A alienação

A alienação

terça-feira, 29 de julho de 2014

Está na moda acusarem Israel de ter uma "resposta desproporcional" contra o Hamas... uma pergunta se faz necessária: Como seria uma "resposta proporcional" em uma guerra contra terroristas?




A ralé invejosa que domina a humanidade odeia os competentes, os empreendedores, os dignos, os belos e belas, sempre existiu e sempre irá existir por muito tempo na humanidade. Por isso odeiam os judeus.

A inveja domina a mente da maior parte dos humanos...

Já a mais de 200 anos foi inventada uma ideologia, o socialismo, depois encampada pelo marxismo, para dar abrigo de forma camuflada aos invejosos e ressentidos do mundo contra os bem sucedidos.
Com isso o ódio invejoso tornou-se uma ideologia contra os competentes.

Bill Gates e sua Microsoft é fonte do ódio invejoso dos socialistas

Porém, os invejosos da atualidade acrescentaram ao ódio a hipocrisia.

Na falta de algo que justifique o imenso ódio invejoso que nutrem contra os competentes e talentosos judeus, na falta de algo consistente que justifique uma condenação aos judeus por reagirem aos sucessivos ataques do Hamas contra civis israelenses os hipócritas da atualidade inventaram mais uma frase de efeito para representar de forma dúbia o seu ódio invejoso, essa nova desculpa está na frase : "a resposta de Israel é desproporcional".

As lutas, as guerras, em uma humanidade politicamente correta
deverão ser assim, sempre iguais, 
o lutador responde a um soco do oponente com apenas outro soco.
a luta não pode ser desproporcional.

E repetem isso constantemente, é uma frase que compete com outra, a "x mortos, a maioria civis", para o primeiro lugar das mais citadas na midia.

A segunda frase é fácil de refutar, uma vez que o Hamas é um grupo terrorista e não militar, seus membros não usam uniforme, portanto são civis... quando Israel mata um membro do Hamas é um civil que morre, além disso, o Hamas usa instalações civis para seus ataques, e com isso está refutada a safadeza politicamente correta.

Membros do Hamas em Gaza - Julho 2014
Notamos que eles estão com roupas civis e no meio de civis.

Mas a frase da "resposta desproporcional" inventada por essa ralé para criminalizar o agredido e defender o agressor é mais difícil de refutar diante da alienação generalizada da midia, em vista disso fiquei pensando em como seria uma "resposta proporcional"?

Seria assim:

Ato Um:
O Hamas lança um foguete de fabricação caseira contra civis israelenses; para ser "proporcional" Israel deve lança 1, apenas 1, jamais dois, foguete igual, idêntico, contra Gaza.

Ato Dois: 
Israel, para ser "proporcional", não poderia de forma alguma fiscalizar o "comércio" dos muçulmanos que apoiam e ajudam o Hamas.
O Hamas recebe um novo lote de foguetes do Irã de média potência e lança 1 contra cidades israelenses; em resposta "proporcional" Israel também lança 1 foguete semelhante contra Gaza, não pode jamais lançar 2, afinal, este é um novo tipo de guerra, uma guerra politicamente correta!

Ato Três:
O Hamas recebe um míssil de grande potência do Irã e manda bala em Israel; Israel que também tem 
um semelhante lança-o contra Gaza, apenas 1, não pode se esquecer q estamos em um mundo politicamente correto e a nova guerra é assim, "proporcional", para terminar empatada.
Nesse suposto mundo igualitário politicamente correto não pode existir vencedor em uma guerra.

Ato Quatro:
E por último, o Irã desenvolve uma bomba atômica e a envia ao Hamas que sem perda de tempo a lança contra Israel e mata milhões de judeus; os judeus q sobrarem vão lá no seu estoque de bombas atômicas e lançam uma, apenas uma, contra Gaza. FIM.

Estamos em uma nova era fantástica!
A era onde as guerras serão politicamente corretas, proporcionais, morrem todos e a guerra termina empatada, como manda a regra politicamente correta.


***


4 comentários:

  1. kkkkkkkk gostei Arnaldo, humor e sarcasmo em uma resposta perfeita!

    ResponderExcluir
  2. Quanto idiotice e parcialidade do autor desse blog... por acaso ele é israelense pra falar essas bobagens?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não gostou não é? rsrs
      A verdade é dura...
      e só resta xingar!

      Excluir