A alienação

A alienação

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Como tirar o povo nordestino da miséria e da dependência do Bolsa Família ? O que os liberais podem fazer para solucionar esse grave problema ?



Rodrigo Constantino em continuação a sua saga contra o PT, uma luta nobre da parte dele, colocou hoje um artigo com o seguinte título:

"O desafio é libertar os pobres do terrorismo eleitoral"

Exatamente!
Esse é o trabalho a ser feito, a única solução para o Brasil.

Vou colocar a seguir parte do texto e o link para quem quiser dar uma olhada, com certeza terá boa leitura.

" O Brasil rachou após a campanha eleitoral do PT. Quem nega isso hoje, e ainda acusa tal constatação de “preconceito”, está equivocado e ignora o discurso anterior do próprio PT. Reinaldo Azevedo, em sua coluna de hoje na Folha, fala disso, e diz:
É preciso ser intelectualmente desonesto para não constatar que existe uma óbvia relação entre o benefício e a fidelidade ao petismo, que é o coronelismo da hora."

O restante do texto está em:

Eu fiz um comentário lá no artigo e o reproduzo a seguir.

Comentário:

O socialismo chinês em 50 anos gerou a maior população de miseráveis que já existiu no mundo!
Um bilhão e 300 milhões de pessoas vivendo em condições de extrema miséria, miséria muito maior que a do nordeste.
Qual foi a solução adotada para tirar os chineses dessa enorme miséria?

A única que existe, não existe outra - divisão do trabalho e trabalho assalariado.

O governo chinês disse ao mundo desenvolvido: vocês vem para cá, instalam suas fábricas, pagam um salário pequeno para os trabalhadores chineses, pagam um pouco de imposto para nós e vendam seus produtos ao mundo por um preço tão baixo que nenhum competidor poderá cobrir!
E os investidores do EUA, da Alemanha, da Inglaterra, do Canadá, da França, da Itália, da Austrália, etc, foram para a China e lá instalaram suas fábricas 

Os investidores ficaram sócios do governo chinês!
Em industrias estratégicas a sociedade se estabeleceu na base de 51% para o governo chinês e 49% para o investidor, que arcava com 100% das despesas e tecnologia, nas fábricas não estratégicas a porcentagem do governo chinês foi menor.
E a China cedia os chineses para trabalharem por um salário pequeno, para quem não tem 1 centavo 1 dólar é uma fortuna.

 Chineses trabalhando com divisão do trabalho

E trabalhando, ganhando um salário, pequeno, como também aconteceu na Inglaterra no início do Liberalismo, a China em 30 anos se tornou uma potência econômica mundial e seu povo já não é mais miserável.

Trabalhadores ingleses no início do Liberalismo (capitalismo),
a divisão do trabalho e o trabalho assalariado, inicialmente pagando salários baixos,
foi o que tirou o povo inglês da milenar miséria.


Bom, isso pode ser feito no nordeste?
- Não.
Os políticos nordestinos jamais farão o que os da China fizeram!

Mas, não existe outra solução, ou é a solução que a China adotou ou é a persistência da miséria e submissão política, como sempre foi no nordeste.

O que fazer então para tirar o povo nordestino da miséria e da dependência do BS?

- Os liberais tem que investir lá, não terão que dar 51% da propriedade aos políticos nordestinos, pois o nordeste faz parte de uma democracia.
Não investir nas capitais ou no litoral, de jeito nenhum, devem investir no interior, no agreste, na catinga, lá no sertão.

 Instalar uma fábrica de médio porte em Iguatu no interior do Ceará

Tem que instalar fábricas lá, pagando salário mínimo e demais direitos, é muito mais que o BS, devem levar junto com as fábricas instrutores técnicos para ensinar aos nordestinos a profissão, nada de dar "cultura", isso eles depois buscam, ensinar apenas o que vai fazer na fábrica, para que faça certo, só a produção será lá, como as nações desenvolvidas fizeram na China.

E vender ao mundo os produtos baratos produzidos no nordeste, já que existe o "made in China", que se faça o "made in nordeste".

E em 30 anos os nordestinos não serão mais dependentes de BF, serão finalmente um povo livre!



***


2 comentários:

  1. Amigão! Obrigado pela solução, mas sou Nordestino de Recife, e preferimos não ficar com ela! A época do trabalho escravo e da servidão está em um tempo distante, no mesmo lugar de pensamentos retrógrados e cretinos como o seu! Grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rafael, felizmente vc não fala pelo povo nordestino, vc só fala por vc e pelo teu ódio.
      Ser escravo é depender do bolsa família para viver e ser obrigado a votar em quem lhe dá a esmola com medo de perdê-la..
      Trabalhar, ganhar um salário e não precisar de esmolas para viver é muito mais digno que viver do bolsa família.
      Mas, sei o que te move rsrs
      É o ódio marxista, a raiva contra os bem sucedidos, a inveja dos competentes, tua cabeça pertence a essa ralé.

      Excluir