A alienação

A alienação

sexta-feira, 30 de maio de 2014

A razão do fracasso do socialismo não é devido ao sistema econômico - a razão é a falta de motivação e premiação para que os mais talentosos produzam excessos em proveito próprio e que acabam resultando em benefício da sociedade como um todo



Um artigo de Rodrigo Constantino na VEJA me chamou a atenção, fala de teoria econômica liberal e socialista, os economistas liberais produziram magnífica obra para a economia liberal, porém, quanto a avaliação da causa do fracasso do socialismo, na minha opinião, eles não estão corretos, estariam corretos se no socialismo existisse uma economia clássica, mas, não existe economia clássica no socialismo.

Devido a essa minha opinião vou fazer o comentário a seguir.

Antes, forneço o título e o link para o artigo na VEJA:

"O problema econômico: o cálculo racional na tomada de decisões"



Comentário:

No artigo tem uma frase conhecida:

“Segundo Marx, para acabar com os males do mundo, bastava distribuir; foi fatal; os socialistas nunca mais entenderam a escassez.” (Roberto Campos).

Não tenho conhecimento que Marx tenha dito literalmente que "para acabar com os males do mundo, bastava distribuir".  Acredito que Roberto Campos tenha composto essa frase sintetizando escritos de Marx.

A frase que Marx usou, que não era de sua autoria, é a famosa frase do socialista Louis Blanc que está no seu livro “L'Organisation du travail” de 1839:

"De cada um segundo sua capacidade, A cada um segundo sua necessidade",

Frase basilar do socialismo, frase essa que não leva em conta uma coisa fundamental - a natureza humana.

Deixando de lado Marx que foi uma alma penada no mundo possuído desde 17-18 anos por enorme ódio contra os bem sucedidos e contra a sociedade que os premia, Marx que morreu desconhecido, no seu enterro foram apenas 9 pessoas incluindo os familiares e Engels; e que foi ressuscitado no pós-guerra pelos soviéticos que precisavam de um "mestre" doutrinário para a sua propaganda ideológica mundial; e passando a pensar no que diziam os socialistas autênticos (os que Marx chamou pejorativamente de "utópicos"), temos que admitir que no socialismo autêntico não existe necessidade de Cálculo Econômico.

Se existem 1 milhão de pessoas e cada pessoa precisa em media um par de sapatos a cada 2 anos fazemos 500 mil pares por ano e cada um terá seu sapato!
Qual o problema?
Repetindo a pergunta, qual o problema se de acordo com Rousseau todos os humanos nascem bons?

No Liberalismo existe economia, existe Cálculo Econômico, etc, mas, no socialismo isso tudo não existe, não é necessário, não existe propriedade privada, não existe preço nem mercado no socialismo, a base do socialismo é a frase: "De cada um segundo sua capacidade, A cada um segundo sua necessidade".

É por causa disso que socialistas não aceitam os argumentos dos liberais, em teoria, no mundo platônico das ideias (Platão foi o primeiro socialista), é para o socialismo funcionar!

Porém, no mundo real, a frase basilar do socialismo é na verdade uma inequação, se essa inequação for de igualdade ou superioridade o socialismo funcionária!

"De cada um segundo sua capacidade" => "A cada um segundo sua necessidade"

Funcionaria!

Acontece que se essa inequação for:

"De cada um segundo sua capacidade" < "A cada um segundo sua necessidade"

O socialismo não funcionária, e é o que acontece.

Mas, isso não acontece devido a erros de cálculo econômico, isso acontece devido a ausência da realidade humana e as limitações de produção dela decorrentes.

Vamos dar um exemplo usando a "perfeição socialista" em nível humano.

Aldeia indígena

Uma tribo de índios isolados no interior da floresta amazônica, digamos que na tribo existam 200 índios, sendo 100 homens e 100 mulheres, dentre eles, em ambos os sexos, 20 são velhos, 30 são crianças e 50 são adultos, e poderiam ser outros valores não simétricos, e na prática são, não mudaria em nada o exemplo.
Na tribo "socialista" não existem problemas de alimentação, moradia e roupas, todos tem a sua tapioca, sua choça e a sua tanga, mas, não existem na tribo "consumidores", a choça e a tanga devem durar muitos anos.
Uma tribo de índios nessas circunstâncias é uma sociedade socialista nos critérios dos socialistas autênticos, e até mesmo nos marxistas. 

Acontece que na tribo de índios todos tem apenas o mínimo necessário.

Uma pessoa pode fazer trabalho extra para suprir as necessidades alimentares básicas do vizinho que não consegue produzir todos os alimentos que necessita, faz isso para que o vizinho não morra de fome e no caso dos índios porque são todos parentes, mas, se o vizinho quiser comer algo mais além do básico, filé mignon por exemplo, ele vai ter que ter capacidade própria para obter isso.

Em resumo, índios vivem quase como animais, mas, o ser humano não evoluiu para a razão consciente para continuar a viver como animal, o ser humano foi em busca da civilização e de uma melhor qualidade de vida.

Na tribo o socialismo funciona porque a inequação é uma igualdade!
Mas, é uma miserável igualdade.

Vamos citar um outro exemplo socialista, a URSS, como foi citado no artigo a URSS lançou ao espaço o primeiro satélite, o Sputnik, antes do EUA, lançou ao espaço o primeiro ser humano, Gagarin, e venceu essa corrida espacial!
Neste caso o socialismo soviético funcionou e foi eficiente!

Gagarin no espaço, um socialismo soviético de sucesso

Por que foi eficiente?
- Porque nessa operação existiu competição, existiu uma enorme recompensa com a vitória sobre o EUA capitalista, foi um enorme prazer aos engenheiros soviéticos ganhar essa disputa.

Outro exemplo, a URSS sempre esteve nos primeiros lugares em medalhas de ouro nas Olimpíadas!
O socialismo soviético era extremamente eficiente nos esportes olímpicos.
Por que?
Pela mesma razão anterior, porque existia competição e era um orgulho enorme para os atletas e para a URSS colocarem medalhas de ouro no peito e verem os norte-americanos com as de prata!

Esportes Olímpicos - um socialismo vencedor

Então, onde existia premiação por mérito o socialismo soviético, contrariando seu próprio princípio,  era vencedor.
Por que então o socialismo soviético falhou se era tão competente nessas áreas?
Falhou porque nas áreas produtivas não existia competição, cada um deveria fazer a sua parte, não existia nenhuma forma de premiação por mérito, a própria frase basilar do socialismo diz isso "de cada um segundo sua capacidade" ... e fim de papo, nenhuma culpa nem nenhum mérito.
No socialismo o trabalhador não produz para si, produz para o grupo, o que todos produzem são colocados em um armazém e se perdem a autoria.

Se ao menos os socialistas tivessem criado prêmios para o trabalhador mais produtivo teriam alguma chance, mas, para o socialismo era e ainda é heresia a competição em se tratando dos proletários, afinal, para o socialismo, proletários são uma classe com interesses comuns... por isso nenhum trabalhador poderia ter mais que os demais, todos deveriam ser iguais.

O resultado disso na URSS, e em todos os demais países que adotaram o socialismo, 50 nações ao longo do século XX, foi que os trabalhadores produtivos passaram a produzir apenas a média mínima, para que iriam se matar de trabalhar, por toda a vida, para que outros usufruíssem sem que lhes fosse dado nada em compensação?

E isso foi aumentando com o passar do tempo até deteriorar toda a produção de bens de primeira necessidade e a consequente chegada do desabastecimento.
  
*

Por que e onde reside o problema do socialismo não conseguir ter uma boa e igualitária qualidade de vida?

Antes de mais nada, porque isso é algo humanamente impossível, cada ser humano tem um DNA diferente do outro e qualidades e talentos diferentes, é possível ter em escalas variáveis uma boa qualidade de vida para todos em uma sociedade, como é na Finlândia por exemplo, mas, é impossível se ter uma boa qualidade de vida igualitária para todos.

O problema está na inequação, que é uma fórmula que não leva em conta um ingrediente básico em uma sociedade humana civilizada - a natureza humana.

Para socialistas não existe natureza humana.

Na fórmula, no membro do lado esquerdo: "De cada um segundo sua capacidade", temos que os socialistas ignoram a realidade apesar de esta estar sendo esfregada em suas caras pela própria frase!

A realidade impõe que teremos pessoas que tem capacidade para produzir 10 "necessidades" por dia, e outras que tem capacidade de produzir 8, 6, ou 4... a capacidade produtiva individual não é homogênea.
Mas, no membro da direita da inequação, todas as pessoas vão precisar de 8 "necessidades" por dia, para terem suas necessidades básicas supridas, o que acarretará uma falta de "necessidades" produzidas, alguns vão ficar sem as necessidades básicas!

"capacidades" são diferentes, mas, "necessidades" básicas são iguais, todos os adultos, em media, precisam de, no mínimo, dois pães por dia, mas, nem todos os adultos tem capacidade para produzir dois pães por dia!

nem todos produzem igualmente

E assim é com todas as "necessidades", com todas as mercadorias, os humanos tem capacidades produtivas diferentes, mas, todos precisam de, no mínimo, um prato de arroz com feijão e um pão por dia - coisa que nem todos tem capacidade de produzir, para o socialismo funcionar alguém teria que produzir esse excesso que falta na produção dos outros.

Mas, qual ser humano vai trabalhar mais que precisa para se manter, por toda a vida, e produzir excessos para que os outros tenham o que necessitam?

Isso é uma forma de parasitismo, uma forma de escravidão.
Isso é o socialismo, parasitismo inicial dos bens que tomam dos capitalistas, e quando acabam os bens tomados dos capitalistas parasitismo nos trabalhadores que produzem mais, só que os trabalhadores que são mais produtivos se recusam a ser escravos dos improdutivos por toda a vida - disso resulta a igualdade na miséria.

Então, com o passar do tempo todas as pessoas que tem capacidade de produzir acima da média, além de não ganharem nada com isso, se cansam de trabalhar para os que produzem abaixo da media terem o que necessitam - e a sociedade tende a voltar a ser uma sociedade tribal vivendo de forma miserável, onde todos são iguais na miséria.

A razão do fracasso do socialismo não é pela falta de condições de fazer cálculo econômico, a causa é  a falta de motivação individual para produzir, é um problema causado pela rejeição da natureza humano e da realidade.

Os "intelectuais" socialistas, como se fossem deuses, querem mudar a realidade e com isso moldar à sua vontade o destino da história humana, que para eles é determinista.
É a maior estupidez que a civilização humana produziu.

- A vida real, a dura realidade da natureza, a natureza humana, isso tudo foi e ainda é ignorado pelos socialistas, e será sempre a sua desgraça, ou melhor, será sempre a desgraça do povo que é submetido a essa insanidade pela vontade dos alienados "intelectuais" socialistas.

Como podemos ver o efeito da "mão invisível" nas estruturas da sociedade?

No socialismo a magistral descoberta de Adam Smith, da "mão invisível", onde, o desejo dos indivíduos de produzir para progresso próprio acaba por beneficiar toda a sociedade, não existe.
Notar que, essa ação - dos indivíduos - nada tem a ver com o mercado, é uma ação individual que nem todos os indivíduos podem produzir, apenas os competentes e empreendedores tem essa capacidade.

Um exemplo que deixa claro esse fenômeno da "mão invisível" é o indivíduo que constrói uma casa para proveito próprio, esta casa quando o indivíduo morre fica para outra pessoa usar, que não precisará construí-la!

Estes sobrados na Mooca na cidade de São Paulo foram construídos em 1929
por alguém que visava lucro na sua construção, porém,
os sobrados estão até hoje sendo usados em proveito da sociedade atual.

Por exemplo o edifício Empire State em Nova York, foi construído a muitos anos atrás para proveito próprio de alguém, mas, continua a ser usado até hoje por milhares de pessoas!

O edifício Empire State e todos os demais edifícios ao seu redor foram construídos a muitos anos atrás por alguém que queria obter lucro com isso!
Mas, essa ação "egoísta" resultou em benefício da sociedade que continua a usar tais edifícios por muitos anos após a morte do construtor.
Esse é o efeito da "mão invisível".

Outro exemplo são o computador pessoal que a IBM fez e o Windows que a Microsoft fez, ambos fizeram essas mercadorias para proveito próprio, para ganharem dinheiro, mas, o que eles fizeram se transformou num enorme benefício para a humanidade que não consegue mais viver sem eles!

Computadores e softwares - foram inventados com intenção de lucro.
Mas, produziram um enorme benefício para toda a humanidade
É essa a "mão invisível" que só pode existir em sociedades liberais em economia.

Os celulares, o smartphone, o Whatsapp, 
foram feitos por alguém que queria obter lucro com eles...
entretanto, a humanidade toda obteve enorme lucro com eles!
Esse é o efeito da "mão invisível" que só o capitalismo possui!

Esse é o efeito da "mão invisível" que age em proveito da sociedade, isso não existe no socialismo uma vez que produzir em proveito próprio não é permitido porque todos devem ter apenas as suas necessidades, devem ser iguais, com isso não existe no socialismo nenhuma motivação para que os competentes produzam excessos em proveito próprio e com isso tragam progresso para toda a sociedade. 

É devido a falta de motivação dos indivíduos para produzir excessos que o socialismo tende a miséria igualitária tribal.

A economia liberal dos austríacos e dos economistas de Chicago é linda como teoria e prática, mas, se aplica apenas a uma sociedade democrática e liberal, e não ao socialismo.


***


2 comentários:

  1. "Esse é o efeito da "mão invisível" que age em proveito da sociedade"

    Creio que é nesse sentido, que Rand afirma que o egoísmo é uma virtude. Mais uma vez parabéns pelo excelente comentário!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olá Kleber!
      Com certeza Ayn Rand conseguia entender com clareza o efeito da "mão invisível" na estrutura da sociedade!
      Esse conceito precisa ser divulgado o quanto mais melhor porque os "intelectuais" marxistas com sua costumeira maledicência disseminada o deturparam criando a mentira de que a "mão invisível" "controla o mercado" para com isso criticarem o sistema quando acontecem crises dizendo que a "mão invisível" não funciona e que precisa da interferência do estado.
      A "mão invisível" nada tem a ver com "controlar o mercado", o mercado é incontrolável, age a seu gosto e é imprevisível, a efeito da "mão invisível" é no progresso da sociedade.
      Abraço.

      Excluir