A alienação

A alienação

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Marx estava certo, o socialismo funciona... ...para as formigas!



Um membro da comunidade do orkut "Marx é inquestionável?!" abriu o seguinte tópico:

*

Marx estava certo, o socialismo funciona...

Marx estava certo, o socialismo funciona...
...para as formigas!

http://www.froes.dds.nl/WILSON.htm

*

Fui ler o artigo do link e gostaria de fazer alguns comentários:

Konrad Lorenz que é mencionado na entrevista era nazista.

Sobre a opinião do entrevistado, de que:

" What I like to say is that Karl Marx was right, socialism works, it is just that he had the wrong species."
"O que eu gostaria de dizer é que Karl Marx estava certo, o socialismo funciona, é só que ele errou a espécie."

A opinião do entrevistado, Edward Wilson, embora deva ser uma ironia, é equivocada, e comprova o enorme desconhecimento que existe quanto ao que vem a ser "socialismo" (marxista) e sobre o que Karl Marx realmente pensava.

Marx jamais disse que "o socialismo funciona".

O que Marx disse (no seu livro Ideologia Alemã) foi que  o capitalismo possui uma "contradição" e que essa contradição iria criar milhões de miseráveis (na Inglaterra, na Alemanha, na França, na Áustria, na Bélgica, na Suíça), e que esta enorme massa de miseráveis iria se revoltar e fazer a "revolução do proletariado", tomar o poder, e implantaria a "ditadura do proletariado".
E nessa ditadura seriam aplicadas as "regras" estipuladas por Marx no seu "socialismo científico" descritas no Manifesto Comunista de 1848.

E Marx também disse que essa "ditadura do proletariado", ou o seu "socialismo científico", seriam o caminho para se chegar ao comunismo, que seria supostamente uma sociedade sem classes.

Só que, Marx não tinha a menor ideia de como isso seria feito e menos ainda sabia quais seriam as estruturas dessa suposta sociedade comunista.
Marx apenas disse isso tudo com a intenção de destruir a sociedade e saciar o ódio que tinha de deus e da sociedade em que viveu.

E como todos sabemos, existiram no século XX 50 nações onde marxistas/socialistas/comunistas implantaram a "ditadura do proletariado", o "socialismo científico", mas, jamais chegaram ao prometido comunismo, ficaram indefinidamente na ditadura socialista até falirem.
Algumas delas, como Cuba e Correia do Norte, continuam até hoje com o seus ditadores socialistas estúpidos no poder sem jamais terem chegado ao comunismo.

No caso, o entrevistado confunde "socialismo" com "comunismo", que são coisas diferentes.
Esse é um erro muito comum, a maioria das pessoas não sabe diferenciar socialismo, marxismo e comunismo.

"socialismo" seria, supostamente, ou melhor, utopicamente, o meio para se chegar a sociedade sem classes comunista.
E "marxismo" é a ideologia criada por Karl Marx que visa destruir a sociedade atual denominada por ele de "capitalista" e "burguesa", e para isso usa uma "teoria" denominada por Marx de "socialismo científico".
Depois de inúmeros fracassos e decepções os marxistas mudaram sua "praxis" de "revolucionária" para "cultural", e estão até hoje nela.

O entrevistado erra também ao classificar as formigas como sendo uma sociedade socialista, elas não são.
Nem comunistas elas são.
As formigas tem classes.
Elas não são iguais dentro do formigueiro.
A rainha tem privilégios, as operárias são obrigadas (geneticamente) a trabalhar e a lutar, e os machos não servem para quase nada alem de fazerem a função de machos.
E também, como o próprio entrevistado mencionou, sendo ele grande conhecedor de formigas, as formigas são uma das espécies mais sanguinárias e violentas que existem!
Um ataque de formigas a um ninho de cupins (existe vídeo no Youtube) é uma das coisas mais violentas que existem, é uma chacina praticada com enorme frieza .

Portanto, apesar do entrevistado mostrar ser um cientista competente, quando se trata de ideologia, ele deixa a desejar.

***


3 comentários:

  1. Marx seria um "ateu crente", que cria em deus mas o negava e odiava Veementemente? Pois não se pode odiar algo que não se crê. Também sou ateu e, para mim, esse comportamento dele é somente mais uma das loucuras e delírios de estúpido Karl Marx.

    ResponderExcluir
  2. A constatação é interessante, não se pode odiar algo que não acreditamos que exista!
    Então, um ateu não pode odiar deus, seria uma contradição.

    Porém, na minha opinião, Karl Marx não era um ateu no sentido estrito da palavra, Karl Marx criou uma enorme revolta contra deus, ficou descrente no deus cristão.

    No meu artigo "A transformação de Karl Marx - judeu, cristão, descrente"
    http://atransformaodemarx-sha.blogspot.com.br/

    eu analiso e demonstro as causas da transformação da personalidade de Marx.

    Essa transformação aconteceu quando ele tinha 17 anos e saiu da casa paterna em Trier e foi para Bonn estudar Direito, até então Marx era um cristão devoto e até tinha escrito um texto cheio de fé.

    Em Bonn Marx ficou amigo de uma turma de baderneiros e caiu na gandaia... bebida, boêmia, fumo, jogo, brigas de gangues, brigas particulares, duelos, e... muitas dívidas.
    Seu pai mandava dinheiro, mas era pouco para seus excessivos gastos, a falta de dinheiro levou Marx a tomar dinheiro emprestado, e como era judeu foi em busca de agiotas judeus, mas claro, dinheiro emprestado deve ser pago com juros, e Marx não tinha dinheiro para pagar, com isso os cobradores ciaram em cima dele (e foi assim por muito tempo, até Engels começar a dar a ele uma boa mesada advinda dos juros que recebia após ter vendido as industrias que herdou do pai e aplicado o dinheiro em um banco como um genuíno capitalista), para o imenso ego marxista as humilhações sofridas foram um trauma jamais superado.
    Marx pediu ajuda a deus, mas, como deus não ajuda a vagabundos, deus passou a ser um inimigo de Marx.
    Alguns anos depois ele escreveria em um de seus livros: "O deus dos judeus é o dinheiro.".

    Ao término de um ano em Bonn, Marx foi transferido por seu pai para a Universidade de Berlim.
    Marx agora era outra pessoa... adquiriu enorme ódio contra os ricos, em especial contra os judeus ricos, e adquiriu enorme revolta contra deus, e contra as religiões pelo o que elas atribuem a deus.
    E dai para frente passou a trata-los com o seu apurado escárnio.

    Então, Marx não era um ateu que não acredita na existência de deus, para Marx o que não existia era a "bondade divina", isto está bem demonstrado em alguns de seus "poemas de juventude" pós trauma, onde Marx se contrapõe a deus em muitas passagens e premedita a destruição da "obra divina" - a humanidade.
    E foi a essa tarefa que ele dedicou toda sua vida.

    ResponderExcluir
  3. Quem quiser ver os poemas do "jovem Marx" e constatar toda a demência que tomou conta da sua cabeça, pode acessar o link abaixo:

    http://atransformaodemarx-sha.blogspot.com/

    ResponderExcluir