A alienação

A alienação

segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

A miserabilidade do ensino no Brasil, em especial do ensino de história, foi mais uma vez comprovada no Programa Silvio Santos do último domingo.



No programa do Silvio Santos deste último domingo, no quadro "Jogo das três pistas" em que estavam disputando as apresentadoras Christina Rocha e Catia Fonseca, em uma das perguntas foram datas as seguintes pistas: Brutus, senado, crime... (coloquei "Brutus" com maiúscula inicial, mas, tenho certeza que ninguém ali, com exceção do SS, sabia que se tratava de um nome) nenhuma das duas soube de que se tratava, Silvio ainda deu mais uma pista o "Até tu Brutus!", e nada de saberem, ai foi para a platéia responder, passaram mais de 20 pessoas e nada de alguém saber !
Davam as respostas mais absurdas que se pode imaginar !
Ignorância completa de um dos fatos mais conhecidos da história - o assassinato de Júlio Cesar no Senado romano.
Tiveram, provavelmente, que assoprar no ouvido de um dos auxiliares do SS para que ele desse a resposta...



Bom, que o ensino no Brasil é uma enorme porcaria sabemos, mas, que as multidões não tem o menor conhecimento deste fato, o assassinato de Júlio Cesar no senado romano é uma coisa admirável !

A ralé da humanidade, que domina amplamente o "ensino" de história no Brasil chegou a perfeição !

Os alunos do ensino médio "aprendem" muito marxismo mas de história não tem a mais mínima informação, pela simples razão de que o "professor" é um alienado de quem tiraram o cérebro fora e colocaram no lugar o barbudo Marx.

No Brasil sempre existiu uma elite relativamente culta e uma parte do povo que tinha pelo menos os conhecimentos básicos, depois que a ralé da humanidade tomou conta do Brasil não existe mais nada, a total ignorância domina por toda parte.

Ainda existe algum conhecimento entre os mais velhos, mas, daqui a alguns anos nada mais vai existir, o Brasil será um imenso deserto cultural, onde a ignorância imperará soberana pelo resto dos tempos.

Os "intelectuais" marxistas, a ralé da humanidade, conseguiram o objetivo traçado por Gramsci -  transformaram o Brasil - mais do que nunca - em uma terra de xucros.

***


sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Marx estava certo, o socialismo funciona... ...para as formigas!



Um membro da comunidade do orkut "Marx é inquestionável?!" abriu o seguinte tópico:

*

Marx estava certo, o socialismo funciona...

Marx estava certo, o socialismo funciona...
...para as formigas!

http://www.froes.dds.nl/WILSON.htm

*

Fui ler o artigo do link e gostaria de fazer alguns comentários:

Konrad Lorenz que é mencionado na entrevista era nazista.

Sobre a opinião do entrevistado, de que:

" What I like to say is that Karl Marx was right, socialism works, it is just that he had the wrong species."
"O que eu gostaria de dizer é que Karl Marx estava certo, o socialismo funciona, é só que ele errou a espécie."

A opinião do entrevistado, Edward Wilson, embora deva ser uma ironia, é equivocada, e comprova o enorme desconhecimento que existe quanto ao que vem a ser "socialismo" (marxista) e sobre o que Karl Marx realmente pensava.

Marx jamais disse que "o socialismo funciona".

O que Marx disse (no seu livro Ideologia Alemã) foi que  o capitalismo possui uma "contradição" e que essa contradição iria criar milhões de miseráveis (na Inglaterra, na Alemanha, na França, na Áustria, na Bélgica, na Suíça), e que esta enorme massa de miseráveis iria se revoltar e fazer a "revolução do proletariado", tomar o poder, e implantaria a "ditadura do proletariado".
E nessa ditadura seriam aplicadas as "regras" estipuladas por Marx no seu "socialismo científico" descritas no Manifesto Comunista de 1848.

E Marx também disse que essa "ditadura do proletariado", ou o seu "socialismo científico", seriam o caminho para se chegar ao comunismo, que seria supostamente uma sociedade sem classes.

Só que, Marx não tinha a menor ideia de como isso seria feito e menos ainda sabia quais seriam as estruturas dessa suposta sociedade comunista.
Marx apenas disse isso tudo com a intenção de destruir a sociedade e saciar o ódio que tinha de deus e da sociedade em que viveu.

E como todos sabemos, existiram no século XX 50 nações onde marxistas/socialistas/comunistas implantaram a "ditadura do proletariado", o "socialismo científico", mas, jamais chegaram ao prometido comunismo, ficaram indefinidamente na ditadura socialista até falirem.
Algumas delas, como Cuba e Correia do Norte, continuam até hoje com o seus ditadores socialistas estúpidos no poder sem jamais terem chegado ao comunismo.

No caso, o entrevistado confunde "socialismo" com "comunismo", que são coisas diferentes.
Esse é um erro muito comum, a maioria das pessoas não sabe diferenciar socialismo, marxismo e comunismo.

"socialismo" seria, supostamente, ou melhor, utopicamente, o meio para se chegar a sociedade sem classes comunista.
E "marxismo" é a ideologia criada por Karl Marx que visa destruir a sociedade atual denominada por ele de "capitalista" e "burguesa", e para isso usa uma "teoria" denominada por Marx de "socialismo científico".
Depois de inúmeros fracassos e decepções os marxistas mudaram sua "praxis" de "revolucionária" para "cultural", e estão até hoje nela.

O entrevistado erra também ao classificar as formigas como sendo uma sociedade socialista, elas não são.
Nem comunistas elas são.
As formigas tem classes.
Elas não são iguais dentro do formigueiro.
A rainha tem privilégios, as operárias são obrigadas (geneticamente) a trabalhar e a lutar, e os machos não servem para quase nada alem de fazerem a função de machos.
E também, como o próprio entrevistado mencionou, sendo ele grande conhecedor de formigas, as formigas são uma das espécies mais sanguinárias e violentas que existem!
Um ataque de formigas a um ninho de cupins (existe vídeo no Youtube) é uma das coisas mais violentas que existem, é uma chacina praticada com enorme frieza .

Portanto, apesar do entrevistado mostrar ser um cientista competente, quando se trata de ideologia, ele deixa a desejar.

***


Matança no EUA, Obama e a proibição de armas, e o trágico cenário que se forma na sociedade ocidental fruto da irracional ideologia marxista "cultural" politicamente correta a 70 anos sendo aplicada no EUA



Uma amigo do orkut me colocou a seguinte questão:

Arnaldo,
Acompanhando os telejornais durante as duas últimas semanas eu me lembrei de você de ta forma, e fiquei tão assombrado com isso que precisei vir aqui hoje comentar com você.
Quando você citou que Barack Obama era socialista - e até então era uma das únicas afirmações suas com a qual eu não concordava - pensei ser uma ideia exagerada e não-embasada sua.
Pois bem. Em um momento de grande comoção nacional e com pessoas inclinadas irracionalmente a um ponto de vista errôneo, Obama não perdeu tempo e tratou logo de impor aquilo que sempre fora sua vontade: O Desarmamento da população. 
Apenas hoje em dia percebi isso, e estou Horrorizado com como ideias anti-liberais e anti-armas (há alguma relação) entraram nos USA.
Você, eu percebo perplexo e amedrontado, estava Correto sobre Obama, e me preocupam MUITO essas leis anti-armas nos USA. Você tinha razão, de novo e Infelizmente.
Por amor a este Universo inteiro, dê-me um prognóstico Positivo.

Minha resposta:

É uma questão importante e merece uma reposta ponderada e fundamentada na lógica e em fatos.

Apenas para ilustrar vou colocar outro fato que ocorreu esta semana aqui no Brasil oriundo da cabeça dessa ralé que cria essa sobrecarga de dificuldades para a vida já dura das pessoas, trata-se da implantação de regras mais rígidas no trânsito para a "lei seca" contra bebidas, que deve entrar em vigor esta semana com a intenção de atazanar com a vida das pessoas que gostam de tomar uma cerveja, ou um vinho, ou um uísque nas festas de fim de ano, a ralé fez questão de que a lei entrasse em vigor já antes das festas, que é para encher o saco da "burguesia" o quanto mais poder...
Pois bem, já fazem 4 anos que essa "lei seca" existe e sabem o que aconteceu com os mortos no trânsito ?
- Aumentaram !
Vejam os dados nos últimos 4 anos (na verdade apenas dois oficialmente):

ANO       ÓBITOS

2009  -  37594
2010  -  40989
2011  -  não existem dados oficiais (acredito que os estão escondendo), mas, diversas cidades já apresentaram seus dados com a informação que aumentaram.
2012  -  idem a 2011.

Média atual (2012) = 42000 mortes anuais.

FONTE:  SIM/CVS/MS
http://www.mapadaviolencia.org.br/pdf2012/mapa2012_transito.pdf

Então, não adiantou nada a porcaria da lei...
Mas, mesmo assim, eles vão sacrificar ainda mais as pessoas que gostam de beber umas cervejas e não tem carro oficial com motorista para as levarem para casa.

A mesma coisa essa ralé fez com os fumantes, que eles tornaram seres execráveis, contra os quais foi criado um enorme preconceito, e em contrapartida a ralé está trabalhando incansavelmente pela "discriminalização" da maconha e das drogas em geral, a meta deles é liberar o consumo de drogas...
Quem quiser ver o triste resultado disso vá em São Paulo e veja o que acontece por todo o centro velho da cidade a noite, se torna uma terra de ninguém onde só drogados perambulando enlouquecidos e berrando.
E a sociedade está de mãos atadas pois a ralé não a deixa tocar nos drogados.

Aqui no Brasil a ralé tentou proibir as armas e foi derrotada, mas, com certeza eles não desistiram, estão dando um tempo e logo voltarão a carga.
Apesar que, no Brasil, a venda de armas já está praticamente proibida, isso, evidentemente, não evita os milhares de assassinatos que ocorrem no Brasil anualmente, recordista mundial em violência, e também não evita que um maluco mate crianças em escola como aconteceu no Rio de Janeiro.

No EUA, desde a colonização das terras do oeste norte-americano, armas são usadas normalmente, e, o fato mais importante, desde a independência até a alguns anos atrás não se tinha notícia que um maluco havia entrado em uma sala de aula e matado crianças !
Essa loucura é coisa recente.
Então, não é a posse de armas a causa dessa loucura...
A causa é outra, a causa é a insanidade ideológica que foi implantada no EUA na segunda metade do século XX.
O desprezo aos heróis, o desprezo a individualidade, o apreço ao grupal, onde a ignorância humana pode ser posta em prática com maior facilidade, e uma série enorme de outras tolices e alienações, criou as condições psíquicas para o surgimento destes loucos covardes que matam crianças em escolas.

Quanto a Obama, devo fazer uma correção, ele é - controlado por socialistas, existe um grupo de "intelectuais" socialistas aquartelado em um "think tank" de Chicago que coordenam tudo que Obama vai fazer, Obama foi fabricado por eles, surgiu do nada.
Vou colocar uma foto em que Obama aparece no meio da turma toda, e quem é bom observador vai notar a insignificância dele perante ao grupo.


Espectadores vendo ao vivo a operação para matar Osama Bin Laden - observem Onama...

Os "intelectuais" socialistas que controlam Obama, como sempre fizeram tais "intelectuais", são oportunistas e aproveitam estes momentos de comoção para com a enorme frieza de que são historicamente possuídos embutirem seus objetivos ideológicos de dominação - vão pedir a proibição da venda de armas.

Infelizmente, meu amigo, os prognósticos não são bons, o EUA está falido, possui uma enorme e impagável dívida pública e a mando dos "intelectuais" Obama vai aumentar esta dívida o mais que puder... o objetivo é causar a falência do EUA e por tabela arrasar com a economia mundial.

Paralelamente eles vão incorporando cada vez mais as tradicionais ideias ideológicas de "amor aos pobres, negros, latinos, etc" e ódio irracional a "capitalistas" (vide os alienados do "Occupy Wall Street"), proibição de armas, de fumantes, e centenas de outras "coisas ruins" que, segundo eles, a maldosa "burguesia" faz e que eles, os donos da verdade humana, querem acabar.
Mas, a história sempre esfregou na cara deles o que eles realmente são: uma ralé imunda.

E a história, a realidade da vida, é a única esperança boa, que ela, apesar de todo o trágico cenário que se desenha, mais uma vez esfregue a verdade e a realidade da vida no Universo na cara suja e imunda dessa ralé.

***

PS.  Mais uma vez devo dizer aos leitores que eu não possuo nenhum tipo de ideologia, não pertenço a nenhum partido político, não tenho nenhuma religião ou crença, não tenho ídolos nem quero seguidores, sou apenas uma mente livre e que raciocina usando a lógica formal e fatos para tirar conclusões, e, acima de tudo, a dignidade.
E quanto denomino esse povo de ralé é por que eles, comprovado por inúmeros fatos históricos, são realmente a ralé da humanidade e merecem um profundo desprezo pelas inúmeras tragédias que já causaram e pretendem ainda mais causar a humanidade.

***


domingo, 9 de dezembro de 2012

Comentando o artigo no The Economist sobre a economia brasileira e a ação da presidenta Dilma Rousseff.

Artigo no The Economist sobre a economia brasileira e a ação da presidenta Dilma Rousseff.



Brazil’s economy
A breakdown of trust
If she wants a second term, Dilma Rousseff should get a new economic team
Dec 8th 2012 | from the print edition


JUST two years ago, when Dilma Rousseff was elected Brazil’s president, the country’s economy was booming. It then ground to a halt and is now struggling to recover. Despite increasingly frantic official efforts at stimulation, the moribund creature grew by only 0.6% in the third quarter—half the number forecast by Guido Mantega, the finance minister. Most market analysts now expect GDP growth to be less than 1.5% this year and not much more than 3% next year. 
So much for the notion that the B in the BRICs is a speedy economy.

The motors of growth that powered Brazil in the past decade are sputtering. Prices of commodity exports, though still high, are no longer rising. Consumers are using more of their income to pay off the loans with which they had bought cars and televisions. Low unemployment means there are fewer idle hands to be put to work. Instead of relying on consumption, growth now has to come from higher productivity and investment. 
That means hacking away at the “Brazil cost”: the combination of red tape, heavy taxes, expensive credit, creaking infrastructure and an overvalued currency that makes it a punishingly expensive country to do business in.

Ms Rousseff has recognised the need to improve competitiveness. 
Her economic team says its aim is to prompt a supply-side, investment-led recovery. 
In the past 15 months the Central Bank has slashed interest rates by 5.25 percentage points, to 7.25% (only two points above inflation). 
That has helped to weaken the currency and help manufacturers. 
The government has cut payroll taxes for industry (but not most services). It is also slashing electricity tariffs and inviting private operators to upgrade airports, roads and railways.

Despite all this, investment has fallen in each of the past five quarters. It now amounts to just 18.7% of GDP, against 30% in Peru in 2011 and 27% in Chile and Colombia—Latin America’s new high-growth economies.

Business is cautious because the government meddles too much. A prime example is its apparent desire to drive down the return on investment by diktat, not just for banks but also for electricity companies and other infrastructure-providers. Even more than her predecessor, Luiz Inácio Lula da Silva, Ms Rousseff seems to believe that the state should direct private investment decisions. Such micro-meddling undermines trust in macroeconomic policy as well.

Stop meddling and let animal spirits roar

The Central Bank may be tempted to react to the latest figures with another interest-rate cut. That would be a mistake. Instead the government should redouble efforts to cut the Brazil cost—by, for instance, tackling labour laws—and thus letting the private sector’s animal spirits roar. The worry is that the president herself is meddler-in-chief. But she insists she is pragmatic. If so, she should fire Mr Mantega, whose over-otimistic forecasts have lost investors’ confidence, and appoint a new team capable of regaining the trust of business.

Ms Rousseff’s hope seems to be that full employment and rising real wages will be enough to secure her a second term in 2014. But these depend on renewed growth. Lula won a second term because his policies lifted millions of Brazilians out of poverty. The electorate similarly rewarded Fernando Henrique Cardoso, Lula’s predecessor, because he slew inflation. And Ms Rousseff? Voters may judge that in trying to juggle so many economic balls, she dropped most of them.

http://www.economist.com/news/leaders/21567942-if-she-wants-second-term-dilma-rousseff-should-get-new-economic-team-breakdown-trust


TRADUÇÃO

A economia do Brasil
Uma quebra de confiança
Se quiser um segundo mandato Dilma Rousseff deverá compor uma nova equipe econômica.
08 de dezembro de 2012 

Apenas dois anos atrás, quando Dilma Rousseff foi eleita presidente do Brasil, a economia do país estava crescendo. 
Ela agora está paralisada e está lutando para se recuperar. 
Apesar dos cada vez mais frenéticos esforços oficiais de estimulação, a criatura moribunda cresceu apenas 0,6% no trimestre que é a metade do número do valor previsto para o terceiro trimestre por Guido Mantega, ministro da Fazenda. 
A maioria dos analistas de mercado esperam agora que o crescimento do PIB deva ser inferior a 1,5% este ano e não muito mais do que 3% no próximo ano. 
Chegamos a conclusão que o B dos BRICs é uma "economia rápida".

Os motores de crescimento que alimentaram o Brasil na última década estão soltando faiscas...
Os preços das exportações de commodities, embora ainda elevados, não estão mais crescendo. 
Os consumidores estão usando mais de sua renda para pagar os empréstimos com os quais eles haviam comprado carros e televisões. 
Baixo desemprego significa que existem menos mãos ociosas para ser posto a trabalhar. 
Em vez de depender do consumo, o crescimento agora tem de vir de uma maior produtividade e investimento. 
Isso significa mexer no "custo Brasil": uma combinação de burocracia, impostos pesados, crédito caro, precária infra-estrutura e uma moeda sobre valorizada que torna o torna (o Brasil) um país dispendiosamente caro para se fazer negócios.

Dilma reconheceu a necessidade de melhorar a competitividade.
Sua equipe econômica diz que seu objetivo é levar a uma recuperação do investimento ao lado da oferta.
Nos últimos 15 meses, o Banco Central reduziu os juros em 5,25 pontos percentuais, para 7,25% (apenas dois pontos acima da inflação). 
Isso ajudou a enfraquecer a moeda e ajudou a industria. 
O governo cortou impostos sobre os salários para a indústria (mas não a maioria dos serviços). 
Também está cortando tarifas de energia elétrica e convidando os operadores privados para atualizar aeroportos, estradas e ferrovias.

Apesar de tudo isso, o investimento caiu em cada um dos últimos cinco trimestres. 
Atualmente equivale a apenas 18,7% do PIB, contra 30% no Peru em 2011 e 27% no Chile e Colômbia, economias latino-americanas com alto crescimento.

Os investidores estão cautelosos porque o governo se mete demais nos negócios. 
Um bom exemplo é o seu aparente desejo de reduzir o retorno sobre o investimento por "diktat", não só para bancos, mas também para as empresas de energia elétrica e outras de infra-estrutura e fornecedores.
Ainda mais do que o seu antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma Rousseff parece acreditar que o Estado deve direcionar as decisões do investimento privado. 
Tal micro intromissão mina a confiança na política macroeconômica.

Deve parar de se intrometer e deixar os instintos de mercado atuarem.

O Banco Central pode ser tentado a reagir aos últimos dados com um outro corte da taxa de juros. 
Isso seria um erro. 
Em vez disso o governo deveria redobrar os esforços para reduzir o custo Brasil, por exemplo, a luta contra as leis de trabalho e, assim, permitindo que o setor privado funcione com as leis de mercado.
A preocupação é que o presidente é uma intrometida-em-chefe. 
Mas ela insiste que é pragmática. 
Se assim for, ela deve exonerar Mantega, cujas previsões em demasiado otimistas perderam a confiança dos investidores, e nomear uma nova equipa capaz de recuperar a confiança dos negócios.

A esperança de Rousseff parece ser a de que o pleno emprego e o aumento dos salários reais será o suficiente para garantir-lhe um segundo mandato, em 2014. 
Mas estas dependem de um crescimento renovado. Lula ganhou um segundo mandato por causa de suas políticas tiraram milhões de brasileiros da pobreza.
O eleitorado também recompensou Fernando Henrique Cardoso, antecessor de Lula, porque acabou com a  inflação. 
E Dilma Rousseff? 
Os eleitores podem julgar que, na tentativa de conciliar tantas bolas econômicas, ela deixou cair a maioria deles.


Comentário:

Lula não ganhou a eleição porque tirou milhões da pobreza, isso não é verdade, eles continuam na pobreza, só que agora recebem o Bolsa Família de 90 reais.
A "classe C" brasileira surgiu no lugar da expropriada e extinta "burguesa" classe A/B brasileira, é só ver os gráficos de 1990 para cá para ver o cruzamento das linhas descendente e ascendente, então, o que aconteceu foi que os antigos empregados das estatais foram mandados embora e nas empresas privatizadas foram colocados três jovens empregados no lugar de um dos antigos ganhando 1/3 do salário anterior.
Portanto, o surgimento da classe C não aconteceu por ação de Lula, ela foi uma consequência da privatização das estatais e vem acontecendo desde 1990.
Mas, acho que o The Economist sabe disso tudo, a referência ao que Lula supostamente fez, parece ser apenas uma trapaça diplomática.

Quanto a presidenta (eu sei que não existe contração de gênero neste caso, mas, a presidenta faz questão de ser chamada de presidenta - com A no final, então, vamos atender a vontade da presidenta...), ela tem um ministério majoritariamente socialista, ela própria é declaradamente socialista..
Em vista disso, acho estranho economistas e comentaristas econômicos analisarem a situação econômica como se estivéssemos com liberais no comando do Brasil !
O pessoal todo que está no governo tem na cabeça o socialismo e não o liberalismo, na verdade, o sonho deles é acabar com a sociedade liberal e implantar o socialismo.

Os economistas, comentaristas, e até mesmo o The Economist, deveriam reler o manual básico do pessoal que governa o Brasil atual - O Manifesto Comunista, nesse manifesto Marx colocou as 10 providências que os marxistas/comunistas deveriam seguir quando tomassem o poder... leiam lá, e verão que, na medida do possível, uma vez que não estamos numa ditadura do proletariado, eles estão tentando fazer aos poucos o que está ordenado por Marx no Manifesto.

Florestan Fernades
foi o principal professor da maioria dos que governam o Brasil

E todas as "conversas sérias" que se vê na TV brasileira sobre a economia do Brasil é pura hipocrisia, a não ser que tais comentadores apenas estejam fazendo uma boquinha na TV, ou sejam completos ignorantes e ignorem história, socialismo, marxismo cultural, desconstrucionismo, e ação revolucionária comunista.


***


Chávez decretou sua sentença de morte quando decidiu ir para Cuba tratar do seu câncer Agora implorou para não o deixarem morrer... mas já era tarde..



Chávez decretou sua sentença de morte quando decidiu ir para Cuba tratar do seu câncer.
A medicina cubana é medíocre, os "intelectuais" socialistas criaram a enorme mentira de que a medicina cubana era boa. Não é.
Os médicos cubanos não tiveram competência nem para tratar a doença de Castro e depois de seis meses de tratamento, para que ele não morresse, tiveram que chamar um médico espanhol que teve que levar para Cuba toda uma infra-estrutura médica para poder identificar a doença e tratar Castro, em uma semana o médico espanhol identificou o problema e operou Castro, que continua vivo até hoje, se tivesse dependido da medicina cubana ele já estaria morto

NOTÍCIA NA FOLHA

09/12/2012 - 00h49
Chávez anuncia retorno a Cuba para se submeter a nova cirurgia 
DA EFE

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, anunciou que voltará neste domingo a Cuba para se submeter a uma nova cirurgia que rotulou de "absolutamente imprescindível", após serem detectadas novas células malignas em seu organismo.

Chávez desenhou um cenário no qual poderia não estar presente como consequência da nova operação, e pediu que no caso de alguma coisa lhe acontecer o vice-presidente, Nicolás Maduro, conte com seu apoio como seu sucessor.

"Nicolás Maduro, não só nessa situação, deve concluir como manda a constituição o período, mas minha opinião firme, plena como a lua cheia, irrevogável absoluta, total, é que nesse cenário que obrigaria a convocação de eleições presidenciais vocês o elejam como presidente", disse Chávez em cadeia nacional.

.....



Comentário:

Já era... deu metástase, a doença se espalhou por todo o corpo e agora não tem nem mais como tratar, o que podem fazer é ir tirando os tumores onde eles surgem, mas isso não é coisa que dure muito, os tumores vão aparecer em órgãos principais e ai não tem o que fazer.

Chavez vai pagar um preço alto por levar a ideologia ao extremo...

Mas, é interessante ver um socialista beijando um crucifixo...
Ele já está encomendando a alma a deus!


***

Texto escrito em 06/03/2013


Como era esperado, morreu...

Notícia da Folha:

05/03/2013 - 22h33
Hugo Chávez morre, e venezuelanos vão às ruas em Caracas
DAS AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS

Apoiadores de Hugo Chávez se reuniram na noite desta terça-feira na capital Caracas em manifestações em homenagem ao presidente venezuelano, que morreu aos 58, vítima de um câncer na região pélvica.
O chanceler da Venezuela, Elías Jaua, afirmou que as homenagens póstumas oficiais começam nesta quarta-feira (6). O corpo de Chávez será levado na quarta-feira à Academia Militar e será exposto a seus simpatizantes.
Na Praça Bolívar, chavistas gritavam frases como "todos somos Chávez" e "todos com Maduro", em referência ao vice-presidente, Nicolás Maduro, tido como herdeiro do mandatário. Ele deverá permanecer na Presidência até que novas eleições ocorram, num prazo de 30 dias.
As imagens divulgadas pelo jornal venezuelano "El Universal" mostram dezenas de apoiadores, de todas as idades, gritando para as câmeras presentes no local.


Comentário:

Não tinha mais salvação, tinha acontecido metástase já na primeira operação feita em Cuba e ai o câncer se espalha pelo corpo.
Se Chavez tivesse vindo se tratar no Brasil, ou chamado um médico espanhol como Fidel Castro fez quando estava a beira da morte em Cuba, Chavez ainda estaria vivo e com anos de vida pela frente.

O que se pode dizer disso é o seguinte:

- Comunistas brasileiros, se vocês ficarem doentes, vão se tratar em Cuba, em Cuba existe uma medicina muito boa !

***


Texto escrito em  08/03/2013


Notícia na Folha

07/03/2013 - 10h38
Chávez pediu que não o deixassem morrer, disse general a agência
DA ASSOCIATED PRESS, EM CARACAS
DAS AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS

O militar disse que o mandatário morreu após um ataque cardíaco, em decorrência das complicações causadas pelo câncer na região pélvica, que o deixou internado por três meses antes de morrer, na tarde de terça (5). Ele disse que o último pedido do dirigente foi feito apenas com os lábios, porque não podia falar.

"Ele disse com os lábios: 'Eu não quero morrer, por favor, não me deixem morrer', porque ele amava seu país e se imolou por seu país", afirmou Ornella. "Ele sofreu bastante com essa doença. A história desses dias um dia será escrita por nós ou por algum dos médicos".
Segundo o general, Chávez sabia desde o início de dezembro, dias antes da quarta cirurgia em Cuba, que o tumor havia avançado. "Ele sabia que depois dessa operação tinha poucas esperanças de sair vivo".


Comentário:

É ... não adiantava mais implorar pela vida...
Mas, beijou o santinho, então está salvo, vai para o céu e ficar junto a deus...
Aqui em baixo os socialistas estão rezando por ele !


***

Artigo no ESTADÃO

Visão Global
O fantasma de Hugo Chávez

O medo agora é que as bravatas e inseguranças do chavismo possam oscilar nas mãos do sucessor do líder bolivariano


Comentário

Chavez não tinha ou tem nenhuma importância, a Venezuela com ele continuou miserável e Caracas continuou a ser uma das cidades mais violenta do mundo com milhares de assassinatos anuais.

O episódio mais conhecido protagonizado por Chavez é o "Porque no te valas?".

Chavez pode ser "grande" na Venezuela, que é insignificante no mundo, pode até ser "grande" para Dilma e Lula, socialistas que são, e também, claro, Chavez é "grande" para Morales, Cristina, e todos os demais socialistas que proliferam na sofrida América Latina, que por desgraça saiu das mãos dos caudilhos para cair nas mãos de algo ainda pior, socialistas.

Pobres latinos americanos... jamais vão sair da estupidez, da ignorância, da mediocridade e da miséria em todos os aspectos.


***




quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Niemeyer faleceu, como arquiteto foi produtivo, mas, em termos de talento artístico Gaudi estava muito a frente dele.


Frases de Oscar Niemeyer que faleceu ontem:

CRÍTICA
"Claude Lanzmann é um imbecil"
sobre as críticas feitas pelo jornalista e cineasta francês Claude Lanzmann

DINHEIRO
"Meu avô, que foi ministro do Supremo Tribunal, morreu sem um tostão. Achei bonito ele morrer assim. Sempre tive a ideia de que o dinheiro não vale nada. Já disse que teria vergonha de ser um homem rico. Considero o dinheiro uma coisa sórdida."

PROTESTO
"Urbanismo e arquitetura não acrescentam nada. Na rua, protestando, é que a gente transforma o país."

DIFERENTE
"Quem for a Brasília, pode gostar ou não dos palácios, mas não pode dizer que viu antes coisa parecida."

Comentário:

Niemeyer disse que arquitetura não acrescenta nada, mas, ao mesmo tempo, demonstrou que sentia orgulho por ter feito Brasília "diferente".
O que ele disse é uma besteira, Brasília, que ele ajudou a construir fazendo a arquitetura, transformou o Brasil muito mais que protestos.
Ficava raivoso e partia para a ofensa pessoal quando criticavam a sua obra... alias, essa é a característica mais marcante de "intelectuais" socialistas.


Sempre esteve escrito na porta do escritório de Niemeyer o seguinte:

“Enquanto existir miséria e opressão, ser comunista é a solução.”

Isso, diante da realidade histórica, é um absurdo!
As nações que implantaram o comunismo, tais como as que pertenciam a União Soviética, a Europa Oriental, a China Comunista, o Camboja, Coreia do Norte - todas sem exceção - depois de 70 anos de comunismo, mataram milhões de pessoas e levaram seus povos a miséria...  como pode diante desta realidade histórica, alguém que seja lúcido, dizer que o comunismo é a solução para a miséria do mundo ?

A solução para a miséria do mundo passa comprovadamente longe do comunismo, mas, a cabeça de um comunista é cega, nem diante da realidade evidente consegue ver e agir com bom senso.


Niemeyer foi realmente um arquiteto produtivo, tirando isso, foi só mais um de milhões de humanos dominados pela alienada ideologia "revolucionária" comunista, dizia muitas  besteiras, como as demonstradas acima, e achava que sabia o que é o certo para a humanidade.

Tais "intelectuais" socialistas, não conseguem entender que dinheiro não tem vida própria e é apenas uma ferramenta das muitas que os humanos usam para facilitar a vida, o dinheiro é apenas um meio que os humanos usam para tornar possível que se possa ir a padaria comprar pães sem ter que levar alguma mercadoria, galinhas ou abóboras por exemplo, que o padeiro necessite e com ele fazer escambo.

Figuras geométricas

Nunca apreciei o estilo "diferente" de Niemeyer, que me parece um lugar comum daqueles que não possuem talento criativo, cominações de figuras geométricas conhecidas era o que Niemeyer usava para fazer seus desenhos, acho-o previsível e sem talento artístico, para o meu gosto Antoni Gaudi, arquiteto catalão, estava muito a frente dele em talento e arte.


Museu feito por Niemeyer em Curitiba


Palacete feito por Gaudi em Barcelona

***