo certo".

A conclusão que chegamos diante destes fatos é que John Lennon admirava Jesus e tinha suas palavras em alta conta, porém, John Lennon desprezava o Vaticano e seus membros.


*

Quanto a minha opinião se John Lennon estava certo ou errado na sua avaliação...

Na minha opinião ele estava certo quanto a argumentação, mas errado quanto a conclusão - o cristianismo não vai acabar, pelo contrário, vai aumentar, não necessariamente com católicos, mas com outros tipos de cristianismo.
Não só o cristianismo vai aumentar, todas as religiões tendem a aumentar, e pode até surgirem novas religiões de sucesso reunindo milhões de crentes.

A razão é muito simples... os humanos ainda precisam, e possivelmente precisarão disso por milhares de anos ainda - precisam disso para conseguirem viver, os humanos precisam muito disso para suportar a crueldade da vida e a angustiante certeza da morte.

Apenas quando, daqui a milhares de anos no futuro, se os humanos conseguirem chegar lá, e se conseguirem evoluir para um novo ser "alem-do homem", e ai compreenderem as razões da crueldade da vida e não mais tiverem o angustiante medo da morte que possuem no presente, os humanos estarão finalmente livres e não mais precisarão disso.


***

Nenhum comentário:

Postar um comentário